quarta-feira, 30 de junho de 2010

Profissões desgraçantes – Presidente dos EUA

Na teoria, pode parecer super legal ser presidente dos EUA. Ser praticamente um dono do mundo. Poder fazer do planeta um grande tabuleiro de War. Ameaçar países subdesenvolvidos com intervenções militares e sanções econômicas. Acusar governos estrangeiros de serem violentos e então bombardear o lugar. Dominar os lugares com petróleo e tudo mais. Você também vai morar na Casa Branca, com vários quartos e um amplo jardim. Uma brincadeira de esconde-esconde na Casa Branca deve demorar dias.

Mas nem tudo é tão legal assim. Enquanto presidente dos Estados Unidos, você terá algumas chateações.

A primeira é com a sua imagem. Você será vítima de diversas montagens. A mais clássica é que coloquem um bigode de Hitler em uma foto sua. Eu cheguei a essa conclusão depois que eu vi uma foto do Obama com bigode de Hitler. Não importa o que você faça, você será comparado a Hitler. Você pode até ser judeu. Ter mudado um planco ecônomico? É igual a ter promovido o holocausto.

E é uma baita ironia do destino. Quando você foi eleito, quem diria, as pessoas achavam que você era o messias e a salvação do planeta. De Deus a Hitler em menos de dois anos.

Como presidente dos Estados Unidos, você também terá que aprender a se esquivar bem de sapatos. Sim, a qualquer momento alguém pode arremessar sapatos em você. Sim, sapatos, os dois. Não contente em arremessar um, a pessoa pode arremessar o par.

Fora isso se por um acaso os alienígenas invadiram os Estados Unidos, será sua missão reunir o povo no meio do caos, fazer um discurso inflamado e ainda pilotar um caça militar para derrubar as espaçonaves. Aliás, enquanto presidente estadunidense você sempre terá a missão de ter um discurso inflamado no meio do caos. Enquanto uma música dramática toca e a bandeira norte-americana é erguida ao fundo. Pelo menos é isso que Hollywood quer.

Hollywood, aliás, também quer fazer filmes sobre os seus cachorros, as suas filhas, os seus vizinhos. Mas esses filmes só passam no SBT e num horário que ninguém vê.

terça-feira, 29 de junho de 2010

Copa 2010 – Oitavas de Final

Uruguai 2x1 Coréia do Sul
Quem diria, a mística da camisa celeste olímpica voltou. Os uruguaios até começaram a jogar atrás apenas para tomar o empate e obter uma vitória dramática.
Melhor em campo: Luis Suárez, autor dos dois gols.

Estados Unidos 0x1 Gana
O time ganense é o time menos africano da história da África. Marca forte e explora os erros dos adversários ao invés de deixar que os outros explorem os seus erros. Os Estados Unidos seguiram a sua sina de fazer um drama em cada jogo, mas foram embora.
Melhor em campo: Asamoah Gyan, corre como um menino.

Alemanha 4x1 Inglaterra
Foi o melhor joga da Copa e o melhor jogo de copas desde 98. Disputa, chances de gols de ambos os lados e uma grande atuação alemã. Pra completar, uma falha clamorosa do juiz uruguaio que acabou por vingar a final da copa de 1966.
Melhor em campo: Thomas Müller, deus do futebol.

Argentina 3x1 México
A Argentina contou com um erro da arbitragem (porcos) para abrir o placar contra os mexicanos, que jogaram como nunca e perderam como sempre. A partir de então o jogo ficou fácil. O gol mexicano só surgiu porque a zaga da Argentina é pesada demais.
Melhor em campo: Carlos Tévez, muso da copa.

Holanda 2x1 Eslováquia
A Holanda é tão chata que parece o Brasil do Parreira. Mas, marca seus gols porque tem Sneijder e Robben. A Eslováquia já cumpriu seu papel na história da humanidade por ter eliminado a Itália.
Melhor em campo: Wesley Sneijder, careca.

Brasil 3x0 Chile
O Chile começou o jogo empolgado. Mas logo eles perceberam que iriam perder e o Brasil dominou o jogo. Ganhou por 3x0 como se fosse um jogo-treino.
Melhor em campo: Juan, deus da zaga.

Paraguai 0x0 Japão
Depois de tantos jogos bons, Paraguai e Japão nos lembraram que nem tudo é perfeito. O jogo foi para os pênaltis e coube a Komano bater na trave. Se ainda fosse Kopé.
Melhor em campo: Ahn... o travessão.

Espanha 1x0 Portugal
Os deuses do futebol puniram Portugal. Uma seleção insuportável que tenta jogar nos erros do adversário. Mas eles se esquecem que os portugueses são eles e em um erro deles, a Espanha ganhou, merecidamente.
Melhor em campo: David Villa, uma peste.

segunda-feira, 28 de junho de 2010

Análise tática de Brasil x Chile

Foi em 2006. Logo após a vitória do Brasil contra Gana por 3x0, o CH3 inovou ao fazer uma análise tática da partida. Desvendamos todos os mistérios sobre os gols brasileiros. Revolucionamos o mundo. Jornalistas do mundo inteiro nos ligaram para poder divulgar a análise. E agora, quatro anos depois, Copa do Mundo novamente, oitavas de final novamente, vitória brasileira novamente e novamente o placar de 3x0. Era a chave para que fizéssemos uma nova análise tática. Criamos assim uma nova tradição. Voltaremos após as oitavas de final da Copa de 2014.

Primeiro Gol
Maicon cobrou escanteio, Juan subiu livre e cabeceou para o gol. (Obs: as cores não estão erradas. Você é que é daltônico).

Congelamos a imagem e a invertemos para mostrar a visão do zagueiro chileno na jogada.

Opa, falha nossa. Agora sim.

Pois é, ele estava de olhos fechados.

Segundo Gol
Robinho correu pela esquerda, rolou para Kaká que deixou a bola com Luis Fabiano, ele driblou o goleiro e tocou para o gol vazio. Na lateral do campo, Dunga xingava.

Na foto podemos perceber que o goleiro Bravo foi prejudicado por pedaços de grama que entravam no seu olho. Detalhe para a cara do juiz, dando conta de que o segundo gol tirava suas chances no bolão.

Terceiro Gol
Ramires pegou a bola no meio de campo, driblou um e tocou para Robinho que tocou de primeira para o gol.


Reparem que Robinho estava livre.
Os chilenos não repararam.

Até 2014.

sábado, 26 de junho de 2010

Frases de efeito

Criar uma frase é algo relativamente fácil. Eu mesmo acabei de criar uma, duas com essa. Mas esta frase será facilmente esquecida por quem a ler. Eu mesmo, dificilmente me lembrarei de um dia ter começado um post da maneira como estou começando agora. Seria muito diferente caso eu tivesse começado esse post com uma frase de efeito.

Não falo aqui de frases históricas, assunto de um post passado. Certo que toda frase histórica é uma frase de efeito, mas nem toda frase de efeito é histórica. Isso me lembra o meu primeiro livro de filosofia, na quarta-série, chamado “Pimpa” em que a personagem principal, que talvez fosse uma girafa, mas isso não estava claro, dizia “todos os cachorros são mamíferos, mas nem todos os mamíferos são cachorros”.

Quem gosta de filmes de ação dos anos 80, sabe que o grande charme que transforma esses simples trabalhos em obras de arte e expoentes de uma geração, não são os tiros, o sangue jorrando feito ketchup, as explosões. Ok, também isso, mas as frases de efeito são o grande charme.

“Cretino. Você gosta de dar tiro e eu odeio gente assim. Você é um imaturo. Você é um cocô. E eu vou matar você”.
“Se morrer, morreu”.
“Você derrubou um helicóptero com um carro!” – “É, eu não tinha balas”.

Essas frases podem ser ditar por qualquer homem a qualquer momento. Todo homem deve saber pelo menos uma meia dúzia de frases de efeito para contar aos amigos. O resto é besteira.

Mas o processo de criação de uma frase de efeito é complicado. Eu mesmo estou tentando escrever uma, desde que comecei a escrever o texto. E não sei se conseguirei. Não sei se em algum dia da minha vida já criei uma frase de efeito.

Pessoas tentam escrever frases de efeito o tempo todo e a maior parte dessas tentativas é vã e falha. E o que acontece com essas frases? Elas são jogadas no lixo? Não. Elas encontram o seu espaço no mundo em forma de frase de para-choque de caminhão. Ou até mesmo, em adesivo de vidro traseiro de carro.

“Casamento é igual Avenida Paulista. Começa no Paraíso e termina na Consolação”.
“Sogra é que nem cerveja, gelada em cima da mesa”.
“O fracasso não é o fim. É a oportunidade de começar de novo, de maneira diferente”.

Notem que são frases pífias. Servem apenas para ficarem na parte traseira de veículos automotivos. Servem apenas para transformar a experiência de ficar em um congestionamento, ainda mais estressante. Quem nunca ficou horas no trânsito atrás de um gol 86 com um adesivo “A força da sua inveja é a velocidade do meu sucesso”.

Este ano, ocorreu a institucionalização da frase de adesivo de carro. É na Copa do Mundo. Cada uma das 32 seleções do mundial tem em seu ônibus, uma frase de suposto efeito. O resultado parece tirado de um daqueles concursos “mande seis códigos de barra Nestlé para o CEP 92892-201 respondendo a pergunta. A resposta mais criativa ganha um carro 0km”.

A África do Sul, por exemplo, escolheu “uma nação orgulhosamente unida sob um arco-íris”. O que seria uma frase boa para uma parada gay.

Os chilenos escolheram a criativa “Vermelho é o sangue do meu coração. Chile campeão”. Criativa na época em que você fazia poemas na primeira série.

Os dinamarqueses ficaram com “tudo o que você precisa é uma seleção dinamarquesa e um sonho”. Se “seleção dinamarquesa” fosse substituído por “caminhão” estaria perfeito.

A Nova Zelândia ficou com o curioso e até surreal “chutando ao estilo Kiwi!”. E a Suíça mostrou ser o pais mais desinteressante do mundo com a sua escolha: “Vamos, Suíça!”.

Logo surgiram várias paródias pela internet, de frases que seriam muito mais interessantes. Seria muito mais interessante se os sul-africanos estampassem em seu ônibus “Futebol aqui é preto no branco” ou os chilenos com “um país inteiro tremendo de esperança” e os nigerianos com “vamos tirar a barriga da miséria!’.

