Volta às aulas, parte 2

Bom, talvez seja um pouco cedo para falar de volta às aulas? Não, de jeito nenhum. Pois já começaram a passar os comerciais de material escolar e as tradicionais promoções de lojas de roupas. Aliás, isso era sempre o terror quando estávamos ainda aproveitando nossas férias vendo tv. Ver comerciais de "volta às aulas" sempre nos lembrava que as férias estavam acabando e que a tortura do colégio iria voltar em breve. O Conar devia proibir esses comerciais no horário dos desenhos. Mas, para estar bem equipado para encarar a maldita rotina, veja o post sobre o que você vai precisar.

Mas voltar às aulas é um momento interessante no período letivo. Na faculdade talvez nem tanto, porque dependendo do curso que você faz, você mal sabe diferenciar as férias das aulas. Dependendo do curso que você faz também, ainda se sente como no colégio, quando férias são uma bênção.

Já no colégio, esse momento é uma espécie de ritual. Quando chega o dia, você até fica empolgado, quase nem liga de ter que acordar cedo. No primeiro dia você se arruma melhor, demora mais no banho, passa mais perfume. Até aquele seu colega porco toma banho nesse dia. Chega lá bem cedo, todo empolgado, revê todos seus colegas. E é nessa ocasião, na hora de contar sobre as férias de cada um, que se registra a maior taxa de mentiras por minuto. A mais famosa é "ave, fui na praia e garrei altas".

Sempre tem também algum aluno novo, que chega cedo pra não se perder. Sempre o aluno novo fica ali, isolado, só ouvindo o papo animado dos que já eram amigos antes. Alguns novatos são metidos a besta e já tentam chamar a atenção de todo mundo, mas esses normalmente ganham a antipatia instantânea da turma. Menos é claro, se for rico, daí todos vão pagar o maior pau pra ele. Mas alunos novos geralmente só se enturmam quando o professor passa o primeiro trabalho em grupo.
Se for uma aluna nova e ela for bonita, o assunto do dia será ela. Se for mais bonita do que suas antigas colegas, aí todo mundo vai querer puxar papo com ela e disputar sua atenção. E nesse momento cada colega seu, até mesmo seu amigo mais próximo, se tornará seu rival. Isso até ela começar a ficar com um moleque bem mais velho, que tem barba e anda de moto. E que ainda está no colégio.

A empolgação do primeiro dia de aula acaba rápido. Dura no máximo uma semana. Depois você lembra como foi seu ano anterior e pensa "ugh". Quando o professor marca a primeira prova, você implora pro ano acabar logo. Mas lembra que ainda tem muuuuita tortura pela frente...
E não perca em breve, um post sobre o famoso pesadelo de estar nu na escola.

Comentários

Guilherme disse…
é verdade. No primeiro dia de aula você deixava todo o material arrumado no dia anterior. O uniforme e tudo mais. Normalmente você tava com um tênis novo. E voltava feliz pra casa, até porque primeiro dia de aula costumava a ser aquela enrolação.

E tem dias marcantes, como o primeiro dia de aula da quinta série - quando você deixa de ser criança. Da sexta série - a entrada do inferno. E do primeiro ano - quando você já é um idoso.
parabéns pelo blogger..

quando der visite o meu

deixe recados..

abraços
Thiago Borges disse…
o primeiro dia é sempre especial, eu ficava esperando a lista de chamadas para ver os nomes esquisitos e quem seria o n°24