Dia do Feriado

Recentemente foi dia 7 de setembro. Isso claro, se você estiver lendo isso numa data próxima de hoje, sendo que hoje é relativo. Se você viver em um país com calendário diferente, isso também não lhe fará sentido. Se você não conseguir ler em português, isso fará menos sentido ainda claro. Mas enfim, voltemos aos feriados. Sempre que um feriado chega, o pensamento do homem normal é “Nossa quantos feriados! Porque são tão poucos”. Talvez soe contraditório, mas a contradição é intrínseca ao ser, já dizia um cobrador de ônibus.

E como explicá-los? As pessoas vivem me parando enquanto ando (sim, não sou aleijado, você pode ter concluído) e perguntando “Ei que horas são?”. É o mau de se usar relógios, eu sei. Mas sei que por trás dessa pergunta inocente existe uma vontade incrível de entender o significado de tantos feriados. E por isso o CH3 juntou um monte de datas e resolveu explicá-las, para que, caso você seja um ser pensante, tenha a capacidade de entende-los. Ou não.

Comecemos com o 7 de setembro então. Este é o dia da Independência do Brasil. E no que consiste isso? Expliquemos. Dom Pedro I estava começando a se rebelar contra seu pai. Queria ser mais independente. Promoveu o histórico dia do Fico. Nessa época, ocorreu o primeiro baby boom da história brasileira. Então no dia 7, dom Pedro estava às margens plácidas do Ipiranga, famoso posto de gasolina que na época vendia alfafa para cavalos, e então em um brado retumbante disse “Minha terra tem Palmeiras, e tem Corinthians também, os que ai jogam, não ganham de ninguém”. Começou assim a primeira briga de torcidas da história, que culminou com a criação da torcida Independente e a separação do Brasil de Portugal. Infelizmente, no processo de divórcio os portugueses ficaram com o Felipão.

Proclamação da República: Nesse dia a República foi proclamada, não se sabe se marido ou mulher, e quem era seu parceiro. O ato foi feito pelo Marechal Deodoro, um famoso padre e poeta. Logo após o ato ele declamou um poema, escrito na noite anterior:

Marechal Deodoro SAUEH
Marechal Teodoro ASADA
Marechal Te adoro ADBHA
AHSH Adoro o Mar ASJDI
VVVVVVVVVVVGASUO’


Assim, ele inaugurava também a poesia concreta no Brasil, além de contribuir para a publicação do primeiro livro de palavras cruzadas da história do país.

Páscoa: Feriado religioso. Acontece sempre 40 dias depois do Carnaval que acontece sempre alguns dias depois de alguma coisa. Nesse dia, Jesus Cristo, fantasiado de Coelho distribuiu ovos de chocolate para seus amigos. Judas Iscariotes recebeu o seu e disse “chocolate branco? Você sabe que eu odeio chocolate branco! Isso não vai ficar assim”. Eis então que Barrabás deu um papibaquigráfo de chocolate preto para Judas, que então participou intensamente da campanha para a libertação de Barrabás e condenação do Jesus. Iscariotes se tornou assim, o primeiro publicitário da história.

Carnaval: Também é conhecido como dia do Índio. Nesse dia todos andam nus pelas ruas, para se sentir como os índios se sentiam. O vento nas bolas e essas coisas.

21 de Abril: Homenagem a Tiradentes, famoso dentista e boxeador mineiro. Foi membro da Inconfidência. Movimento que originou mais futuramente vários jornais e revistas de fofocas. Foi morto após uma de suas revistas divulgarem fotos do prefeito de Ouro Preto embriagado, montado em uma égua.

20 de Novembro: O dia de Zumbi dos Palmares. Mais uma dessas frescuras de pessoas que gostam de assistir filmes de terror. Zumbi foi o precursor da moda de sair desfilando pelas ruas como se fosse um morto.

E são outros feriados ainda, que talvez expliquemos outro dia. Mas, enquanto isso sugerimos a criação de outros feriados importantes.

Dia do Acre: Um dia para homenagear essa famosa unidade de medida, tão falada na televisão para explicar o desmatamento.

Dia do Anão Albino, ou dia da baixa consciência alva: Apenas para corrigir um erro histórico, é claro.

E é isso.

Comentários

Carlo Gressana disse…
Também sou a favor da criação de um feriado para o Dia do Nudista.
Absurdo não existir isso ainda. Quer dizer, tem o Carnaval, mas não é a mesma coisa.