Comente, com uma frase de efeito. Mas cuidado, a linha que separa uma frase de efeito de uma frase pára-choque é tênue.

sexta-feira, 25 de junho de 2010

Copa 2010 – Decisão dos grupos

Grupo A: Suspeitava-se que México e Uruguai fossem realizar um jogo de compadres, uma vez que o empate classificava os dois. Mas isso não aconteceu. O Uruguai abriu o marcador e os mexicanos ficaram atordoados. Enquanto isso, a França se despedaçava diante da África do Sul, que perdia gols. No começo do segundo tempo, o Uruguai quase fez 2x0 e a África do Sul mandou uma bola na trave. Seria o suficiente para a classificação sul-africana, mas logo depois um gol francês decretou os placares e a situação do grupo. Quem mais comemorou ao fim, foi o povo francês, que não teria mais que agüentar Domenech no banco e Govou no ataque.
Melhor da rodada: Luis Suárez, secretário de saúde.

Grupo B: Os gregos entraram em campo dispostos a segurar o 0x0 com a Argentina, e torcendo para que a Nigéria ganhasse da Coréia do Sul. Felizmente, nada disso aconteceu. A retranca grega foi furada por Demichellis, um dos piores zagueiros já nascidos no planeta terra, enquanto que Coréia do Sul e Nigéria empatavam em 2x2. A Nigéria precisava de mais um gol para se classificar e Yakubu perdeu o gol mais fácil da história do futebol mundial. Na linha da pequena área, sem goleiro. Era muito mais difícil perder do que fazer o gol. E ele perdeu. Só Vinícius Gressana no Winning Eleven já fez algo parecido.
Melhor da rodada: Alexandros Tzorvas, dramático goleiro grego.

Grupo C: A Inglaterra fez 1x0 com gol Defoe e cozinhou o resto do jogo, sem graça. A Eslovênia é um time bem limitado e mesmo assim conseguiu perder um gol com três jogadores diferentes na mesma jogada. Mas a vitória inglesa por 1x0 classificava as duas equipes, e as duas estavam classificadas quando o jogo acabou. Mas neste exato momento, Donovan marcou o gol norte-americano, aos 46 do segundo tempo. O dia que pode ficar conhecido como “o dia em que os americanos conheceram futebol de verdade”.
Melhor da rodada: Landon Donovan, o Pelé estadunidense.

Grupo D: Dois jogos fracos. A seleção ganesa manteve sua tradição de consagrar os goleiros adversários. E os alemães, sem jogar nada ganharam em bela finalização do turco Özil. Austrália e Sérvia fizeram um jogo franco e francamente ruim. Foi uma correria louca e uma movimentação danada. Os cangurus conseguiram vencer por 2x1 e as duas equipes morreram abraçadas.
Melhor da rodada: Tim Cahill, australiano que joga bola.

Grupo E: Holanda e Camarões fizeram um jogo desinteressante que valeu apenas pelo fato de Robben ter entrado em campo e ter feito a jogada do segundo gol. O mais impressionante é que ele não se machucou. No outro jogo, Japão e Dinamarca fizeram um confronto direto pela segunda vaga. E os japoneses, quem diria, mostraram pro CH3 que bobo é a mãe e dominaram os dinamarqueses. Há algo de podre no reino da Dinamarca, eliminada vergonhosamente.
Melhor da rodada: Keisuke Honda, o motor do time japonês.

Grupo F: Paraguai e Nova Zelândia fizeram um jogo esquecível. Enquanto isso, a Eslováquia surpreendia e jogava melhor que a Itália. O jogo ia sendo disputado, com contornos dramáticos, mas tudo ficou para o final. Skrtel (que sofre de uma falta de vogais no nome) salvou o empate sobre a linha. Vittek fez 2x0. Di Natale diminuiu. Quagliarella teve gol anulado. Kopunek fez 3x1 em um único toque na bola. E Quagliarella diminuiu novamente aos 47. E aos 50 minutos do segundo tempo, Pepe perdeu um gol incrível. E, incrível, a Itália foi eliminada.
Melhor da rodada: Robert Vittek, fez dois gols, oras.

Grupo G: Portugal e Brasil fizeram um jogo para se esquecer, o empate por 0x0 classificou os dois. Enquanto isso, a Costa do Marfim vencia tranquilamente os norte-coreanos por 3x0, num jogo que não serviu pra nada.
Melhor da rodada: Didier Drogba, mas não por muita coisa.

Grupo H: Aproveitando-se da incapacidade da Suíça de fazer gols, Chile e Espanha se contentaram com a vitória espanhola por 2x1 que classificou ambas as equipes. E foi isso.
Melhor da rodada: George Welcome, hondurenho sempre bem vindo.

Agora começam as oitavas de final. Nossas previsões são que: Uruguai, Estados Unidos, Argentina, Alemanha, Holanda, Brasil, Espanha e Japão se classificarão.

quinta-feira, 24 de junho de 2010

24 horas

Vocês conhecem a série 24 horas. O protagonista Jack Bauer resolve grandes problemas em apenas um dia. Para isso, ele não dorme, não fica preso no trânsito, nem uma ida ao banheiro ele dá.

Se a série fosse um pouco mais verossímil, teríamos pelo menos um episódio em que o herói fica preso no trânsito escutando uma rádio ruim. Um episódio para que fizesse a barba, escovasse os dentes e tomasse café. Outro episódio no almoço.

Ok, em filmes norte-americanos ninguém fica preso no trânsito. Se isso acontece, o herói salta do carro e começa a correr por entre os carros. Ele poderia aguentar ficar sem dormir. Mas, sem comer? Sem tomar uma água? Sem ir ao banheiro? Impossível. O cara iria desmaiar pelo esforço físico.

O vídeo a seguir apresenta às 24 horas, estreladas por Guilerme. Algo muito mais verídico.




E assim termina a terceira edição da Semana CH3. Esperamos que vocês tenham gostado, porque, nós gostamos. Voltamos logo com a nossa programação normal, e ano que vem com uma nova Semana. Esperamos um podcast novo para breve.

quarta-feira, 23 de junho de 2010

Podcast CH3, número 1

Senhoras e senhores. Essa promessa foi feita no última dia da Semana CH3 do ano passado. Demoramos, mas cumprimos. Ai está o primeiro podcast do CH3, com o tema "Mensagens Subliminares". O programa foi gravado sábado no estúdio montado na mansão de Vinícius Gressana. São 15 minutos de duração. Espero que vocês gostem.

Abordaremos temas como: Xuxa, Disney, sites da internet e etc.



terça-feira, 22 de junho de 2010

Aniversário do CH3: A cobertura do evento

Cada evento que o CH3 se propõe a fazer geralmente é um sucesso. A única furada que demos foi uma feijoada vip no Carnicentas, que foi um fracasso total, pois escolhemos o lugar errado para o evento. Aparentemente as pessoas evitavam andar no perímetro da casa de diversão noturna de Jorginho de Ogum, por ser uma das regiões mais perigosas de Cuiabá e pela lenda de um maníaco sexual que ataca as pessoas por ali. Esse maníaco é o Hanz, o pansexual.
Mas nossas festas de fim de ano são sempre memoráveis. Você que acompanha o blog, sempre vê os melhores acontecimentos na cobertura exclusiva. Afinal, a festa é nossa, nós cobrimos.

Esse ano, como vocês sabem, fizemos uma festa de aniversário de 4 anos. Fechamos o restaurante Verde Vale para servir um rodízio de pizza exclusivo a nossos convidados. E quantos convidados! Recebemos o dobro do número de convidados esperados, foi sorte termos conseguido lugar. Com todos os convidados presentes, o brinde à jornada incansável do blog (em especial pela dedicação de Guilherme) em levar o humor cotidiano ao internauta brasileiro. Vivas e hurras enchiam o salão.

Havia um telão no centro do restaurante mostrando os melhores momentos dos membros do blog, fragmentos da história de todos que passaram por aqui, momentos divertidos e emocionantes que levaram os membros do blog às lágrimas. Uma homenagem quase póstuma ao fundador, Tackleberry, e algumas imagens de seu refúgio paradisíaco nas Bahamas. Para entretenimento, o telão exibia também a programação televisiva e um show exclusivo de vários artistas renomados. Enquanto degustavam suas pizzas, os convidados bradavam vivas.

A festa durou até depois do horário previsto, convidados relutantes em irem para o conforto de seus lares. Vimos até a última pessoa sair. Provavelmente ansiosas pela próxima comemoração. Nossos planos para o próximo aniversário será a Churrascaria Gaúcha. Até ano que vem, leitores.

Copa 2010 – Dias 9, 10 e 11

Interrompemos a programação da Semana CH3, para uma breve volta de nossa cobertura sobre a Copa do Mundo.

Holanda 1x0 Japão
Utilizando a velha piada, a laranjada tá fraca. A Holanda é um time sem inspiração e que joga burocraticamente. Já o Japão defendeu com obediência nipônica e tentou a vitória depois de sofrer o gol. Quase marcou um gol a favor e também outro contra, mas ambos foram evitados.
Melhor em campo: Túlio Tanaka, samurai brasileiro.

Gana 1x1 Austrália
Foi um jogo disputado fortemente. A Austrália é que é famosa pela sua seleção de rúgbi, mas os ganenses fariam sucesso no esporte. Impressionante o quanto eles chutam por cima do gol.
Melhor em campo: Andre Ayew, filho de Abedi Pelé.

Camarões 1x2 Dinamarca
Um jogo sensacional, disputado com defesas ruins e muita velocidade. Os camaroneses foram fritos e estão eliminados.
Melhor em campo: Denis Rommedahl, velocidade pura aos 32 anos.

Eslováquia 0x2 Paraguai
O time da Eslováquia é o time mais insignificante da copa. Joga com o mesmo ar blasé do seu técnico, que parece estar vestido para algum filme da época do Frank Sinatra. O Paraguai dominou o seu adversário que parecia esperar que o jogo acabasse logo.
Melhor em campo: Enrique Vera, é vero.

Itália 1x1 Nova Zelândia
Uma das maiores zebras da história. Só podia ter acontecido com os italianos, acostumados com isso. O time neozelandês realmente é o time mais forte da competição. Já o time da Itália... bem, é mais chato que o tradicional futebol italiano.
Melhor em campo: Ryan Nelsen, mal encarado.

Brasil 3x1 Costa do Marfim
O Brasil fez um jogo duro e forte. O time da Costa do Marfim foi incrivelmente desleal, mas foram punidos pelos deuses do futebol. Luis Fabiano fez um dos gols mais antológicos da história, chapelando dois zagueiros marfinenses e ajeitando a bola no braço duas vezes.
Melhor em campo: Luis Fabiano, o fabuloso.

Portugal 7x0 Coréia do Norte
Enlouquecidos com a notícia de que o jogo seria transmitido em seu país natal, os norte-coreanos partiram com tudo ao ataque. E então escancararam as suas deficiências, principalmente quando o time cansou. O final do jogo parecia fim de pelada, com um time atacando e o outro morto em campo.
Melhor em campo: Tiago, autor de dois gols.

