sexta-feira, 29 de fevereiro de 2008

Rambo está de volta

“Um lixo, os diálogos são ruins, a fotografia está péssima, e as atuações são horríveis. Isso é algo que não dá para ser chamado de cinema! Além do mais, a Birmânia não existe!”Crítico Viadinho
“Stallone trata de maneira humana a guerra na Birmânia. Os conflitos existenciais de um velho soldado e de suas crenças, com as crenças de um grupo de ajuda humanitária, além de toda a crueldade dos militares locais. Tudo é retratado assim, de maneira cruel. Um soco no estomago.”
Crítico que leu nosso
texto

“Foda!”Equipe CH3

A Equipe CH3 foi hoje ao cinema ver a estréia de Rambo IV. Sim, o lendário John Rambo, que já lutou no Vietnã, Afeganistão e até na casa do Carvalho¹, agora está na Birmânia. Porque ele está lá? Não Importa. Porque ele luta? Não importa. A única coisa que importa é que ele está lá e lutando. Azar de quem estiver por perto.

Dessa vez ele não luta sozinho. E não tem a ‘ajuda’ do Coronel Trautman. Mas tem a ajuda de alguns mercenários. Entre eles está o goleiro gay francês, Barthez, o baixista do The Clash, Paul Simonon e um japonês barbudo.

Enfim. Rambo está na Birmânia, e acaba com todas as organizações militares, para-militares, pseudo-militares, pós-militares ou qualquer grupo de pessoas que tenham algo parecido com uma arma.

Melhores momentos do filme:

*Rambo mata 30 birmaneses a base de flechadas.
*Rambo arranca o pomo de adão de um birmanes com a sua mão.
*Rambo mata cinco homens e dois cachorros birmaneses com uma bomba atômica.
*Rambo destrói um caminhão birmanes (e as pessoas dentro dele) utilizando uma metralhadora.
*Rambo extermina qualquer vestígio de existência de birmaneses no planeta terra utilizando uma metralhadora.

Enfim, não há muito a falar. Mas, vejam o filme. E sim, a Birmânia realmente mudou de nome. Mas isso não importa.

¹Pedro Carvalho, lutador português.

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2008

Adendos burocráticos

Antes de começar a ler esse texto, gostaríamos de dizer que você não tem autorização para lê-lo. Para fazer isto você deve antes entrar em contato conosco através do e-mail chtres@gmail.com pedindo uma autorização em três vias. De posse dessas, você deverá então xerocá-los e mandar uma cópia anexada ao seu documento de identidade e mais uma análise psiquiátrica feita pelo Freud International Institute of Memphis, além do seu certificado de bons antecedentes. Então você se dirigirá ao guichê, onde receberá uma senha e um biscoito japonês. Depois de esperar em uma fila, você estará então pronto para ficar na lista de espera para poder ver sobre esse assunto.

Mas, falemos logo sobre nosso assunto. Você já ouviu falar daquela história de que se você juntar Mil anéis de lata você troca por uma cadeira de rodas? Bobagem não, quem é que contaria isso, não é mesmo? Mas ai que você se engana. Isso é verdade.

Todas as cidades têm um Departamento Municipal de Troca de Anéis de Lata por Cadeiras de Roda. São duas pessoas ligadas a esse Departamento. O Contador Municipal de Anéis de Lata para a Troca por Cadeiras de Roda, além do Secretário do Departamento Municipal de Troca de Anéis de Lata por Cadeiras de Roda. A função do Secretário é atender os telefonemas, para que o Contador não perca a conta dos anéis.

Depois de contados e trocados, os anéis são doados as Associações Municipais dos Amigos do Anel de Lata.

A Polícia Federal sempre que monta uma operação cria nomes interessantes para as mesmas. É Operação Escafandro, Tico-tico no fubá, Beijo Grego, enfim. Quem é que faz isso?

Isso é uma obra da Superintendência da Polícia Federal Responsável pela Criação de Nomes para Operações Secretas. E lá dentro encontramos o Superintendente Executivo Criador de Nomes para Operações Especiais da Polícia Federal, o Superintendente Adjunto opinador de Nomes para Operações Especiais da Polícia Federal, e o Superintendente Adjunto Anotador de Nomes para Operações Especiais da Polícia Federal. Não são necessárias mais explicações.

Na cidade de Paris todos os dias é recolhida uma tonelada de chicletes das ruas. Para quem não sabe isso é uma obra da Secretária Nacional de Urbanismo – Departamento de Limpeza – Assessoria Especial Responsável pelo Recolhimento de Chicletes das Ruas. Também existe a Assessoria Responsável pelo Recolhimento de Chicletes de Bancos Públicos Geralmente Localizados em Praças. Os executivos responsáveis por esses órgãos são o Assessor Raspador de Chicletes e o Assessor Catador dos Chicletes Previamente Raspados.

Agora você pode tomar um remédio para dor de cabeça, depois de ler todos esses nomes.

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2008

O Oscar em 2008

Ontem tivemos o aniversário de 80 anos do sr. Oscar. Não, quero dizer, a 80ª celebração da entrega do Oscar, o celebrado prêmio do cinema. Mas oras, isso você já sabe. A gente não se preocupou também em fazer cobertura, nem fizemos apostas. Então o que você está fazendo aqui, você pergunta?

