segunda-feira, 28 de julho de 2014

A verdade sobre o Glúten

Até outro dia, o glúten era apenas uma mera proteína, conhecida por estar no rótulo de todos os produtos alimentícios existentes. Imaginávamos como sofriam aquelas pessoas que não poderiam comê-lo, uma vez que 95% dos alimentos encontrados no supermercado contém glúten, incluindo biscoitos, farinhas, pães, molhos, massas, detergentes e similares.

A ativista/manifestante/terrorista Sininho, foi flagrada
com uma mochila cheios de pães que contém glúten,
num claro atentado contra a saúde do nosso país.
Volta e meia a ciência elege um novo vilão da alimentação mundial. O café já ocupou este posto, o ovo já foi criminalizado, ingerir açúcar já correspondeu a tentativa de suicídio e recentemente o sal estava no topo desta cadeia alimentar maldita. No entanto, podemos perceber que o sódio está perdendo espaço para o glúten, o novo crime hediondo da dieta.

Ele seria o responsável por alergias, infecções, epidemia de obesidade e até mesmo doenças mentais. É natural que você esteja cheio de incerteza diante desse cenário. A seguir, nós postamos algumas verdades que comprovam que o Glúten é sim um grande vilão para a humanidade.

O Glúten expulsou a humanidade do paraíso
Na monótona vida do paraíso, Adão e Eva foram tentados por uma misteriosa cobra falante a comer uma maçã. Ligada nas novas tendências, Eva foi lá e aceitou a fruta, porque ela não contém glúten. A humanidade foi expulsa do paraíso, as mulheres pagam com seu sangue (que não contém glúten) e cobras nunca mais falaram.

O Glúten escolheu Barrabás.
Em um dos momentos chaves da história da humanidade, os romanos pediram que o povo escolhesse que um prisioneiro, Jesus ou Barrabás, fosse libertado. O Glúten começou a puxar o coro pela libertação do assassino. O restante da história vocês já conhecem.

O Glúten traiu Tiradentes
Estavam em uma mesa, jantando, Tiradentes e outras doze pessoas que formavam um grupo conhecido como “Os Inconfidentes”. Tiradentes se virou para eles e disse “um de vocês irá me trair”. O Glúten traiu Joaquim José da Silva Xavier, que sofria de alergia e passou a noite inteira com problemas intestinais. Enfraquecido, ele não conseguiu fugir das tropas de Antônio Parreiras. Então, Tiradentes acabou preso, enforcado, esquartejado, seus restos mortais espalhados pela cidade e seus parentes exilados na África.
A prisão de Tiradentes por Antônio Parreiras

O Glúten matou Francisco Ferdinando
O Glúten foi um elemento atuante no evento que proporcionou um conflito conhecido como 1ª Guerra Mundial. Anos depois, o Glúten também matou o som da banda Franz Ferdinand, que após dois bons discos de estreia nunca mais foram os mesmos.

A participação do Glúten no Nazismo
Documentos históricos comprovam que o Glúten esteve presente em todos os momentos do apogeu a queda do regime nazista. Hitler adorava pretzels, strudels e outros elementos ricos em glúten e talvez eles tenham contribuído para essa desgraça toda.

A participação do Glúten na ditadura militar brasileira
Os anos de chumbo no Brasil tiveram uma participação decisiva do Glúten. Tudo começou quando ele matou Getúlio Vargas e depois quando ele fez com que Jânio Quadros renunciasse – eis as forças terríveis que tramavam contra o mandato do presidente de bigode. O Glúten foi uma eminência parda infiltrada no governo de João Goulart e ele esteve nas reuniões que decidiram pelo golpe militar. Durante 24 anos, ele se manteve no poder, muitas vezes participando de sessões de tortura. Por isso, que o pão francês é conhecido no Rio Grande do Sul como "cacetinho".

Nenhum comentário :