Chile 1x0 Suíça
A Suíça continua sendo um time encardido. Sua defesa é praticamente impenetrável, cheia de jogadores que parecem seguranças de shopping. O Chile lutou até conseguiu um gol na parte final da partida. Depois, os chilenos abusaram do direito de perder gols.
Melhor em campo: Jorge Valdívia, que entrou e deu passe para o gol.

Espanha 2x0 Honduras
Os espanhóis jogaram em câmera lenta. Mas, como os hondurenhos são extremamente fracos, isso foi o suficiente para uma vitória tranqüila e sonolenta.
Melhor em campo: David Villa, o único.


Pronto. Voltamos ainda hoje com a Semana CH3 e a cobertura da festa CH3 ontem.

segunda-feira, 21 de junho de 2010

CH3 é 4

Parece até que foi ontem o dia em que Tackleberry, por MSN, avisou que havia criado um blog. Que ele ia ver com a Laís como fazia para adicionar outros membros. Eram tempos parecidos com os de hoje, estávamos no meio de uma Copa do Mundo. Tempos de campanha eleitoral e o noticiário é sempre parecido. Eram tempos diferentes também, era uma época em que o Twitter não existia. Muitas pessoas não devem se lembrar dessa época.

Pois, passaram-se 4 anos, desde àquele 21 de junho de 2006. Já cansei de contar a história do blog, o significado do seu nome, as suas origens. Já fiz isso em algumas tantas postagens comemorativas, que temo ficar repetitivo e também temo ser traído pela memória de agora, ou pela memória de antes, e assim me contradizer.

Melhor refletir sobre o último ano do blog, ano esse em que conseguimos quase 40 mil visitas. Foi um ano difícil, talvez o mais complicado da história do blog. Deixamos de ser universitários. Os assuntos ficaram mais difíceis, os comentários diminuíram. Por alguns momentos cheguei a pensar que eu não teria o que escrever, cheguei a temer pela morte do blog.

Mas um assunto sempre surgia, de alguma forma ou outra. Talvez o mundo não dê um assunto de post a cada dois dias, mas um esforço foi feito. Cada vez mais o blog apelou para temas insólitos. Apenas uma vez a postagem falhou, por questões de saúde, mas logo a questão foi corrigida.

Já ficou para trás o tempo em que tínhamos alguma pretensão maior com o blog. Não pensamos em ficarmos milionários, famosos ou qualquer coisa assim. O blog continua aí porque gostamos dele. Ficamos felizes com cada reação positiva e achamos graça das reações negativas. Gostamos quando uma pessoa que nos encontrou pelo Google deixa comentários elogiosos e damos risada quando outra pessoa nos questiona porque criticamos a Lambada, ao invés da pedofilia.

Também ficamos felizes quando um link nosso é colocado no Twitter. Foi muito legal quando o blog apareceu no jornal A Gazeta, pelas mãos do nosso saudoso amigo Dyolen. Enfim. Esperamos desde já que o blog chegue aos seus cinco anos, ano que vem.

E, para não deixar para amanhã o que pode ser feito hoje, iremos comemorar tão especial data no rodízio de pizzas do Verde Vale do shopping 3 Américas, a partir das 19h45. Todos os leitores estão convidados. Esperamos que comece aí, mais uma tradição do CH3.

domingo, 20 de junho de 2010

CH3 Jovem

Alô, alô, fiéis leitores do CH3!
E pra ninguém dizer que nunca cumprimos nossas promessas, continuando com a quarta Semana CH3, cumpriremos uma promessa feita lá em abril, no post sobre mangás jovens. Hoje, apresentamos aos nossos leitores o CH3 JOVEM, versão imitação de mangá!
Já que acabaram com todas as nossas boas memórias de infância, nós também vamos deturpar as suas, apresentando versões alternativas dos seus mais queridos personagens aqui do blog.
Seguem, apresentando do lado esquerdo o original, e do lado direito, a versão jovem mangatizada, que como em todos os casos atuais, não têm praticamente nada a ver com o original.
(Clique na imagem para ampliá-la)

JORGINHOAntes de ser pai-de-santo e babaorixá, Pai Jorginho de Ogum era conhecido apenas como Jorginho, o herói de nossa história, um adolescente estudante de colegial que apronta altas confusões e vive altas aventuras com seus amigos. Jorginho é estudante de artes marciais e adora fazer o sinal de "paz e amor".

CÃOAntes de ter seus braços (e seu rabo) vitimados pela hanseníase, o Cão Leproso era chamado apenas de Cão. Cão é o melhor amigo de Jorginho, tem poderes, só sabe falar o próprio nome, combate batalhas e costuma andar dentro de uma pokebola.

ALFREDO CHAGASAlfredo Chagas sempre foi Alfredo Chagas e jamais deixará de ser Alfredo Chagas. Ou seja, é uma desgraça para a sociedade civilizada. É colega de classe e arquiinimigo de Jorginho, faz o possível e o impossível para tornar a vida de todos um inferno. Ou seja, tirando a idade e a aparência, não mudou nada.

GUILERME, O ISOPORGuilerme, antes de ser um boneco de isopor, era apenas Guilerme, o isopor. Ele ainda não havia sido recortado daquele bloco, porém, ele sempre esteve lá, de um jeito ou de outro. A diferença é que, ao contrário do boneco Guilerme, o Guilerme isopor não tinha uma vida muito atribulada e não se preocupava com tantas coisas. Era apenas um bloco de ispor, fazendo e pensando o que quer que blocos de isopor faziam e pensavam.

HANZ, O SEXUALHanz é professor de Jorginho e Alfredo Chagas. Ainda não era um velho safado, era apenas um tiozão safado. Ainda não era pansexual, por isso era conhecido apenas como Hanz, o Sexual. Naquela época, Hanz tinha apenas uns três ou quatro fetiches, como todo ser humano normal. Mas já demonstrava tendências estranhas. Por exemplo, sempre foi um mistério o que ele carregava naquela pasta nefasta, quando ia dar aula a seus pupilos. Posteriormente, descobriu-se que era pornografia infantil. Hanz ficou preso por 10 anos, e na cadeia, adquiriu todas as perversões sexuais existentes e as ainda não catalogadas.

Bom, não existe uma versão jovem do pedreiro Marcão porque não existem negros em mangás.
Enfim, fiéis leitores, continuem acompanhando a Semana CH3.

sábado, 19 de junho de 2010

Guia CH3

Não meu caro leitor, não está errado. Não esquecemos de específicar do que se trata este Guia CH3.

Na verdade este é um post sobre o Guia CH3. Ou melhor, sobre a nossa publicação especial de aniversário. Uma compilação com os melhores Guias CH3 da história. Veja o nosso editorial e faça bom proveito do nosso Guia para a vida.

Lembro-me muito bem como foi que o primeiro guia CH3 surgiu. Estava conversando com o elemento X, nosso guia espiritual e segurança particular, que não gosta de ser identificado. Ele nos contou sua incrível experiência no dia anterior. Havia presenciado pela janela do ônibus em que estava, uma briga de anões. Sim, anões brigando no meio da rua.

Ele lamentava não ter tido a possibilidade de filmar o incidente. E uma questão foi levantada: como seria possível apartar uma briga de anões. O sujeito que tivesse coragem para tal ato, estaria sujeito a golpes baixos, mesmo que involuntários. Era uma questão de altura.

Nessa época o blog ainda estava em seu começo. Era uma coisa incipiente, sem regularidade. E a história dos anões foi a chave para a criação do Guia CH3.

Desde então vários Guias CH3 foram publicados, abordando os mais insólitos temas. Sejam temas sérios, ou temas, digamos, exóticos. Eles são a síntese da identidade do blog. Se você quiser ter uma idéia do espírito do CH3, certamente você encontrará lendo esses guias.

Nessa semana em que completamos quatro anos de existência, nada melhor do que compilar os melhores textos. E ainda num exótico formato de jornal. Somos nós que fazemos aniversário, mas vocês é que ganham o presente. Adoramos clichês.

São 13 textos que podem te acompanhar durante uma vida. Te salvar em momentos delicados. O que fazer quando você tiver que ler um livro, conquistar um homem, eliminar o mosquito da dengue ou se tornar um super-herói? Você encontrará as respostas nesse guia. Dê uma oportunidade a si próprio e melhore sua vida pessoal, profissional, social e amorosa. Que façam um bom proveito e dêem descarga no final.

Guia CH3
View more documents from chtres.

sexta-feira, 18 de junho de 2010

Semana CH3 2010

Bem amigos do Blog CH3. Haja coração. Começa hoje mais uma Semana CH3. O maior evento do planeta, talvez empatado com a Copa do Mundo. Semana em que comemoramos o nosso aniversário e para isso, temos posts especiais. E o melhor, posts especiais diários. Semanas CH3s são capazes de mudar vidas. Pessoas importantes, como a Andreza, adoram. A família de José Saramago se sentiu frustrada pelo fato de ele não ter sobrevivido para acompanhar mais uma Semana CH3, sua semana favorita no ano.

E para começar, nada melhor do que um CH3 News. O grande jornal do CH3, que chega a sua vigésima edição, segunda especial para a internet. É uma edição enxuta, mas que conta com uma matéria especial sobre "Comprar CDs em Cuiabá", que reproduzimos abaixo. Aproveite para folhear, ou melhor, rolar o jornal. A semana está só começando. Vamos até o dia 24. E ah, no dia 21, segunda-feira iremos comemorar o nosso aniversário no rodízio de pizzas do Verde Vale do Shopping 3 Américas, a partir das 19h45. Compareça. Se você quiser.



COMPRAR CDs EM CUIABÁ

Eu já estive no inferno. Mas jamais tive uma missão tão difícil assim. Os editores me mandaram “compre um CD de uma banda boa, aqui em Cuiabá por menos de 30 reais”. Achei que seria possível, mas logo percebi as dificuldades que eu teria.


A começar pelos estabelecimentos. Logo me dei conta de que existem apenas quatro lojas de CDs em Cuiabá, sendo que nenhuma é especializada. Duas pertencem a uma grande loja de departamentos, de porte nacional. As outras duas, a uma rede de livrarias regionais. Duas em cada um dos dois principais shoppings de Cuiabá. Seria difícil, mas resolvi: sou homem, vou tentar. Nada teria de temer: apenas o fracasso.

Me dirigi ao primeiro Shopping, cujo nome faz menção as três partes que formam o continente no qual vivemos. Fui a loja que faz menção ao plural feminino do gentílico dos nascidos nesse continente. Uma música sertaneja tocava, alto. Passei por promoções de DVDs, todos ruins. Passei por muitos chocolates e cheguei a parte de CDs. Passei o olho por todos e o mais interessante que encontrei foi uma coletânea do Taiguara por R$9,90. Foi o primeiro fracasso.