Bem, nós vamos fazer um comentário sobre a quantas andam o cinema lá fora, e sobre os filmes que concorreram. Bom, o consenso geral dos membros do CH3 é que, pelo menos, os filmes não estão mais tendendo para o lado rosa e florido como foi a safra de 2006, ou seja, os filmes que concorreram ao Oscar no ano passado. Foi Capote, Transamérica e Brokeback Mountain que roubaram a cena e ganharam todos os destaques. No mínimo, usaram a estatueta como consolo e a introduziram no ânus.
Esse ano, em 2008, o grande campeão foi Onde os fracos não têm vez, que ganhou melhor filme, melhor diretor, melhor ator coadjuvante e melhor roteiro adaptado. Filme de faroeste, com tiroteios, cena de saloon, e com o Tomy Lee Jones, tá aprovado como campeão da noite. Além disso, tivemos O escafandro e a borboleta indicado em várias categorias, incluindo melhor direção e melhor roteiro adaptado. Tudo bem que a gente nem assistiu esse filme, mas oras, um filme que fale sobre escafandros só pode ser bom.

Enfim, depois de algum tempo em queda, vemos que há uma tendência otimista para os filmes. Por exemplo, vai sair Rambo IV na sexta-feira dia 29, e o CH3 estará lá.
Aproveitando que estamos falando de filmes, confira os 10 filmes que elegemos ser os melhores da história até agora.

domingo, 24 de fevereiro de 2008

Grandes Nomes da História

Louis Armstrong

Com sua voz grave e seu trompete marcante, Louis Armstrong foi o primeiro homem a pisar na lua. Apesar de não ter um físico de astronauta, ele se destacava pelo fôlego. Ao sair da atmosfera terrestre e observar o Planeta Terra ele cunhou sua mais famosa frase, melhorando o que já havia sido dito por Yuri Gagarin. Louis disse: “Eu vejo um céu azul, e nuvens brancas, esse claro dia abençoado, a escura noite sagrada. E eu penso comigo mesmo, que mundo maravilhoso”.

Houston se revoltou um pouco com o fato, visto que qualquer pessoa com olhos e que estivesse na terra poderia ser capaz de fazer essas observações. Steve Wonder se ofendeu com isso. Mas, Armstrong seguiu em frente, montou uma escada, e enquanto descia os degraus disse “E quando dois amantes namoram, eles ainda dizem eu te amo, nisso você pode confiar, não importa o que o futuro traga, com o passar do tempo”. Houston achou deplorável, Frank Sinatra disse que cantava melhor, e todoas pediam algo mais meloso. Armstrong então disse no último degrau “é um pequeno passo para o homem, mas um grande passo para a humanidade”.

Revoltado com o cerceamento de sua liberdade poética, Armstrong resolveu se recolher e passou vários anos jogando futebol americano. No começo dos anos 90 absorveu toda a sua revolta com essa merda toda e se juntou a uns amigos, montando a banda Green Day, tentando resgatar o velho punk. Após conquistar o sucesso mundial ele sofreu um baque. Armstrong também tinha uma carreira paralela de ciclista, tendo sido várias vezes campeão do tour de France. Enfim, com os vários anos de atrito com o selim, ele descobriu que tinha câncer nos testículos.

E sim, ele sobreviveu, voltou a pedalar, ganhando o tour de France mais uma dúzia de vezes. Só que depois de retirar os testículos, sua banda o Green Day, ganhou tendências mais emo.

Enfim... Droga, só agora me avisaram que eu estou falando de 4 Armstrong diferentes.

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2008

Inútili... quer dizer, a vida das celebridades

Saiba a vida das celebridades

PEDRO BIAL TOMA CAFÉ DA MANHÃ

O apresentador do Big Brother Pedro Bial tomou café da manhã hoje em sua casa. Bial, que também é jornalista, tomou café com duas gotas de adoçante e comeu torradas com queijo minas. Pedro fez uma boa alimentação após uma noite bem dormida. Com seu pijama de seda azul, Bial durmiu durante oito horas e sonhou que estava em Cuba.


No sonho, Bial promovia a paz entre os povos mundiais. Após tomar café da manhã o jornalista fez uma caminhada pelas ruas perto da sua casa, onde comprou uma edição do jornal “O Globo” e uma revista de palavras cruzadas. Voltando para sua casa o apresentador foi ver os seus e-mails e depois disso leu o jornal. Depois disso ele foi tomar banho. Após enxugar-se, Bial vestiu cuecas, calça e camisa. Calçou suas meias e seu sapato, começando sempre pelo pé direito e saiu de casa.

Bial foi almoçar em um shopping perto de sua casa com um amigo. Os dois dividiram um filé à parmegiana e se lembraram dos tempos de infância. Pedro tomou uma lata de Água Tônica Diet. Após pagar a conta com seu cartão, Bial ainda passou em frente uma sorveteria, onde tomou uma bola de sorvete de creme.


Antes de voltar para casa o apresentador do Big Brother passou em um mercado para comprar folhas de rúcula e tomate seco. Bial pretende a noite fazer algumas pizzas para amigos. No caixa ele pegou duas sacolas azuis e então voltou para seu carro. Ele ainda teve tempo de parar em um posto de gasolina para abastecer seu carro com gasolina. Simpático, deu bom dia para o frentista e seguiu para sua casa, onde dedicou a tarde inteira a prática do Yoga.

Luciana Gimenez dá banho em seu cachorro
A apresentadora e mãe de filho do Mick Jagger, Luciana Gimenez deu banho em seu cachorro, ontem de manhã. Luciana utilizou xampu, condicionador e água. O banho durou cerca de 20 minutos. Seu cachorro, um poodle, ficou bastante molhado com o ato, mas logo foi secado, com toalhas e secador de cabelo. Fofuxo, como é chamado, agora está com uma aparência bem mais alva do que a que apresentava antes. Na seqüência, Gimenez saiu para passear com seu cachorro. Fofuxo defecou em uma avenida próxima a casa da apresentadora, que ficou horrorizada com o ato.


