sexta-feira, 5 de maio de 2017

A Farsa do Plano de Fidelidade

O ouro, especificamente as barras de ouro, vocês sabem, valem mais do que dinheiro. Ao longo da história, o metal dourado já foi responsável por fazer com que grupos de pessoas resolvessem entrar em barcos e cruzar o oceano indomável com mais chances de morrer do que de sobreviver, por promover migrações em massa rumo a terras inóspitas e sem lei, provocando o genocídio de povos que antes ocupavam este local. A tentativa de sonegar os impostos por sua extração foi responsável por uma reação um tanto quanto exagerada da Coroa Portuguesa e a criação futura de um feriado nacional.

Existe um motivo lógico para essa obsessão pelo ouro, além do fato de ele ficar um charme na forma de correntinhas ou em dentes postiços. O metal servia como lastro para as economias nacionais e o seu acúmulo garantia de alguma forma a soberania nacional, caso queira saber mais sobre o assunto procure na internet. Bem, as coisas mudaram com o tempo e na impossibilidade de acumular ouro, hoje em dia nos acumulamos milhagens ou pontos em programas de fidelidade.

Os programas de fidelidade, por incrível que pareça, tem o objetivo de premiar a fidelidade dos clientes. Acredito que eles começaram com as companhias de aviação e logo se espalharam, hoje temos postos de gasolinas, operadoras de telefonia, lanchonetes, lavanderias, puteiros e todo e qualquer estabelecimento utilizando o método de recompensar os clientes pelo seguido uso de seus serviços em detrimento da concorrência. Poderia ser ótimo, se não fosse o fato de que as recompensas são no geral imprestáveis.
Natal - Florianópolis, com escala em Abu Dhabi, Pequim, Dallas, Lima, Macapá e Mossoró
Começamos pelas companhias aéreas. Você utiliza uma determinada empresa e ganha pontos pela viagem realizada. Depois de fazer umas 10 viagens, e ter gasto mais de três mil reais neste interim, você tem direito a adquiri um trecho gratuitamente. A utilização de um cartão de crédito também gera milhas. Legal, não? O problema é conseguir selecionar algum trecho interessante.

Primeiro, você tem que esquecer os destinos mais badalados e requisitados, como o nordeste. É preciso fazer mais umas 14 viagens para conseguir comprar uma passagem pra lá. Também esqueça os feriados e viagens mais próximas, que necessitam muitas milhas a mais. Os voos diretos e em horários melhores também não são fáceis de conseguir e no final suas 10 mil milhas serão suficientes para fazer um trecho de Cuiabá para Brasília, com conexão de 14 horas em Campinas e escala em Goiânia. Talvez dê para comprar uma passagem de Cuiabá para São Paulo com conexão de 22 horas em Foz do Iguaçu. Com sorte, uma ponte área Rio-São Paulo, passando por Belo Horizonte e Cidade do Panamá.

Os postos de gasolinas também dizem oferecer muitas vantagens para seus cientes fieis. Abasteça em um posto da Petrobrás e a cada um real gasto, você ganha um ponto no programa de Pontos Premmia. E então, com quatro mil pontos você pode adquirir dois ingressos do cinema! Que maravilha, não, depois de gastar quatro mil reais, o que dá uns 30 tanques de combustível, o que talvez te demore um ano para fazer, você vai poder ir no cinema de graça. Que tal um desconto na Carta Capital heim? Ingressos pra Stock Car? Eu sei que você quer.

A Vivo eu sei que também tem um esquema maravilhoso desses, em que você junta pontos a vida toda e ganha um ingresso de Cinema, um ingresso para um show de Stand Up, uma sobremesa de graça em um restaurante que você vai gastar 400 reais, desconto no Uber. Enfim, não deve ser a toa que 90% desses pontos se perdem, apesar de eventuais propagandas de pessoas que deram a volta ao mundo graças ao programa de fidelidade.

*Para os interessados na menção da palavra puteiro em um trecho do texto acima, informamos que a Casa de Diversão Noturna Carnicentas oferece um programa de fidelidade. Para cada programa sexual realizado dentro do estabelecimento, o participante ganha dez pontos. Com 100 pontos, é possível trocar por um copo de água. Duzentos pontos são necessários para ganhar um abraço do Cão Leproso. Com 500 pontos, Pai Jorginho de Ogum traz o seu amor de volta e garante a felicidade e riqueza. Se você juntar mil pontos, ganha uma passagem para Miami com acompanhante da casa, escala em Poxoréu e tudo pago. Infelizmente, até hoje, nenhum ser humano sobreviveu a mais de quatro programas na Casa de Diversão Noturna Carnicentas.

Nenhum comentário :