Fui a outra loja. O nome lembra a personagem daquela música que acordava todo o dia as sete e meia e já na hora de ir para cama ela pensava: “que o dia não passou”. Confesso que encontrei bons CDs. Alguns realmente me pareceram muito interessantes. Mas o preço era incrivelmente proibitivo. Custavam quase sempre, na casa dos R$40. Um disco de plástico, dentro de uma caixinha de plástico, acompanhada de um folheto de papel, que não gasta mais do que uma folha A3 para ser fabricado. Jamais poderia custar esse preço.

Me dirigi cabisbaixo até o outro Shopping Center, cujo nome é igual ao de um grande ecossistema de nosso estado. Me dirigi a tal loja de departamentos. O som não era sertanejo, o que poderia ser uma boa notícia. No entanto, os alto-falantes entoavam uma música gospel em volume ensurdecedor. E vi que pessoas nas filas, carregando os seus chocolates e roupas íntimas, cantavam todos os versos e o refrão das músicas. Por um momento me senti confuso. Imaginei se por um acaso, eu não havia me confundido e num azar miserável havia ido parar dentro de um culto religioso. Logo vi um pote de batatas fritas e voltei a realidade.

Mas, passei pela mesma dificuldade encontrada na outra loja. E nem mesmo o CD do Taiguara eu vi. Ainda me seduzi por um Box de DVDs do Rambo, mas não deveria me desviar do meu foco principal.

Fui então a outra loja. Era minha última oportunidade. Senti a adrenalina em minhas veias quando adentrei ao local. Me senti como se fosse o dia do juízo final. As funcionárias me perguntaram se eu queria ajuda e eu disse que não, estava apenas dando uma olhada. Cheguei aos CDs. Fui logo me decepcionando com os preços extremamente proibitivos. Encontrei preços acima de R$50. Senti vontade de chamar a polícia. Minha dignidade estava sendo assaltada pelo simples fato de olhar aquilo.

Até que finalmente encontrei uma possibilidade. Liguei para algumas fontes e perguntei se aquela banda poderia ser considerada boa. Houve discordâncias, mas todos concordaram que pelo menos, ruim não era. Estava decidido. Havia conseguido.

Nem acreditava. Meus olhos se embotaram de cimento e lágrimas. Tijolo por tijolo em um desenho lógico. Me dirigi ao caixa, com o sorriso que apenas os vencedores tem no rosto.

A caixa passou o código de barras e o preço estava correto. Perguntou a forma de pagamento e eu disse “cartão” e completei “débito”. Ela passou e pediu para digitar a senha. Digitei. Transação não aprovada. Tentei uma segunda vez. E uma terceira. Nada feito. O sistema estava fora do ar desde manhã. Não agüentei. Peguei o meu taco de beisebol e comecei assim o meu dia de fúria.




Copa 2010 – Dias 6, 7 e 8

Honduras 0x1 Chile
El Loco Bielsa confirmou sua fama extravagante e colocou seu time para jogar no ataque, numa copa defensiva. Sem o centroavante Humberto Suazo, machucado, o time perdeu muitos gols. Mas até agora é o pequeno simpático do torneio, pelo futebol ofensivo.
Melhor em campo: Alexis Sanchez, dribla e perde gols.

Espanha 0x1 Suíça
Os favoritos espanhóis desapontaram miseravelmente. Faltaram os cojones para furar a ainda impenetrável defesa suíça. Como os suíços sabem jogar na retranca! E numa das suas poucas arrancadas ao ataque, Gelson Fernandes abriu o placar. O gol mais feio da história do futebol. Todos os jogadores estavam caídos no campo.
Melhor em campo: Stéphane Grichting, cada passo seu arrancava um tufo de grama.

África do Sul 0x3 Uruguai
A fábula sul-africana acabou. O time mostrou que é fraco, enquanto o Uruguai fez a mística da camisa celeste olímpica aparecer depois de 40 anos. Vitória soberba e tranqüila.
Melhor em campo: Diego Fórlan, um monstro.

Argentina 4x1 Coréia do Sul
O primeiro tempo parecia até um jogo de futebol americano. Muitas faltas e o jogo avançava lentamente. Os argentinos aproveitaram duas bolas paradas para abrir o placar e os coreanos aproveitaram a péssima zaga argentina para empatar. No segundo tempo, os coreanos se empolgaram e deram espaço para os atacantes argentinos. E aí, a goleada veio.
Melhor em campo: Lionel Messi, se deixarem, ele ganha o jogo.

Grécia 2x1 Nigéria
Contrariando previsões, foi um bom jogo. Ou melhor, o jogo foi lamentável até a expulsão toda de Kaita. Perdendo por 1x0 e com um a mais, a Grécia promoveu a primeira atuação ofensiva de sua história. E massacrou a Nigéria até o gol da virada. Mesmo depois da virada, os gregos continuaram atacando. Parece que eles tomaram gosto. Quem sabe, este é um marco zero da história do futebol grego.
Melhor em campo: Giorgous Karagounis, jogou pra cacildis.

França 0x2 México
O México conseguiu uma boa vitória, pra variar, assim que Guile Franco saiu da equipe. Os franceses foram castigados pelo seu técnico demente, que observava o jogo imaginando o que o seu horóscopo disse naquele dia.
Melhor em campo: Carlos Salcido, veloz lateral esquerdo.

Alemanha 0x1 Sérvia
Os jogadores de vôlei da Sérvia aproveitaram as bolas altas para fazer um ponto, digo um gol. A Alemanha perdeu Klose, expulso e tentou empatar por várias vezes. Mas a bola sempre caía nos pés de Lucas Podolski, que teve uma das piores atuações da história do futebol.
Melhor em campo: Lucas Podolski, o melhor para a Sérvia.

Eslovênia 2x2 Estados Unidos
Provavelmente um árbitro comunista resolveu beneficiar a ex-república iugoslava, contra o império norte-americano. No fim do jogo o juiz Malinense anulou um gol incrivelmente legal. Seria a virada estadunidense, que havia começado perdendo por 2x0.
Melhor em campo: Landon Donovoan, fuzileiro naval.

Inglaterra 0x0 Argélia
Por coincidência ou não, os dois piores jogos da copa tiveram a Argélia em campo. Mas o que impressiona, é como a Inglaterra é um time desprezível e sem fibra.
Melhor em campo: Hassan Yebda, mas ele não tem do que se orgulhar.

quarta-feira, 16 de junho de 2010

Pessoas Constrangedoras, volume 6

Pessoas que insistem em pedir favores improváveis

Sem dúvida você conhece alguém assim em seu círculo social. Muitas vezes em nossas vidas, nós precisamos da ajuda de alguém. Mas existem pessoas que pedem ajudas impossíveis. E se isso não bastasse, elas insistem diante das negativas. Exemplifiquemos.

- Oi, e aí.
- Opa, tudo bom.
- Tudo. Olha...
- Sim.
- Seu pai trabalha na Coca-Cola, não é?
- Bem, sim.
- Então, será que você não podia falar com ele...
- Hmm...
- Se ele não arruma umas bebidas, pra uma festa que minha turma está organizando.
- Olha, acho difícil.
- Pô, vê com ele aí.
- Acho difícil, sabe.
- Ah, mas tenta ver se ele consegue patrocínio. Ou então, se pode dar um desconto na venda. Vê com ele, por favor.
- Acho que não dá.
- Po, tenta aí.
- Olha, meu pai é faxineiro lá! Como ele vai ver isso?
- Não, sei, ele não conhece alguém?
- Não!
- Que é isso, que má vontade.

Esse caso poderia ser ainda pior.
- Seu pai trabalha na Coca-Cola, não é?
- Não, ele foi demitido.
- Hmm, mas será que ele não conhece alguém lá?
- Ele foi demitido! Mandado embora! Humilhado!
- Hmm, mas, quem sabe...

Pior ainda.
- Seu pai trabalha na Coca-Cola, não é?
- É... meu pai morreu, semana passada.
- Nossa, que pena. Você então não conhece alguém lá?
- Não.
- Ah, você podia ir comigo lá, não?

No entanto a freqüência maior de ação desse tipo de pessoas, ocorre com pedidos de carona.
- E aí cara, você tá indo pro centro?
- Bem, não, to indo pro CPA.
- Ah sim, é que eu preciso ir pro centro. Será que você podia me dar uma carona?
- Bem, eu não passo por lá.
- Pra onde do CPA você tá indo?
- É, pra minha casa, no CPA.
- Bem, deixa eu pensar o melhor caminho pra você me deixar lá.
- É...
- Olha, eu vou ficar na Barão... você me deixa lá, pega ela até o fim, e aí já tá na Miguel Sutil, rapidão você chega na sua casa.
- Opa, meu telefone tocando.
(na verdade a pessoa simulou que seu telefone estava tocando).
- Ah cara, foi mal, tenho que ir agora pegar minha mãe no serviço, lá em Várzea Grande.
- Ah, eu vou com você, na volta você me deixa lá. Mais fácil ainda.

Essa pessoa, logo se torna a pessoa mais chata do mundo.
- Aí cara, será que eu podia dormir na sua casa hoje?
- Ahn... Acho que não dá cara.
- Pô, porque?
- Ah... é que tá em obra lá em casa.
- Tem problema não cara.
- Aí eu to dormindo no quarto dos meus pais.
- Ah, pode deixar, eu durmo lá também.
- Mas é que não tem um colchão.
- Ah, eu divido colchão com você cara.
- Bem, não tem espaço.
- Eu durmo na cama com seus pais também.
- Bem, eles não gostam.
- Eu durmo no chão então.
- Ah cara, não dá, o chão tá cheio de cacos de vidro.
- Eu não ligo.

Como você escapa de uma situação dessa. Temos três opções básicas.
1) Dizer “cara, não dá porque você é chato pra caralho”. Mas a pessoa pode continuar dizendo que não liga.
2) Sair correndo, como se tivesse surtado. Mas a pessoa pode correr atrás de você.
3) Abater a pessoa constrangedora a tiros. Mas pode dar cadeia e o espírito dela pode continuar te atormentando.

Bem, como ocorre com todas as pessoas constrangedoras, não há o que fazer.

terça-feira, 15 de junho de 2010

Copa 2010 – Dias 2, 3, 4 e 5

Coréia do Sul 2x0 Grécia
Nós alertamos que o time grego do futebol filosófico do Monty Python era muito mais divertido. Dirigido por uma espécie de Joel Santana fake, os gregos são simplesmente pavorosos. Não sei se eles não gostam de atacar. Tenho a impressão de que eles não sabem como atacar. A Coréia do Sul que não é mais tão estúpida, aproveitou para marcar seus gols.
Melhor em campo: Park Ji-Sung, o maestro motorizado coreano.

Argentina 1x0 Nigéria
A Argentina se aproveitou da incrível inferioridade nigeriana e fez 10 minutos sensacionais, quando abriu o placar. Depois o jogo caiu de nível e o destaque ficou por conta do goleiro Enyeama que parou todos os chutes de Messi. A defesa argentina também se mostrou fraca. Jonás Gutíerrez é um Frankstein na lateral.
Melhor em campo: Vincent Enyeama, parede nigeriana.