Xuxa e Sasha compram salsicha em mercado
Ex-papa anjo e atualmente mãe da Sasha, Xuxa esteve com sua filha Sasha, garota atentada e filha da Xuxa, em um supermercado onde fizeram compras. O item que mais chamou a atenção no carrinho de compra das duas foi um pacote de salsichas. Item que estava presente entre um pote de tomate seco, iogurte desnatado e refrigerantes dietéticos.

Mãe e filha se divertiram bastante olhando os produtos. Sasha pediu para que sua mãe comprasse um pacote de biscoito de chocolate, mas Xuxa disse que só daria o presente se Sasha se comportasse bem e fosse uma boa menina, fazendo seus deveres de casa e ajudasse velhinhos a atravessar a rua.

No caixa, Xuxa desejou muita paz para todas as atendentes e os empacotadores. Do mercado as duas foram para sua casa, aonde a noite comeram macarrão com salsicha. Sasha entrou em sua página no orkut. Ela participa das comunidades “A fila anda” e “antes de falar, tente me superar”.
Esse notícia será interrompida, porque pesquisas comprovam que as pessoas que se interessarem por esse assunto já terão desmaiado por esforço, após ler essa quantidade de palavras.


Pitacos: O cantor e presidiário Belo pediu sal para comer com sua salada na prisão.
· Chato e apresentador, Nelson Rubens esteve presente ontem em uma sauna.
· Cantor e tarado, Wando deve ir amanhã a uma dentista para fazer uma obturação.
· Pedófilo e dançarino, Latino comeu bife ontem.

terça-feira, 19 de fevereiro de 2008

Batatolatria

As marmêndoas. Conhecem-nas? Tudo bem, eu também não conheceria. E se eu falar batatas? Ah, agora sim, não. Quem nunca comeu uma batata, mesmo que seja frita? Sim, todos já comeram. Até um recém-nascido já deve ter tido a oportunidade de provar papinhas de batata. A maior parte das pessoas mantém sua relação com as batatas num nível normal. De vez em quando as comem às vezes as levam para casa dentro de uma sacola, mas nada além disso.

Mas existem algumas pessoas que mantém uma relação mais estreita com esses tubérculos perenes. Antes de falar mais dessa relação, vamos falar um pouco sobre alguns tipos de batata. Existem mais de três mil tipos, vamos falar das principais.

Asterix: Batata aparentemente fraca, mas que quando mergulhada em poção mágica se torna indestrutível.
Kondor: Batata voadora, muito comum nos EUA.
Escort: Muito rápida, presente nos modelos conversíveis.
Picasso: Batata erótica, muito artística.
Batata doce: Espécie muito gasosa.
Batata Quente: Aquela que passa de mão em mão, até uma hora que ela queima.

Dito isso, vamos voltar às pessoas de que antes falávamos. As pessoas que tem uma relação muito, mas muito próxima com as batatas. Tratam-se dos batatolatras. Deixemos claro que isso não significa que eles mantenham relações sexuais com as batatas, mas apenas que eles as idolatram. Assim como os podolatras idolatram os pés.

É mais do que um fetiche. A pessoa pode sim sentir prazer em esfregar as batatas pelo corpo, em lambê-las, dormir abraçadas com elas, amassá-las ou aplicar pequenos golpes com a genitália. Mas, os batatolatras também costumam a colocar as batatas em altares, a fazer orações pelas batatas.

O batatolatra não passa mais de uma semana sem comer batatas. É uma maneira de manter um contato com o objeto de sua idolatria. Seja na forma de purê, batata recheada ou as próprias batatas fritas.

Existe pouca literatura sobre o assunto. E este é um mercado pouco explorado. Ainda não foram lançados ovos de páscoa sabor batata ou refrigerantes com sabor de batata. Ou até mesmo brinquedos. Os batatolatras têm que se contentar com aquele infame senhor cabeça de batata.

Bem ai está, este é um começo. Os batatolatras do mundo agora podem se unir em torno desse blog. Inclusive os que têm apenas fetiche por batatas. Para mais dúvidas contatem o Carlo Gressana, responsável pelo nosso departamento para esse tipo de assunto. Este pode ser o manifesto dos batatolatras. Uni-vos.

Mas não, eu não sou batatolatra. Mas gosto das batatas, principalmente da pronuncia da palavra. Batata, potatoe, patata, kartoffel, pomme, enfim.

BREAKING NEWS! Fidel Renuncia

Incrícel, incrível. Após 129 anos no poder Fidel Castro renunciou ao cargo de chefe de Estado em Cuba, onde as crianças não dormem na rua e não jogam Play Station.

Impressionante, no dia em que Fidel Castro renuncia, qualquer coisa pode acontecer, repito, qualquer coisa pode acontecer. Não saiam de casa e tomem cuidado com as crianças.

Agora não dá para saber o que vai acontece em Cuba. Talvez alguns refugiados voltem para o país. Inclusive os filólogos.

domingo, 17 de fevereiro de 2008

O garoto Fabinho.

Essa é a história do garoto Fábio Soares Filho, mais conhecido como Fabinho.
A infância de Fabinho nunca foi um sonho, como a maioria de nós enxergamos essa fase de nossa vida. Não que Fabinho tivesse qualquer deficiência mental ou física, pelo contrário. Ele é um garoto saudável, que hoje, na tenra idade de 8 anos, tenta agüentar todas as pressões exercidas pela crueldade de seus pais, colegas e professores.
Fabinho nasceu e mora na cidade de Primavera do Leste, interior do Mato Grosso. Estudiosos do ramo da pedagogia classificam essa cidade como a capital nacional do bullying. Fabinho conhece essa realidade muito bem. Estudante de colégio particular, sempre sofreu constantes humilhações. Começou no maternal, certa vez um de seus coleguinhas, durante uma atividade que envolvia dobraduras, começou a fazer cócegas no pobre garoto. Fabinho pedia para ele parar, porque estava rindo tanto que estava prestes a urinar nas calças. O garoto não parou. Fabinho molhou as calças. A professora, que era tratada por seus alunos como "tia", vendo aquilo, afastou os dois e deu uma bronca em Fabinho, que havia emporcalhado o chão com urina:
-Fabinho, olha o que você fez!!!
-Mas tia, o Dudu me fez cosquinha...
-Olha só, olha a merda que você fez no chão, meu Deus, Fabinho!
-Eu pedi pra ele parar, tia...
-Agora você vai ter que limpar tudo!
-Mas eu...
-Não tem desculpa, Fabinho. De castigo, vai limpar com seu uniforme, e depois vai lamber o chão onde você mijou!
-Não, tia, eu...
-Já, Fabinho. Enquanto isso, turma, vamos todos ficar olhando o Fabinho limpar o chão. Menino feio.

