quarta-feira, 11 de novembro de 2015

Memórias do Orkut

O aplicativo do Facebook que relembra as coisas que você fez nessa mesma data em anos anteriores é provavelmente uma das melhores invenções da história da humanidade. Por uma simples razão: ele impede que você se esqueça de coisas que você já se lembrou antes. Assim sendo, você numa mais vai se esquecer da data do seu casamento, uma das maiores razões para crises conjugais.

No entanto, temos que pensar que o Facebook ainda é uma ferramenta recente no cotidiano do povo brasileiro. Há sete anos não eram muitas as pessoas que o utilizavam. O Boom do Facebook no território nacional ocorreu ali em meados de 2010, no momento em que o Twitter caia e deixava de ser o sucessor natural do Orkut.

Sim, porque é o Orkut que está cravado na memória do cidadão brasileiro. É ele que faz parte da nossa história, associado ao nosso DNA. É impossível contar a história do Brasil sem dedicar um capítulo especial para este rede social de nome excêntrico, fundo roxo e piadas nonsense relacionadas a rosquinhas.

No seu auge, algo ali entre 2004 e 2007, o Orkut foi responsável por agrupar uma enorme produção literária. Vamos comparar: no Facebook você escreve para todas as pessoas do mundo que sejam autorizadas por você, em sua própria linha do tempo. Vez por outra faz um post em um grupo ou na página de outra pessoa.

No Orkut não era assim. No Orkut você postava na página das pessoas, nas páginas da comunidade. Você se inscrevia em comunidades, escrevia depoimentos. Mantinha uma intensa atividade intelectual diária em diversos cantos daquele pequeno mundo que apesar da insistência de algumas pessoas jamais chegou a ser cor-de-rosa.

Caso o Orkut ainda existisse, ele teria muitas memórias para resguardar. Ele teria muitos avisos e notificações sobre o que você fez nesta data em 2007. O resultado seria obviamente terrível.
Imagine como os 27 de dezembros do Rafa seriam terríveis

Você poderia hoje receber um aviso que no dia 11 de novembro de 2006 você entrou na página “eu me masturbo com as duas mãos”. Que em 2005 você deixou um depoimento apaixonado para uma pessoa que mais tarde você descobriu que era uma enganadora e provável homicida dolosa. Neste mesmo dia em 2004 você pode ter deixado um scrap/cantada para uma pessoa que jamais te respondeu e sua mente será invadida por lembranças terríveis.

Em quantos 11 de novembros passados você não constrangeu sua existência com alguma atuação terrível? Em quantas discussões inúteis você não se meteu sem saber as razões específicas? Quantas ameaças de morte e crimes contra a língua portuguesa? O Orkut sabe o que você fez no verão passado e esse passado te condena. Não deixe seu passado vir a tona.

Nenhum comentário :