Inglaterra 1x1 Estados Unidos
O CH3 havia avisado. Os goleiros ingleses são ruins. Assim sendo, Robert Green entregou numa das poucas bolas que foram ao seu gol. Foi o único lance que lembrou o terrorismo prometido pela Al-Qaeda. Foi um jogo movimentado e etc... mas, Lampard esteve apagado e os ingleses amarelam. Os americanos ainda fizeram o esperado.
Melhor em campo: Clint Dempsey, joga com os olhos abertos.

Argélia 0x1 Eslovênia
Pavoroso. Melhor não gastar palavras com um dos piores jogos da história do futebol.
Melhor em Campo: Abdelkader Ghezzal, expulso em 15 minutos, não sujou seu nome jogando.

Sérvia 0x1 Gana
Após um primeiro tempo ridículo, os times voltaram com mais disposição ao segundo tempo. O jogo se encaminha para um 0x0, quando Kuzmanovic se esqueceu que não estava jogando vôlei e botão a mão na bola, dentro da área. Pênalti que Gyan converteu.
Melhor em campo: Asamoah Gyan, que dizem ter 25 anos, mas parece ter 40.

Alemanha 4x0 Austrália
Alemães não brincam em serviços. Mataram os cangurus, sem querer saber se eles correm risco de extinção ou não. Marcaram gols com facilidade e poderiam ter feito outros. O CH3 continua achando que a Alemanha será a campeã.
Melhor em campo: Thomas Muller, endiabrado ponta direita.

Holanda 2x0 Dinamarca
Foi um jogo chato. O grande destaque foi a presença feminina nas arquibancadas. Desde já, diversos homens de diversas cidades brasileiras torcem para que essas duas seleções joguem em sua terra. Com Robben, pra variar machucado, a Holanda dependeu de um gol contra bizarro para abrir o placar. Depois, Elia entrou e fez o inferno em campo.
Melhor em Campo: Ejiro Elia, o diabo.

Japão 1x0 Camarões
O time camaronês é pavoroso. O do Japão também, mas pelo menos os japoneses são mais bem treinados. Honda marcou o único gol da partida. E Eto’o mostrou que é o único jogador lúcido da equipe africana.
Melhor em Campo: Keisuke Honda, autor do gol.

Itália 1x1 Paraguai
Não foi um grande jogo, mas foi brigado. Carrinhos, faltas, correria. Salvou a partida. O gol italiano foi até agora o mais comemorado da competição. E o gol paraguaio foi marcado por um mexicano. A velha falsificação paraguaia. Mas, eles não vão vender suas derrotas por 1,99.
Melhor em campo: Simone Pepe, que corre como um louco.

Nova Zelândia 1x1 Eslováquia
Um jogo esquecível entre uma sofrível seleção neozelandesa e uma insolente equipe eslovaca. O time da Nova Zelândia era tão ruim, que depois de fazer 1x0, a Eslováquia resolveu se poupar e esperar o jogo acabar. Acabaram tomando um gol no último minuto. Muitos torcedores neozelandês ficaram frustrados com a falta de um chute extra depois do gol, tal qual o rúgbi.
Melhor em campo: Vladimir Weiss, o filho do técnico.

Costa do Marfim 0x0 Portugal
O jogo foi tão ruim, que Drogba apareceu mais no jogo enquanto estava no banco. Sem comentários.
Melhor em campo: Pedro Álvares Cabral.

Brasil 2x1 Coréia do Norte
O Brasil apresentou o futebol dos sonhos dos comentaristas. Amarrado, pouco criativo e irritante. Perfeito para falar mal do Dunga. Maicon acertou um chute espírita e Elano aumentou, as costas do lateral Ri Jun-Il, que por isso, será obrigado a dois anos de trabalho forçado. No fim, Ji Yum-Nam descontou para os norte-coreanos e assim será o novo ministro dos esportes.
Melhor em campo: Maicon, o iluminado.

segunda-feira, 14 de junho de 2010

Ex-criança

Esses dias eu li uma notícia envolvendo uma ex-panicat. Eu já estava acostumado a ler notícias sobre ex-BBBs, mas, ex-panicat foi demais para o meu coração. É algo que passa dos limites da compreensão humana. Isso só ocorre porque hoje há um grande espaço para os ex. Seja ex-mulher, ex-namorada, ex-panicat, ex-banheira do Gugu. Não é preciso ser algo, basta ter sido algum dia.

Mas há uma exceção. Só há um certo tipo de ex que não dá certo: as ex-crianças. Ok, basicamente todos nós somos ex-crianças, visto que todos fomos uma um dia. A exceção ocorre caso você ainda seja uma criança. Se você ainda for uma, recomendamos que saia da daqui. Será melhor para preservar a sua sanidade mental.

Certo. Todos somos ex-crianças. Mas, dificilmente você foi uma criança famosa. Caso você tenha sido, pedimos um autógrafo. Pode ter sido ator de comercial de picolé, capa da revista “Pais e Filhos”, participado de gincanas televisivas.

O caso mais famoso é o de Macaulay Culkin, aquele ex-ator. Fez vários filmes de sucesso, muitos o achavam uma criança adorável. Ele ia à casa do Michael Jackson. Mas, um dia ele se tornou um adulto e todos perceberam que ele não tinha talento. Ou melhor, que ele não poderia aproveitar o talento que tinha enquanto criança. Não daria para esquecer o Kevin em casa até ele ter 30 anos. E por onde anda Macaulay? Não sei.

E o Jordy? O pródigo cantor infantil francês. Os tempos em que ele fazia clipes repletos de sensualidade ficaram para trás. Porque? Porque ele deixou de ser uma criança bonitinha e virou um adolescente feio. Suas músicas já eram uma porcaria e aquela cena da criança cantando era grotesca. Mas ele era criança. Dizem que hoje ele é DJ.

E o garoto que tocou nos macios seios da Xuxa? Ele deve ter se exibido para os amigos na adolescência e até fez um filme pornô, quando adulto. Mas ninguém deve noticiar quando ele caminha na praia.

Imaginem então, o que serão das futuras ex-crianças do comercial da Oi. Imagine toda a frustração de ter tido um futuro um dia, para depois não ser nada.

sábado, 12 de junho de 2010

Movimento dos sem namorados

Hoje é o dia dos namorados. Época de pegar filas no shopping em busca de presentes e ter dificuldade de arranjar estacionamento para sair à noite. Bem, muitas pessoas são excluídas desse processo, visto que elas não namoram. O que é normal, uma vez que ninguém é obrigado. Só que existem pessoas que querem participar, querem arrumar um compromisso. E para isso, formaram o “Movimento dos SEM namorados”.

A primeira vez que vi o nome desse movimento, imaginei que fosse um grupo de pessoas alternativas que tem orgulho em não namorar, que acham que o namoro é uma implicação da indústria cultural, algo que a sociedade capitalista nos impõe. Mas não, muito pelo contrário. São pessoas que estão sós no mundo e querem porque querem arrumar um par romântico.

Pareceu-me algo completamente idiota, formar um movimento de pessoas que querem sair dele. E como formar um “Partido da Oposição”. No dia em que esse partido virar situação, o que seus membros farão? E o que o presidente do Movimento dos Sem Namorados fará no dia em que arrumar alguém? Ele terá que escolher entre o trabalho em prol do grupo, ou os ideais do grupo.

Pois então. Esse movimento formou uma passeata, a Passeata dos Sem Namorados. As pessoas iriam lá protestar pelo fato de estarem sozinhas. A televisão filmou isso, uma juventude bonita com cartazes “não quero ficar sozinho” e coisas do tipo. Um jovem disse que não sabia porque ele não arrumava namorada.

A resposta me pareceu bem óbvia. Acho que ninguém pensaria em namorar uma pessoa que faz parte de um movimento desses, ainda mais quem dá entrevista dizendo que não sabe por que está sozinho, ou pior ainda, leva cartazes escritos com tinta guache questionando sua solidão.


O Cão Leproso estava no movimento. Ele não sabe por que está sozinho.

Depois que arrumarem seus namorados, essas pessoas poderão deixar o infame movimento e se juntar ao “Movimento dos não casados” que reúnem namorados que querem se casar. Depois que se casarem, eles vão para o “Movimento dos sem filhos”, movimento que reúne casais que querem ter filhos. Assim que isso acontecer eles podem se juntar ao “Movimento dos não divorciados” ou ainda a um sinistro “Movimento dos não viúvos”.

Até irem para o “Movimento dos não mortos”.

sexta-feira, 11 de junho de 2010

Copa 2010 – Dia 1

África do Sul 1x1 México
Foi um bom jogo, dentro da expectativa que se pode ter para um jogo entre esses dois países. O México era melhor no primeiro tempo, mas é absolutamente impossível marcar um gol quando se tem Guile Franco no ataque. Os africanos não jogavam nada, até o finzinho do primeiro tempo, quando pressionaram. Contaram com a ajuda do goleiro mexicano, que tem 1,71m de altura. No segundo tempo os Africanos abriram o placar com um belo gol de Tshabalala – que poderia ser o nome de uma dança baiana. Então, Franco saiu e o México empatou, mesmo com o veterano Blanco de 100 quilos. O gol foi de Rafa Marquez em cruzamento de Guardado, que estava no banco no primeiro tempo. Resultado justo.
Melhor em campo: Tshabalala, o homem do gol.

Uruguai 0x0 França
Os 20 primeiros minutos deram a impressão de que um bom jogo iria acontecer. Mas foi só. O resto do jogo foi uma porcaria. O Uruguai confirmou o que o CH3 disse – tem um meio de campo péssimo. E Luis Suarez se mostrou uma máquina de ficar em impedimento. Pelo lado francês, Ribéry fazia questão de se esconder no lado esquerdo do campo. E só sobraram entradas violentas. Coube a Lodeiro a glória de receber o primeiro cartão vermelho do torneio. E isso porque ele jogou só 20 minutos.
Melhor em campo: Diego Godín, zagueiro uruguaio.
***
O CH3 irá cobrir todos os jogos da copa. Não diariamente, pra não encher o saco de ninguém. No geral, todas as terças e sextas teremos posts cobrindo as partidas disputadas até o período.

Guia CH3 da Copa 2010 – Quarta Parte

GRUPO G
O Grupo do Brasil é quase um grupo da morte. Costa do Marfim e Portugal são adversários fortes, mas a Coréia do Norte estraga tudo.