Fabinho fez o que foi mandado. Limpou o chão com seu uniforme e depois teve que lamber o local.
Se as coisas mudaram com o passar dos anos, foi pra pior. No jardim de infância, a professora havia passado uma atividade de desenhar e colorir para a classe. Fabinho, tendo terminado seu desenho, mostrou-o para a professora:
-Olha só, tia, terminei!
-Fabinho... Seu desenho está horrível.
-Ãh?
-É, Fabinho... Olha só pra isso. Está uma merda.
-Mas...
-Dê-me. Crianças, vejam só o desenho do Fabinho. Vejam que lixo. Não façam nada parecido. O Fabinho nunca poderá ser um desenhista. Agora, vamos todos apontar pra ele e rir dele.

Passado o terror do pré-primário, Fabinho viu que as coisas eram as mesmas no primário. Na segunda série, por exemplo, a professora pedia para que as crianças recitassem poemas na frente da classe. Normalmente elas recebiam poemas infantis de Vinícius de Moraes. Fabinho recebeu um poema do poeta parnasiano Goulart de Andrade. Como não entendia metade do que estava escrito e lia devagar, a professora disse:
-Fabinho, por favor... Será que você não aprendeu a ler ainda? Como é possível?
-Não, fessora, é que...
-Seus colegas leram tão bem. E você não consegue.
-É que esse é difícil...
-Não, Fabinho. Se eu consigo ler você também consegue. Não tem desculpa. Você é burro, Fabinho. Muito burro.
-Uhhh...
-Vai chorar, Fabinho? Que nem mariquinha? Tsc, tsc... Fabinho, como castigo, você terá que ficar nu aqui na frente da turma toda. E todos nós agora vamos atirar objetos no Fabinho.

As coisas não eram diferentes em casa. Seus pais não tinham compaixão. Como no caso em que sua família foi ao clube, e o pai de Fabinho estava filmando um salto de mergulho que o filho estava prestes a dar. Infelizmente Fabinho calculou mal a distância e pulou muito antes da água, atingindo o chão. O pai de Fabinho ficou furioso:
-Meu filho, como pode ser tão burro? Olha a merda que você fez! O que os outros pais vão pensar de mim? Seu bosta... Moleque de merda!
Na volta pra casa, os pais de Fabinho vestiram-no com um vestidinho de menina e prenderam uma fitinha rosa em seus cabelos. Levaram ele pra passear desse jeito.

Enfim, nunca esqueçam do menino Fabinho e de seu exemplo de como a infância pode ser uma fase cruel em nossas vidas. Fabinho tem 8 anos.

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2008

CH3 Olímpico

2008, amigos, é ano de Olimpíadas. E CH3 estará por dentro deste mega evento, que quase até mobiliza a nossa nação. Falaremos dos esportes, da história das Olimpíadas e até mesmo de algumas atletas. Sim, as atletas gostosas. Os jogos Olímpicos começarão apenas no dia 08/08/08 as 08:08. Mas, como nós não temos tempo para fazer uma cobertura especial em cima da hora, já vamos publicando antecipadamente. E começaremos nossa série com a história das Olimpíadas.

História

Os jogos Olímpicos começaram na Grécia Antiga. Sim, muito antiga. Eram realizados em Olímpia, no santuário de Zeus. Eram jogos bem democráticos porque apenas os homens gregos e livres participavam da prova. Assim como na democracia ateniense, em que as mulheres, escravos e estrangeiros não faziam nada. E sim, nas Olimpíadas estavam todos nus, para delírio dos filósofos pederastas daquela época. Felizmente esse hábito foi abandonado.

Entre os esportes disputados, estavam as corridas pedestres, que nada tem a ver com a ação de atravessar uma rua movimentada. Assim como as corridas de cavalo e também a luta. Homens nus se matavam, enquanto Pitágoras elaborava teoremas sobre a circunferência dos testículos. De bom nesse esporte apenas a herança deixada com as lutas de mulheres no gel.

Então, os Gregos começaram a se preocupar em guerrear (seminus) contra outros povos, ou a filosofar demais e os jogos Olímpicos foram abandonados. Muitos anos depois o Barão de Coubertin resolver reeditar a competição. Criou os jogos Olímpicos modernos. Ele tinha uma das idéias mais utópicas da história “Corpo São, Mente Sã”. Carla Perez, Deborah Secco e Marilena Chauí comprovam essa utopicidade (momento Guimarães Rosa).

Os esportes pederastas foram deixados de lado no começo (o vôlei entrou no programa Olímpico apenas em 1964). Esportes como o tiro foram colocados, mas esta é uma modalidade que nunca foi disputada pelos melhores atiradores, visto que Clint Eastwood nunca participou das Olimpíadas. Mas foi nessa modalidade que o Brasil ganhou sua primeira medalha, em 1920 na Antuérpia com Guilherme Paraense. Foi a primeira vez que foram registradas balas perdidas na Bélgica.

Nas Olimpíadas de 1900, o público se maravilhou com a prática do Cabo de Guerra. Duas equipes de seis pessoas disputaram a competição, vencida por uma equipe mista entre dinamarqueses e suecos. Não se sabe porque, mas essa modalidade foi logo abandonada. Talvez porque ninguém estivesse disposto a fazer longas viagens para ficar puxando uma corda. Inclusive nas Olimpíadas de St. Louis, os EUA conseguiram as três medalhas. Infelizmente não foram disputadas partidas de Queimada.
Outros esportes estranhos foram praticados como o Lacrosse, uma espécie de rouba-bandeira. Ou a pelota basca, que... ahn, parece esses esportes de ficar rebatendo bola que as crianças jogam na rua.

Para se destacar nas Olimpíadas você precisa ser muito bom ou muito ruim. Emil Zatopek seria capaz de correr horas seguidas, Abebe Bikila correu a maratona descalço, Mark Spitz fazia as piscinas se mover, e Nadia Comaneci conseguia se contorcer como um arame. E uns Jamaicanos participaram das Olimpíadas de Inverno. Aliás, essas são as Olimpíadas chatas e que ninguém vê.

Em compensação a suíça Gabriela Andersen-Scheiss completou a maratona quase desfalecida e se tornou uma das maiores imagens da história dos jogos. Em 2000, o nadador Eric Moussambani da Guiné Equatorial inaugurou a modalidade 100m cachorrinho e também entrou para a história.

Também existem as questões políticas. Jesse Owens ganhou quatro medalhas de ouro contras loiros alemães e deixou Hitler puto. Pouco depois começou a segunda guerra. Americanos e soviéticos disputavam todas as modalidades na época da guerra fria. Os atletas tinham bombas atômicas nos vestiários, e os russos sempre falavam “Se morrer... Morreu.”.

Na próxima edição do CH3 Olímpico, falaremos um pouco sobre o Brasil nas Olimpíadas.

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2008

Um assunto muito falado

Hoje o CH3 vai falar sobre... sexo! Quer dizer, música. Se bem que hoje em dia, com o funk carioca, esses dois conceitos andam praticamente juntos. Ainda mais com a dança do créu, que não tem qualquer propósito musical, é só a putaria pura e simples.
Mas vamos ao ponto. Existem várias músicas que quando você começa a cantar, as pessoas reagem de maneira como se tivessem recebido um choque moral. Não só porque são uma merda, na verdade, todas elas fizeram muito, mas muito sucesso um dia. E esse dia nem está tão distante assim. Como você vai ver, algumas fizeram sucesso estrondoso ainda nessa década. Mas faça a experiência. Quando você estiver no ambiente de trabalho ou estudo, comece a cantarolar para si mesmo os seguintes trechos de músicas. A reação das pessoas ao seu redor vai ser a mesma. Todos vão olhar pra você e fazer barulhos engraçados como "aaaffff", "nóóóóóó" ou "glugluglu":

"Quem samba com Molejo samba dierentiiiii... Quem samba com Molejo saba diferentiiiii..."
Pois é. Molejão. Hoje é o cúmulo do ridículo. Mas por volta de 97 e 98, rapaz, tocar molejo numa rodinha de pagode num churrasco era garantia de sexo no mesmo dia.

"Ulelê, ulalalá, é a dança do ET que veio a-ba-lar"
Rodolfo e ET. RODOLFO E ET! Os caras foram responsáveis pelo sucesso do Ratinho e mais tarde do Gugu depois que o mesmo extinguiu a Banheira. Lançaram dois cds.

"Bom, chibom, chibombombom. Bom chibom, chibombombom"
O nome do grupo era "As meninas". A música era declaradamente uma crítica à sociedade capitalista e à ascensão da nova burguesia. Talvez por isso que não durou muito tempo. E também porque convenhamos, era uma merda. Explodiu em sucesso em 2001. Não durou até 2002.

"Relaxa, senão não encaixa, relaxa, senão não encaixa, relaxa!"
O único crédito que dou a essa música é que ela tocava na Banheira do Gugu.

"Só no sapatinho, ô, ô. Só no sapatinho, ô, ô."
Virou tema de novela. O grupo se chamava Só no Sapatinho, porque apesar de ter outras músicas no cd, ninguém estava interessado em ouvir.

"Meus amigos falam que eu sou demais, mas é somente ela que me satisfaz."
Morango do Nordeste. Essa deve ter sido a música mais regravada aqui no Brasil. Além da versão forró, fizeram versão sertaneja, axé, pagode... Mas ninguém ousou mexer no verso mais ridículo: "apesar de colher as batatas da terra, com essa mulher eu vou até pra guerra".

"Maionese, ele me bate, bate feito maionese. E o que eu tinha tomado, subiu direto e foi pra cabeça."
Viu só? Em 2002 essa música era sucesso estrondoso. Hoje, cantá-la é o mesmo que pedir pra ser apedrejado.

"Tchurururururu, jogou seu charme em mim. Tchurururururu, não resisti, tô a fim!"
E o Latino continua no top das paradas de sucesso.

Enfim, como vimos, o sucesso de hoje é a vergonha do amanhã. Na música, cuidado com palavras como "fenômeno", "revelação" e "destaque do ano".

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2008

Agradecimentos gerais específicos

Ou: SACH3, diminutivo escroto para o Serviço de atendimento ao Chnauta.

Aqui no CH3, em seus quase um ano e oito meses de vida (o período de duas gestações) passamos por muitas fases. No começo nossos amigos viam o blog. Então nossos amigos cansaram e ninguém via o blog. Começamos a mandar e-mails com nossas atualizações, e alguns outros amigos passaram a ver o blog. Aí, cansaram um pouco, mas as buscas no Google passaram a ser nossa principal fonte de visitas. Em geral, de tarados. Podemos calcular que 1/3 dos visitantes de CH3 o fazem com ereções.