BRASIL: Haja coração amigo. O Brasil é o time que tem o trabalho mais consistente nos últimos quatro anos, período no qual desenvolveu um forte contra-ataque e uma dificuldade crônica em furar retrancas. Mas, o seu principal problema é o técnico Dunga. Figura antipática, que faz com que os méritos da equipe não sejam reconhecidos e comparações injustas sejam feitas. Outro problema é o estado físico de alguns jogadores. Kaká, Luis Fabiano e Juan vem de uma série de contusões.
Time Base: Júlio César; Maicon, Lúcio, Juan e Michel Bastos; Gilberto Silva e Felipe Melo; Elano, Kaká e Robinho; Luis Fabiano. T: Dunga
Ponto Forte: Tem, provavelmente, a melhor defesa do mundo.
Ponto Fraco: Felipe Melo.
Se faça de entendido: “O Dunga é um retranqueiro. Podemos esperar um futebol horrível tal qual o de 1994. Mas futebol bonito não ganha”.
Seja engraçadão: “Esse Dunga é um Zangado!”.

CORÉIA DO NORTE: Ninguém sabe ao certo como a Coréia do Norte chega a competição. É uma seleção tão fechada quanto o seu país. Os jogadores são acompanhados por assessores até no banheiro. O esquema de jogo também é fechado, o time deve apostar numa retranca militar. E é aquilo, se a Coréia do Sul já é ruim, imagine a do Norte.
Time Base: Ri Myong-Guk; Cha Jong-Hoyk, Ri Kwang-Chon, Ri Jum-Il e Park Chol-Jim; Pak Nam-Chol; Ji Yum-Nam, Ahn Young-Hak e Mun In-Guk; Hong Yong-Jo e Jong Tae-se. T: Kim Jong-Hun
Ponto Forte: Jong Tae-se, conhecido como Rooney asiático.
Ponto Fraco: Ninguém tem certeza, ainda.
Se faça de entendido: “É uma seleção misteriosa, um time que joga num regime fechado. Se eles perderem, podem ser torturados”.
Seja engraçadão: “Aposto que eles trocam o time todo no intervalo e ninguém percebe”.

COSTA DO MARFIM: No papel os marfinenses têm um timaço. Jogadores que atuam com destaque em grandes clubes europeus. Mas, o principal deles, Didier Drogba, está fora do jogo de estréia. No entanto, o principal problema da equipe está no conflito de egos. Cada um acha que é o craque do time. Eles também discutem quem é o jogador mais bonito da da equipe e assim o time não rende. Espere por muitas dancinhas nas comemorações.
Time Base: Barry; Eboué, Kolo Touré, Siaka Tiené e Boka; Yaya Touré, Zokora e Romaric; Gervinho, Drogba e Kalou. T: Sven-Göran Eriksson.
Ponto Forte: O poderio ofensivo e a experiência dos jogadores.
Ponto Fraco: Falta um goleiro confiável.
Se faça de entendido: “Eles tem bons jogadores em grandes equipes. São o dream team africano. Olho neles, olha o que eu to falando”.
Seja engraçadão: “É uma droga que o Drogba não jogue”.

PORTUGAL: Na prática, os portugueses têm um time fraco que é elevado pela presença de Cristiano Ronaldo. Sem ele, não daria para confiar em uma equipe comandada por Simão Sabrosa e Deco decadente. Aliás, o time português é tão fraco que eles têm três jogadores brasileiros naturalizados na equipe, e um deles, o zagueiro Pepe é horrível.
Time Base: Eduardo; Paulo Ferreira, Bruno Alves, Ricardo Carvalho e Duda; Pepe e Raul Meireles; Simão Sabrosa, Deco e Cristiano Ronaldo; Liédson. T: Carlos Queiroz.
Ponto Forte: Cristiano Ronaldo.
Ponto Fraco: Laterais fracos e goleiros pouco confiáveis.
Se faça de entendido: “Portugal é uma seleção que tem muitos laços culturais com o Brasil. Até os nomes são parecidos, coincidência, não?”.
Seja engraçadão: “Simão Sabrosa... pff, nome rídiculo”.

Prognóstico do grupo: O Brasil tem o melhor time. A Costa do Marfim tem mais time que Portugal, mas os portugueses são mais seguros. Os coreanos estão aí pra apanhar.

GRUPO H
Favorita a copa, a Espanha caiu em um grupo relativamente tranqüilo. O Chile vem empolgado e a Suíça é um time chato. Não se pode esperar muito de Honduras.

ESPANHA: Apesar de ser uma conversa antiga, nunca antes na história do futebol a Espanha chegou com tanta qualidade a uma copa do mundo. O meio de campo é combativo e criativo e tem reservas a altura. O ataque também é forte e a defesa é segura. O time tem jogado o futebol mais bonito do mundo nos últimos anos. A única questão, é saber se os espanhóis terão culhões (ou cojones) para serem campeões.
Time Base: Casillas; Sérgio Ramos, Piqué, Puyol e Capdevilla; David Silva, Xavi, Xabi Alonso e Iniesta; David Villa e Fernando Torres. T: Vicente del Bosque.
Ponto Forte: O meio de campo da equipe é sensacional.
Ponto Fraco: Jogam com a constante pressão de amarelar na hora H.
Se faça de entendido: “Eles jogam um futebol de muito toque de bola e de muita agressividade. A base deles é o Barcelona, que é o melhor time do mundo”.
Seja engraçadão: “Se eles perderem, esse técnico vai ter que voltar pro mato”.

SUÍÇA: Se na última copa os suíços foram eliminados sem tomar nenhum gol, dificilmente eles terão melhor sorte agora. A defesa está mais frágil e o ataque ainda pior. Pode ser uma nação pacífica, evoluída e culta. Mas tal qual a tradição suíça, é um time neutro. Sem graça. Pelo bem do futebol deveriam ser eliminados logo.
Time Base: Benaglio; Lichsteiner, Senderos, Grichting e Magnin; Huggel, Padalino, Inler e Barnetta; Nkufo e Frei. T: Ottmar Htizfeld.
Ponto Forte: Fazem bons chocolates e relógios.
Ponto Fraco: O time é miserável.
Se faça de entendido: “Foram eles que inventaram o ferrolho suíço, um esquema defensivo muito forte”.
Seja engraçadão: “Não Frei ou Padre que salve essa equipe”.

HONDURAS: A classificação de Honduras para o mundial foi o maior acontecimento da história do país, fora a polêmica presidencial. É um time que pode até ter um futuro promissor, visto que tem jovens jogadores despontando na Europa. Mas, para a copa atual, qualquer gol marcado, vitória ou empate conquistado, já será um motivo para comemoração.
Time Base: Noel Valladares; Sabillón, Chávez, Figueroa e Izaguirre; de León, Palacios, Núñez e Guevara; Pávon e David Suazo. T: Reinaldo Rueda.
Ponto Forte: É um time habilidoso.
Ponto Fraco: Eles ainda tem muito o que melhorar para deixar de ser o país do Zelaya.
Se faça de entendido: “Eles ficaram muito felizes pela classificação e vão jogar tudo nessa competição. É uma questão de honra nacional”.
Seja engraçadão: “Esse Pávon é espalhafatoso”.

CHILE: O Chile volta a competição depois de 12 anos, comandados por Marcelo “El Loco” Bielsa, técnico argentino que sofre de TOC (não foi diagnosticado oficialmente). Mesmo sendo cheio de manias ele é competente. Armou um esquema ofensivo e provavelmente o Chile irá agredir todos os seus adversários, até os mais fortes. Deverá ser uma das equipes mais divertidas de se acompanhar no mundial.
Time Base: Bravo; Jara, Medel e Ponce; Vidal, Millar e Estrada; Sanches, Fernandes e Beausejour; Humberto Suazo. T: Marcelo Bielsa.
Ponto Forte: Não tem medo de ninguém.
Ponto Fraco: Perdeu o centroavante Suazo nos dois primeiros jogos.
Se faça de entendido: “O Chile sofreu com um terremoto esse ano e isso motivou a equipe. Todos estão tremendo de ansiedade pelos jogos”.
Seja engraçadão: “Cuidado: Goleiro Bravo”.

Prognóstico: A Espanha avança com certa facilidade. O Chile leva a segunda fase. Honduras briga mas não ganha nada e a Suíça volta pra fabricar relógio.

***
Fim do Guia, mas não o fim da cobertura. Continue por aqui para acompanhar o melhor da copa.

quinta-feira, 10 de junho de 2010

Programas engavetados

*Nota: esse post não tem relação nenhuma com prostitutas.

Até passar na TV, um programa passa por muitas etapas. Desde a elaboração, aprovações e tudo mais. É um longo processo para que uma idéia saía do papel e apareça na telinha (nota 2: esse post não é plágio de algum off do videoshow). Bem, esse processo todo faz com que seja ainda mais inexplicável a existência do Zorra Total.

O CH3 teve acesso ao arquivo de projetos engavetados de algumas emissoras. Idéias que não foram para frente.

Novela – Senhora do Latifúndio. Projeto de um roteirista comunista. A novela abordaria a história de uma matriarca cruel que domina grandes áreas de terra improdutiva e tiraniza seus funcionários. Em um caminho de tanta dor, eles encontram a salvação nos princípios de Marx. O ápice ocorreria no final, quando os funcionários invadem a sede da fazenda, decapitam a matriarca e queimam as suas vísceras. As terras então são repartidas entre milhares de famílias.

Este mesmo roteirista propôs outra novela: Pecado Capital. Novela que mostraria a vida de grandes empresários, cheios de dinheiro e com vidas infelizes. Enquanto isso, o núcleo pobre da novela, mesmo sem dinheiro, seria muito mais feliz. Acontece que já existia uma novela com esse nome, e mesmo sem ideologias, todas as novelas já são assim.

O mundo do golfe. Um programa alternativo para a madrugada. Especializado em transmitir esse emocionante esporte que é o golfe. As tacadas, os buracos e os maravilhosos campos. O projeto foi engavetado porque já existe um canal assim. Sim, é verdade.

Possessão! O demônio possuiria pessoas normais e essas pessoas então apresentariam programas de culinária, programas de variedades, telejornais. O problema é que o tinhoso exigiu um cachê muito alto.

Jô X Jô. Programa de televisão em que Jô Soares tenta entrevistar Jô Soares. Nenhum dos dois consegue terminar suas frases. O programa se transforma em uma disputa para ver quem é mais engraçado. Piadas forçadas são ditas. E o Bira acaba morrendo de rir. O trecho de um diálogo do programa piloto.
- Então, conte-me sobre esse seu programa.
- Pois bem, é uma idéia do Aníbal Machado...
- Grande Aníbal Machado. Trabalhei com ele em 1977...
- 1977! Um grande ano, apresentei uma peça...
- Falando em teatro, conhece o Teatro São Pedro em que...
- Conheço. Uma das melhores acústicas do Brasil...
- Falando nisso, vamos ver um vídeo aqui que...
- Eu já participei de um vídeo parecido...

Ninguém aguentou mais do que isso.