Já recebemos visitas de muitos lugares. Desde os EUA até o Japão. Da Turquia ao Senegal. Claro que a maior parte dessas visitas é do Brasil. E mais especificamente de Cuiabá. Mas de Belém a Bagé, de Porto Velho a João Pessoa, 94 cidades brasileiras já nos viram. E o Google, aumentou o número de cidades, e também de visitantes.

No geral, quem comenta em CH3 são as pessoas de sempre. Algumas com mais freqüência, outras mais esporadicamente. Algumas anonimamente.

Essa longa introdução foi basicamente para isso. Chegar até os comentários anônimos. No começo recebíamos muitos comentários anônimos, mas eram de pessoas em inglês elogiando o nosso layout. Ou seja, eram vírus. Mas, recebemos recentemente três. Um era no horóscopo de muito tempo atrás, a pessoa dizia que “voçês baqtem muito mal tá!ganhem juizinho....que treta essa a vossa.....”. Belas palavras, que talvez nos ajudem, quando resolvermos fazer.

Mas quem nós gostaríamos de agradecer é a Emmanuelle. Sim, ela mesmo, dos filmes do cine prive da Bandeirantes, que fez tantos de nós ficarmos acordados até mais tarde nas noites de sábado. Para quem não sabe, porque assistia aos filmes no mudo, Emmanuelle foi escolhida para ser a reencarnação de todas as mulheres do planeta, porque ela tinha o coração puro. Sim, era sobre isso que aqueles dois velhos ficavam conversando no avião.

Pois então, Emmanuelle visitou nosso blog. Primeiro no post sobre fetiche por balões, ela disse Interessante este fetiche; não achei algo bizarro... tem coisas mais estranhas, como algemas, velas, prendedores, roupa de enfermeira... rsrs. Certamente vou experimentar, afinal, quem não gosta de uma "putaria" não é Guilherme?!” e depois no post sobre fetiche por pés, ela continuou “Será que esse pessoal não tem nenhuma fantasia??? Parem de ficar querendo dizer o que é, e o que não é normal gente!!! Ou adotem a vida monástica... rsrs. Abraço a todos; Libertem-se dos preconceitos, ok.”. Apesar de no começo ter ficado meio assustado, principalmente com a direção de suas palavras a minha pessoa, logo compreendi que era Emmanuelle. Ela tentava libertar todas as pessoas sexualmente, fazia sexo com Japoneses, mulheres e uma banda inteira de rock. E, sendo ela a reencarnação de todas as mulheres do mundo, ela podia ser qualquer uma mulher, então, ela é uma anônima.

Reunimos então a Equipe de CH3 para discutir o assunto. Com o apoio de Hanz, o pansexual, fomos todos experimentar a vida, seguindo os sábios conselhos de Emmanuelle. Vinicius foi experimentar o fetiche por pantufas, que há muito tempo já lhe interessava, Hanz foi curtir o sexo com anéis de lata, Pai Jorginho está num momento feliz com chicletes de amora, Cão Leproso descobriu o fetiche por sovacos, Marcão conheceu todas as mulheres com dentadura de Cuiabá, Guilerme foi participar de rodas punks no Caverna’s bar, e eu comprei um estoque de Boinas Catalãs. Tackleberry achou melhor esperar por outro fetiche, porque convenhamos, nem a Emmanuelle pegava alguém com Lábios Leporinos.

Agora somos todos muito felizes, e agradecemos a Emmanuelle por isso. Continue visitando nosso blog, e dando suas sábias dicas. Bem, se resolver conhecer um de nós, que não venha com aqueles sensores de alienígenas.

sábado, 9 de fevereiro de 2008

Guia CH3 – Como não se comportar em uma festa infantil

Sábado à noite, a mulherada na rua, você pronto para aquela balada certo? ERRADO!
Você vai ter que ir naquela festa de 2 anos do pentelho do seu sobrinho. Se você for casado pior ainda, esqueça as baladas de uma vez por todas e prepare sua agenda para as festinhas de aniversário dos filhos de irmãos, amigos e colegas de trabalho.

CH3 sabe que essas festas são um saco, e que nesses momentos de tédio o instinto nos recorda do ritual supremo de nossa masculinidade: assistir ao futebol com os amigos, esparramado no sofá com uma cerveja na mão. Para que você não caia na tentação de voltar ao seu comportamento natural de selvageria, elaboramos um guia de como não se comportar em festas infantis.

Em primeiro lugar, a verdade está no álcool, então se contenha na bebida e pronto. Se você não for um babaca de nascimento vai se comportar muito bem, nosso guia para você termina aqui. Pode ir para a festa.

Mas se você, na condição de reles mortal, escória da humanidade, não resiste e enche a cara, enfia o pé na jaca, chama Hugo a noite toda, já ta na merda né, então leia o resto do guia, quem sabe ajuda.

- Muito cuidado com as bulinadas que você dá na festa, no caso das mulheres casadas pode gerar um pequeno conflito, se for sua cunhada ou sobrinha pior ainda.

- Nada de colocar gorjetas no decote das garçonetes, deixe isso para um local mais apropriado.

- Em hipótese alguma contrate strippers para sair do bolo, se o aniversário for de um moleque ele vai gostar, o pai dele também, mas a mãe vai ser um problema.

- Os garçons não são GoGoBoys (isso vale para aqueles viados velhos que soltam a franga quando bebem um pouco).

- A piscina de bolinha é para as crianças! Não para você ficar brincando, muito menos nu!

- Antes de jogar o aniversariante na piscina, certifique-se da profundidade da mesma e veja de ele saiba nadar, se não é bom que tenha na festa alguém treinamento em resgate na água e técnicas de ressuscitação.

- Guerra de comida só funciona bem em refeitórios de colégios em filmes norte-americanos, então sossegue.

- Sexo com balões é expressamente proibido! Se você for um looner que não se controla, pegue alguns balões discretamente e faça seja lá o que você gosta se fazer no banheiro, mas cuidado com o barulho, e não fique gemendo! Seu doente!

Para quem não sabe o que é Looner: http://chtres.blogspot.com/2007/11/o-incompreendido-fetiche-por-bales.html#links

- Não apague as velas do aniversariante, isso realmente não é engraçado, e nunca, nunca enfie a cara dele no bolo. Pode ser engraçado, mas o aspecto do bolo ficará nojento, ninguém mais vai querer comer.

- Não mije na pia, cagar nem pensar.

- Aquele chapeuzinho em cone não é tapa-sexo, então tire da cabeça a idéia de correr por aí só com ele e meias.

- Finalmente, sabemos que é uma tentação muito grande mas não fique no meio das crianças na hora de estourar o balão com doces. Você pode levar uma cotovelada nas bolas.

Se você quer se livrar definitivamente das festas infantis, faça ao contrário tudo o que estiver no guia, mas tenha na consciência que você vai perder os salgadinhos.

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2008

Grandes momentos da tv brasileira, parte III

Adivinhe só: Continuamos com a série de maior sucesso nos blogs do Brasil.
Grandes Momentos da TV Brasileira!
Você deve estar pensando "putz, esses caras quando não têm assunto ficam postando isso". Só digo uma coisa pra quem pensa assim: Vai cagar! Vocês têm idéia do quanto isso marcou nossas vidas? Têm? Deve ter marcado a sua também!
Esse vídeo, por exemplo: Eu vi isso quando passou da primeira vez no Topa Tudo por Dinheiro. Pegadinha com Sandy e Junior. Clássico. Fiquei emocionado em ver de novo. E lembrei de como é engraçado. Divirtam-se:

terça-feira, 5 de fevereiro de 2008

Fetiches exóticos

Muito já falamos em CH3 sobre o fetiche por balões e o fetiche por pés. Mas, acreditem, esses não são os fetiches mais esquisitos do mundo. Colocamos a seguir uma série de oito fetiches muitos esquisitos, para que você mude o seu conceito de esquisitice. Ah sim, esse texto foi feito com base num longo estudo do professor e esquiador Colombiano, Alfredo Humoyhuesos.

Fetiche por pantufas: Eis um fetiche realmente esquisito. É uma mistura de zoofilia, pansexualismo e podolatria. O cidadão em questão sente prazer ao manter relações sexuais com pantufas de bichinhos. Seja aquele simpático Coala, o fofo elefante, o que quer que seja que esteja nos pés de outra pessoa. São os Toofers.

Fetiche por anel de lata: Sabe aquele anel de lata que você usa justamente para abri-la? Então, você pode até esquecer, mas os Canringers não, após utilizar-se do conteúdo da lata (ou não, o conteúdo fica em segundo plano diante do objeto principal), esses doentes a utilizam de muitas formas. Introduzindo no ânus, colocando em volta do mamilo, ou até mesmo, penetrando no local.

Fetiche por Goma de Mascar: Chiclete. Os Boobers gostam de se sentir envoltos em chicletes, grudar chiclete nas pessoas e em todos os lugares. Para eles, aquele ato de grudar chiclete em baixo da cadeira é tão prazeroso quanto uma relação sexual.

Fetiche por Lábios Leporinos: Coisa completamente doente para pessoas que acham que o Johnny Cash tinha os mais belos lábios dos Estados Unidos. Não digo mais nada porque isso é repugnante, argh!

Fetiche por Sovacos: O cidadão em questão portador desse fetiche sente-se atraído por qualquer coisa que lembre as axilas. Além de preferir manter relações com essa parte, ele entra em delírio ao entrar em ônibus no fim do expediente e sentir aquele cheiro peculiar. Também vai ao orgasmo manipulando o desodorante em spray.

Fetiche por Roda Punk: Muito popular entre alguns undergrounds. O cara vai ao delírio se jogando contra a multidão, desferindo e recebendo golpes dos mais variados tipos nas mais variadas regiões, enquanto ao fundo, uma banda vocifera palavras inomináveis.

Fetiche por dentaduras: Bem... O que eu posso falar... Bem, o individuo com esse fetiche gosta de pegar a dentadura e colocá-la em volta de seu órgão sexual, simulando sexo oral.

Fetiche por boinas catalãs: O cara fica lá sozinho, curtindo uma boina catalã sendo esfregada no seu corpo.

Agora, aposto que vocês nunca mais irão dormir depois de conhecer essas coisas.

domingo, 3 de fevereiro de 2008

O carnaval em Paranatinga

Esqueça Copacabana e as mulheres siliconadas com seus corpos seminus dançando em cima de carros alegóricos gigantes. Esqueça as fantasias que custam mais do que um carro popular. Esqueça também os patrocínios milionários de governos estaduais e a enorme transmissão da TV Globo com 97 câmeras que mostram desde a maquiagem nos olhos da porta bandeira, até o interior de uma cuíca. Também esqueça os camarotes com famosos usando abadas de cervejarias, os trios elétricos. Esqueça.

Não iremos falar sobre o megalomaníaco carnaval paulistano, o grandioso carnaval carioca, o tradicional carnaval pernambucano ou ainda o carnaval baiano, até porque esse é muito longo. Começa pouco depois do ano novo e vai até um pouco antes da Páscoa. Falaremos do carnaval em Paranatinga. Município que se localiza a uma latitude 14º25'54" sul e a uma longitude 54º03'04" oeste. E no qual nossa equipe esteve presente.