Briga de torcida. Programa para resolver o problema da violência nos estádios de futebol do Brasil. As torcidas mais violentas são levadas até um estádio em reforma e a briga só termina quando uma tiver matado a outra. Eles poderão utilizar pedaços de madeira e tijolos. O formato do torneio é o tradicional mata-mata, em jogo único, e a grande final seria no Maracanã em reformas para a copa de 2014.


Em breve o CH3 terá acesso a mais algumas dessas gavetas secretas.

terça-feira, 8 de junho de 2010

Ah, os argentinos

Todos nós sabemos que os argentinos são a escória da humanidade. O povo mais pútrido, fétido, maldito, bastardo, nefasto que habita o planeta Terra. Se Hitler conhecesse os argentinos, muito provavelmente ele teria deixado os judeus em paz. Os argentinos merecem ser esmagados como baratas. E toda a Argentina deveria ser posta abaixo. E o vil solo argentino coberto de sal. Ou, talvez, deveríamos pensar em deixá-los vivos, desde que castrados para que não se reproduzam. Poderíamos escravizá-los, mandá-los fazer os serviços mais sujos. Utilizá-los em experiências científicas.

Bem, talvez seja um pequeno exagero. Mas o fato é que os argentinos são as principais estrelas das propagandas de Copa do Mundo. E são muitas as propagandas de Copa do Mundo. Nessa época, qualquer empresa utiliza o tema futebol para vender seus produtos. Sejam tratores (para patrolar sua terra... como se Argentinos estivessem deitadas nela!), celulares (que tocam e... incomodam os argentinos!), espadas samurais (para... matar argentinos! Ah!).

Freud talvez diria que isso é inveja. Que no fundo os brasileiros queriam ser como argentinos. Eu rechaço essa hipótese, visto que Freud era um velho doentio tentando achar razões para as suas perversões sexuais. O que eu acho, é só que nessa época o pessoal da publicidade pega um livrinho do Ary Toledo “piadas de argentino” e se inspira.

Não sei se na Argentina as propagandas são assim, porque, afinal, eu não moro na Argentina e não procuro essas coisas no Youtube. Mas seria até engraçado, ou curioso uma propaganda cheio de brasileiros tomando Quilmess e começando a dançar tango.

O problema, é que isso cria uma espécie de guerra entre pró e anti-argentinos. Essas propagandas geram inúmeros defensores dos argentinos que defendem seu estilo de vida, emocional, trágico e vibrante. Qualquer piada sobre argentino vira motivo para discursos de “isso é inveja dos argentinos, eles são fodas”. Parece que vira obrigação nacional torcer pela Argentina. Mesmo sem jogarem uma boa partida a pelo menos três anos, ele viram a pátria do futebol-arte. “Inveja deles! Eles é que jogam bonito”. Sinceramente, isso é um saco.

Mas, eu disso tudo isso, apenas por uma conclusão. A melhor coisa que os publicitários fazem nesse momento é fazer piadas com argentinos. Tome como base a propaganda da Hyundai que prega um novo jeito de torcer. Prega quase que a união dos povos.




Observe que ridículo. É algo quase no nível do guaraná Dollynho. Um gordinho sentado no seu sofá levanta e grita “tchá tchá!”. Então pessoas no mundo inteiro são vistas juntas, dando dois tapinhas no joelho, dois pulinhos para o alto com as mãos estendidas e gritando “tchá, tchá!”.

É até difícil tentar entender o que a Hyundai quis com isso. Se eles realmente são idiotas o suficiente para achar que isso vai pegar, se eles querem acabar com a imagem da marca, se eles querem promover uma lavagem mental nos telespectadores (há relatos de pessoa que depois de assistirem o comercial de madrugada, assinaram termos de doação de todos os seus bens para a empresa).

É algo tão ridículo, que teria sido melhor propor “um novo jeito de torcer na Copa: matando argentinos!’. Assim como a ridícula propaganda dos zumbis da Rexona. Os zumbis deviam matar argentinos e o problema tava resolvido.

domingo, 6 de junho de 2010

Guia CH3: Sexo tântrico

Uma visita no blog procurando pelo assunto nos deu achave para o assunto: as pessoas queriam saber como se pratica o sexo tântrico. Prática sexual que tem ganhado adeptos no mundo. Entre os mais famosos estão o cantor Sting e o ator Estênio Garcia. Vários iniciantes ficam com medo de que isso seja uma cilada, Bino. Para esclarecer dúvidas, consultamos os nossos especialistas de sempre e montamos esse guia básico. Você pode começar a praticá-lo ainda enquanto lê esse texto.

Primeira Fase: Preliminares
As preliminares começam ainda no trabalho. Não, não é o que você está pensando. No sexo tântrico essa parte consistem em pensar na sua pessoa amada, ter bons pensamentos com ela. Os dois caminhando em um parque florido ao por do sol. Andando de gôndolas em Veneza. Ou o que você considerar bons pensamentos. Na mesma hora, seu (ou sua) parceiro (ou parceira) também deve estar fazendo o mesmo, mesmo que ela esteja do outro lado da cidade. Para isso, o casal deve estar bem sintonizado. Mas se o casal estiver começando ainda, é válido passar um SMS do tipo “pensando em você”.

Pode ser constrangedor em algum momento. Para o homem, é bom usar calças largas, em que seja possível colocar as mãos no bolso.

Segunda Fase: Dividindo o ambiente
O casal chega em casa. O primeiro que chegar, começa a arrumar as coisas para o jantar. Enquanto um cozinha, o outro limpa o banheiro. Enquanto um toma banho, o outro arruma a mesa. Os dois jantam tendo lindos pensamentos sobre o outro. É bom preparar o ambiente. Coloque um CD do Sting, um cara que entende do assunto.

Terceira Fase: Contato Visual
É aí que a coisa começa. O casal deve se dispor um de frente para o outro. Olhando bem dentro dos olhos. Não ria. Você terá mais sucesso nessa etapa se você for bom em brincar de sério. Essa fase dura mais ou menos duas horas.

Finalmente então o casal tira a roupa. E então, ainda de pé, o casal deve continuar um olhando para o outro. Tendo bons pensamentos sobre o momento, feliz em estar ali naquele momento. Admirando toda a beleza do outro, não só fisicamente, mas aquela bela alma que divide esse momento com você. Depois de três horas vocês podem passar para a outra fase.

Quarta Fase: Contato Físico
Finalmente um contato físico. O casal agora pode, ainda de pé, se dar as mãos. O casal pode então, se quiser, se sentar. As vezes tanto tempo em pé pode dar câimbras. Permaneçam mais três horas assim e lembre-se, tendo bons pensamentos e tudo mais.

Quinta Fase: Aprofundando o Contato Físico
Você já deve ter percebido que o melhor dia para fazer isso é na sexta, ou no sábado. E é importante que você não tenha nenhum compromisso na agenda do dia seguinte. Nada de levar a avó na missa, ir almoçar na casa da tia. E de preferência tenha comida congelada para o almoço.

Agora o casal pode se abraçar. Em pé, ou deitados. Podem ficar assim o tempo que quiserem, desde que seja de pelo menos quatro horas. É normal que depois de tanto tempo o casal adormeça, principalmente se for um casal iniciante no sexo tântrico. Mas é sempre importante ressaltar que o casal deve continuar tendo bons pensamentos um sobre o outro.

Sexta Fase: Quase lá
Uma boa hora para meditar e testar posições de Yoga, com pensamentos positivos. Mais uma hora.

Sétima Fase: Finalmente
Finalmente começa a parte do sexo, como é mundialmente conhecido. Com a diferença de que o casal deve continuar tendo pensamentos alegres um sobre o outro. Dura aproximadamente dez minutos.

Oitava Fase: O depois
Agora o homem fuma um cigarro e ela dorme, ou vice e versa. Hora de começar a parar de ter pensamentos positivos, lentamente, e começar a voltar a sua rotina. A não ser que você queira um segundo tempo. Caso seja essa a opção, retorne aos passos da primeira fase.

O CH3 espera ter te ajudado. Quem sabe assim, você não apimenta a sua relação.

sexta-feira, 4 de junho de 2010

Guia CH3 da Copa 2010 – Terceira Parte

GRUPO E
A Holanda aparece como a favorita destacada do grupo. A Dinamarca já não é mais a mesma, Camarões também não. O Japão pelo menos é o mesmo ainda.

HOLANDA: Quem acompanha futebol já viu essa história antes. A Holanda joga o futebol mais empolgante nos amistosos pré-copa. Uma troca rápida e envolvente de passes, muita velocidade e volume de jogo. Na hora da competição o time segue empolgando e conquistando admiradores. Até que o time subitamente para de jogar e é eliminado. Cabe à atual geração tentar acabar com essa sina. Para isso ela tem jogadores experientes, talentosos e que se destacaram na temporada européia. O problema é que vários jogadores são frágeis. O craque do time, Robben sofre uma lesão muscular por mês, van Persie não consegue jogar mais do que quatro meses por ano.
Time Base: Stekelenburg; van der Wiel, Heitinga, Mathjisen e van Bronckhorst; van Bommel, de Jong e Sneijder; Dirk Kuyt, van Persie e Robben. T: Bert van Marwijk.
Ponto Forte: Sneijder e Robben são dois jogadores decisivos. Van Persie é outo bom jogador.
Ponto Fraco: A defesa não é segura. E seu pontos fortes podem se machucar tomando água.
Se faça de entendido: “A Holanda é um time ofensivo. Os jogadores correm pelo campo todo. É um futebol total, amigo, é tradição deles”.
Seja Engraçadão: “Sem o Batman, o Robben não é nada”. Utilize também, piadas sobre laranjada.

DINAMARCA: Foram os tempos em que a Dinamarca encantou o mundo. Os irmãos Laudrup não jogam mais e os principais jogadores do time são obscuros, por assim dizer. Sem jogadores habilidosos pode se esperar muita força, muita marcação e a tentativa de vencer na marra. É um time cheio de veteranos, como Jorgensen, Rommedahl e o centroavante Jon Dahl Tomasson que, quando não está perdendo gols, atua como cover de David Bowie.
Time Base: Sorensen; Jacobsen, Kjaer, Agger e Kvist; Christian Poulsen, Jakob Poulsen, Rommedahl e Jorgensen; Tomasson e Bendtner. T: Morten Olsen.
Ponto Forte: Kjaer, Agger e Kvist são zagueiros com nomes imponentes.
Ponto Fraco: Se Bendtner jogar o que joga no Arsenal, a Dinamarca irá sofrer para marcar gols.
Se faça de entendido: “Eles são pacientes, fazem um trabalho de longo prazo. O Técnico deles está lá há 10 anos. Devia ser um exemplo pro futebol brasileiro”.
Seja engraçadão: “Hmm, capital da Dinamarca é Copenhague. Vão levar um chocolate, há!”.