Primeiro, o carnaval se concentra na praça da cidade, onde um telão fica mostrando vídeos do Crazy Frog 24 horas por dia. A cidade inclusive entrou no Guiness Book of Records como a maior exibição consecutiva de vídeos do Crazy Frog, 38 horas. Que, aliás, também é o recorde de tempo sem que a luz acabe na cidade.

Existem três escolas de samba na cidade. A Caralho Pulsante, Boceta Nervosa e Cuzinho Apertado.

A Caralho Pulsante foi a primeira a entrar na avenida, com o enredo “Padaria do Zé, Pãozinho quente toda hora”. A Escola recebeu uma ajuda de 50 reais do Zé da Padaria, que também emprestou sua Kombi para distribuir pão fresco para os foliões. A Kombi também foi adesivada e serviu como único carro alegórico da escola. A platéia foi ao delírio com o pão quente, e nem percebeu que o motor da Kombi estava fazendo mais barulho do que a bateria da escola, que consistia em um pandeiro e um tambor. A letra da escola dizia “Atenção Caralho Pulsante! A hora é essa!” digo, isto todos falavam, mudando apenas o nome da escola, mas vamos lá “Oiago no oiagué, É a padaria do Zé, 8 anos de glória,Tem pão quente a toda hora”.

A Boceta Nervosa desfilou o enredo “Paranatinga – coração do Brasil!”. Patrocinada pela prefeitura da cidade, a escola teve muitos problemas, porque os carros alegóricos eram grandes demais para entrar na rua principal da cidade – tinham mais do que 2 metros de largura – o que fez com que os carros tivessem que ser serrados ao meio. Mesmo assim, foi a escola mais aplaudida, pelos figurantes contratados pela prefeitura para aplaudir a escola. Bem treinados, eles cantaram juntos o refrão “Ó minha querida Paranatinga, lugar que vivo a adorar, povo hospitaleiro, o mais puro ar de respirar”.

Por fim, o Cuzinho Apertado cantou seu enredo “Du dá Du dá”. Composto e idealizado pelo poeta concretista André Érd Na. Todo a letra foi feita em vocábulos fonéticos. Ou algo assim, ninguém entendeu nada. Todos estavam nus, faziam dança contemporânea, e não havia música acompanhando. Apenas um cara dizendo silabas sem sentido. Foi desclassificada na hora.

A apuração aconteceu logo no domingo de manhã. E a Boceta Nervosa foi escolhida vencedora, com 10 em todos os quesitos. Os jurados foram vistos agora a pouco no Aeroporto de Várzea Grande, indo para as Bahamas. O empresário do ramo alimentício, José Carlos Dias, quer ser ressarcido pelos pães produzidos em vão. Mas ele deve desistir antes de conhecer o porquê a cidade é conhecida como Paranabala.

*Todo e qualquer nome seja de pessoa, ou de cidade, citado no texto, é pura ficção.

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2008

Alternativas para o carnaval.

A partir de hoje já teremos festas de carnaval. É o feriado mais prolongado no Brasil, dizem que o país só funciona de fato depois que ele acaba. Bem, isso é até verdade. Temos bailes, trios elétricos, desfiles de escolas de samba, axé, frevo, bonecos de Olinda, etc.Mas ninguém pára pra pensar "e quem não gosta de nada disso?". Pois é, apesar de não ser divulgado, tem mais gente do que parece que também não gosta de carnaval. Só que isso é visto como heresia no Brasil. Nós do CH3 entendemos perfeitamente, e para aqueles que não gostam de carnaval assim como eu e o Guilherme (o Tackle tá de fora dessa porque ele gosta), listaremos aqui algumas coisas para se fazer durante a festa. Afinal de contas, ainda tem vários dias de feriado. E isso, isso é muito bom.

Passeio de tandém no parque: Pra quem não sabe, tandéns são aquelas bicicletas múltiplas, com bancos e pedais extras. É uma diversão perfeita para a família e para casais enamorados. Então se você quiser momentos descontraídos e ainda praticar um bom exercício físico, não hesite. Tire seu tandém da garagem e chame quem você quiser para uma boa pedalada.



Show dos Benga Boys: Em Cuiabá acontece o Grito Rock, mas vai gente demais. E convenhamos, deixando de ir no carnaval para ir a outro festival, você estaria trocando uma aglomeração por outra. Com os Benga Boys isso não será problema, poucas pessoas vão. Mas é garantia de que você estará lá pra ouvir o ultra-hardcore mais true da cidade. As fraturas também são garantidas. O show será em um estacionamento abandonado atrás da prefeitura.

Maratona de filmes do Rambo: Na época de carnaval, a tv só passa aqueles intermináveis desfiles das escolas de samba. E quando você acha que vai acabar, ainda tem dois dias de apuração dos votos para decidir a escola campeã. Para driblar esse problema, sugerimos uma maratona de filmes do Rambo. Alugue todos e desfrute do pipoco. Ah, claro, se você quiser, alugue também os filmes do Rocky, apenas citamos Rambo porque dia 22 de fevereiro estréia o quarto capítulo. O CH3 estará lá.


Torneio de Guitar Hero: Se você não gosta do carnaval por causa do axé em excesso, você pode convidar seus amigos para um torneio de Guitar Hero na sua casa. Não importa se é o primeiro, o II, o III, ou até o Encore anos 80. Todos são muito bons e garantirão que você tenha um carnaval bem rock'n'roll.

Enfim, essas são apenas algumas das nossas sugestões para os excluídos das festividades carnavalescas. Você pode até aproveitar e fazer tudo isso e mais, afinal, o feriado vai até quarta-feira ao meio-dia. Só não recomendamos praias de nudismo. Elas estarão vazias, visto que a orgia será transferida para os próprios bailes.