JAPÃO: Por ser um país de cultura tão popular por aqui, sempre há a expectativa de que os japoneses tenham evoluído no futebol. Mas, ano após ano, eles continuam sendo bem bobos. Basta ver que nos seus últimos dois amistosos o time conseguiu marcar incríveis três gols contra. Dizem que o técnico, com sua calma nipônica, afirmou que o time está no caminho certo. Basta trabalhar para fazer o gol no outro lado também.
Time Base: Seigo Narazaki; Uchida, Tanaka, Nakazawa e Nagatomo; Endo, Kengo Nakamura, Hasebe e Shunsuke Nakamura; Keiji Tamada e Okazaki: T: Takeshi Okada.
Ponto Forte: Difícil achar pelo menos um.
Ponto Fraco: Difícil definir apenas um.
Se faça de entendido: “O time do Japão joga com muita velocidade. Fora isso, eles adoram o Brasil. Tem um brasileiro no time, o Túlio Tanaka”.
Seja engraçadão: “Eles correm bem, tem até um Honda no banco. Mas esse Kengo Nakamura é uma putinha”.

CAMARÕES: Desde a sua surpreendente campanha no mundial de 1990, o mundo continua esperando por outra grande campanha camaronesa. Mas, ela nunca vem. O time não tem muitos destaques individuais e Samuel Eto’o se destaca do resto da equipe. Destaca-se até financeiramente. Depois da classificação para o mundial, ele presenteou seus colegas de time com um relógio de 100 mil dólares. Se Camarões conseguir o título, é possível que Eto’o presenteie o time inteiro com a sua mulher. Se eu fosse ele, prometeria isso sem risco nenhum.
Time Base: Idriss Cameni; Geremi, Rigobert Song, N’Koulou e Assou-Ekotto; Alex Song, Jean Makoun e N’Guémo; Emana, Webó e Eto’o. T: Paul Le Guen.
Ponto Forte: Eto’o é um jogador que pode fazer gols importantes.
Ponto Fraco: Os outros 10 jogadores dificilmente farão gols importantes.
Se faça de entendido: “Os camaroneses são sempre alegres. É muito divertido vê-los jogar, a graça, a malícia, a ginga e tudo o mais que torna o futebol uma coisa fabulosa”.
Seja engraçadão: “Camarões são bons, mas sem cabeça. E sem cabeça, não se ganha”.

Prognóstico do grupo: A Holanda passeia sobre seus adversários e encanta o mundo. A Dinamarca avança e o Japão bate o recorde de gols contra da história do torneio.

GRUPO F
Um grupo bem equilibrado, como geralmente são os grupos da Itália em copas. Todos os times são perigosos, incluindo a Nova Zelândia, perigosa por outros motivos.

ITÁLIA: Normalmente sempre se dúvida dos italianos e eles chegam lá. Mas, não há como não duvidar. O time campeão da última copa está envelhecido e os jogadores mais novos não são confiáveis. Mas a Itália deve ser o mesmo time duro de sempre. Duro de assistir inclusive. Fechados na defesa tentando alucinadamente achar um contra-ataque para marcar o gol que será comemorado efusivamente. Lá atrás, Buffon que se cuide para fazer seus milagres. A Itália é capaz inclusive, de contra-atacar perdendo.
Time Base: Buffon; Zambrotta, Cannavaro, Chiellini e Criscito; Simone Pepe, de Rossi, Pirlo (Gattuso) e Camoranesi (Gilardino); Iaquinta e di Natale. T: Marcelo Lippi. (Nota: Pirlo e Camoranesi estão machucados e são dúvidas para os primeiros jogos).
Ponto Forte: É difícil cravar que a Itália irá perder um jogo. A Itália não perde um jogo de mata-mata de Copa do mundo em 90 minutos desde a copa de 1986.
Ponto Fraco: Muitos jogadores já estão pensando mais na aposentadoria do que no jogo.
Se faça de entendido: “Temos que reverenciar Cannavaro, Zambrotta, ahhh Itália! É um time perigoso, sem dúvidas”.
Seja engraçadão: Bem, há no elenco italiano um jogador chamado Salvatore Bocchetti. Sim, se pronuncia do jeito que você pensou.

PARAGUAI: É difícil para o Paraguai repetir suas boas campanhas de mundiais passados. O grande trunfo daquela equipe era a zaga intransponível. Era mais fácil conseguir garantia sobre um produto paraguaio do que fazer gol na sua defesa. Mas, os tempos mudaram. Agora o time é mais forte no ataque. O problema é que seu principal atacante, Cabañas, não disputará a copa por estar baleado.
Time Base: Justo Villar; Darío Verón, Paulo da Silva, Julio César Cáceres e Denis Caniza; Barreto, Vera e Jonathan Santana; Riveros; Valdez e Roque Santa Cruz. T: Gerardo Martino.
Ponto Forte: O time tem uma grande variedade de atacantes no elenco. É capaz de que um deles dê certo.
Ponto Fraco: Gamarra e Arce se aposentaram.
Se faça de entendido: “O Paraguai é um time de defesa forte. No entanto, nos últimos anos eles tem se dedicado mais ao ataque e sempre dão trabalho ao Brasil e Argentina”.
Seja engraçadão: “O Verón não é o de verdade, o Júlio César também não. Nem a Santa Cruz é. O Paraguai continua o mesmo”.

NOVA ZELÂNDIA: Sejamos francos. A Nova Zelândia apenas se classificou para a copa porque teve o caminho mais fácil. Ficou em primeira nas eliminatórias da Oceania, batendo países, ou melhor, Ilhas em que não há nem espaço para ter um campo de futebol. Depois eliminou o Bahrein. Na última Copa das Confederações o time comemorou o empate com o Iraque, pelo fato de não ter sofrido gols. É o maior favorito para ser o saco de pancadas da competição.
Time Base: Glen Moss; Vicelich, Nelsen, Sigmund e Lochhead; Simon Elliott, Mullingan e Leo Bertos; Tim Brown; Killen e Smeltz. T: Ricki Herbert.
Ponto Forte: É um país forte no rúgbi, esporte irmão do futebol.
Ponto Fraco: Com o tempo, o rúgbi ficou um pouco diferente do futebol.
Se faça de entendido: “Esse time é uma porcaria. Vão levar um monte de surras. O principal jogador deles é um zagueiro reserva no Blackburn. Blackburn?!!? Ah, vá a merda!”.
Seja engraçadão: “Esse Killen é um centroavante matador”.

ESLOVÁQUIA: Em sua primeira copa independente, o time quer mostrar sua honra, mesmo separados da Rep. Tcheca. Também tentam fazer uma campanha melhor do que os tchecos que chegaram com banca, mas fracassaram no último mundial. E o time tinha pinta de ser a aposta de zebra da competição, graças a alguns bons jogadores – em especial Hamsík – em times médios europeus. Mas os resultados dos últimos amistosos foram desastrosos.
Time Base: Ján Mucha; Pekarík, Skrtel, Durica e Zabavnik; Vladimír Weiss, Strba, Hamsík e Stoch; Sesták e Vittek. T: Vladimír Weiss.
Ponto Forte: Hamsík pode ser uma surpresa da copa.
Ponto Fraco: O time ainda não ganhou nenhum jogo esse ano. Ok, foram só dois.
Se faça de entendido: “A Eslováquia é sem dúvida um país nepotista. O técnico escala o filho dele no meio de campo. Isso pode trazer interferências negativas para o time.”.
Seja engraçadão: “Na hora H, esse goleiro Murcha”.

Prognóstico: A Itália, com muito sofrimento consegue se classificar. Paraguai e Eslováquia farão a briga mais equilibrada de todo o torneio pela segunda vaga.

As 5 piores maneiras de se homenagear alguém

Pessoas são homenageadas ao redor do mundo, o tempo todo. Exatamente neste instante, alguma pessoa esta sendo homenageada. Sem pensamentos sujos, por favor. E há uma grande chance de que esta homenagem esteja sendo constrangedora. Listamos agora as 5 piores maneiras de se fazer isso. Tente evitar a prática desses atos com os outros. É uma boa maneira de prevenir que não aconteça com você.

1 Carro de Som: A pessoa está no trabalho ou em sua casa, ou até mesmo no colégio. É avisada que alguém está esperando por ela. Ela vai até a porta e lá está: um carro de som. Trata-se da maneira mais vil de se homenagear alguém. É humanamente impossível que alguém se sinta feliz com isso. O Kenny G no fundo, o cara com voz de locutor de propaganda de motel. E várias pessoas desconhecidas se amontoando para ver aquela cena, olhando para o homenageado e pensando “coitado”. E o pior, é que a pessoa tem que fazer cara de que está achando legal. O carro de som, antes de qualquer coisa, é a instituição do terror. Na época do seu auge, pessoas dificilmente conseguiam ter um feliz aniversário, temendo que um batesse a sua porta.

2 Fazer uma camiseta com a foto: Muito utilizado em formaturas ou em diaa de paredão do Big Brother. Além de ser completamente bizarro ver várias camisetas com a sua cara sobre uma frase do tipo “Vamos Gui!”, geralmente é escolhida uma foto horrível e multicolorida, com uma resolução ruim e fabricada por uma empresa vagabunda. A qualidade da camisa é deplorável e é difícil assimilar o que está estampado. Pior que depois da data as pessoas usarão a roupa para ir fazer compras no mercado, caminhadas no parque ou pintar muros.

3 Dar nome de praça: Pode parecer bonito, o ato de eternizar alguém com um nome de avenida, praça ou ginásio poliesportivo, de tal maneira que ninguém jamais se esqueça do seu nome. Mas, pelo contrário, o nome deixa de ser da pessoa. Quem foi Isaac Povoas? Fernando Corrêa? Não sei, só sei que são avenidas. E assim, todo dia seu nome estará no jornal. “Acidente mata seis na Joaquim Murtinho”. Ou até mesmo de conversa “vamos pegar umas vagabundas lá na Miranda Reis”. Pior ainda é se você virar um nome de travessa. “Travessa Vinícius Gressana” ou “Beco Jorginho de Ogum”.

4 Colocar foto em outdoor: O pior é que existem pessoas que gostam. Mas, qualquer ser humano normal sentiria vontade de mudar de cidade ao ver que uma foto sua foi espalhada por outdoors da cidade ao lado de declarações de amor. Você irá andar nas ruas e as pessoas te olharão pensando “ih, olha lá a mulher do outdoor”.

5 Dar a palavra de surpresa: O orador faz o seu discurso e então diz “vamos chamar ao palco, Tackleberry, para fazer uma leitura do juramento do publicitário”. Sim, existem pessoas que acham legal chamar alguém de surpresa para fazer um discurso, uma apresentação, ou seja lá o que for. Que a pessoa se sentira emocionada com a situação. Mas no geral, a situação será apenas embaraçosa.

Aproveite o espaço e diga, você já sofreu alguma dessas homenagens, ou então, algo pior?