9 Posts de Aniversários

21 de junho. Data cabalística que marca o aniversário do CH3. Sim, nós estamos fazendo nove anos e aceitamos todas as congratulações pelo feito heroico e histórico. Hora de relembrar como foram os outros posts de aniversário do blog, essa tarefa sempre árdua.

É isso mesmo, o CH3 agora é a pátria da auto-homenagem, do marketing pessoal coletivo e até mesmo da auto-felação** diriam os críticos. Mas o que podemos fazer se uma série de coincidências do destino nos levou a ter tantas comemorações em tempo recorde. Para completar nossa felicidade, Gisele Bundchen deverá declarar em breve que é nossa fã.

O primeiro aniversário do blog foi comemorado com uma arrogância ímpar, relembrando todos os feitos dos nossos doze primeiros meses. Revelávamos a origem do nome CH3 (até hoje uma pequena parte da humanidade não sabe o significado do CH3, enquanto a maior parte pouco se importa com isso) e anunciávamos uma viagem de nossos representantes ao Maracanã.


Aconteceu. CH3 completa hoje 2 anos de existência. Se nós imaginávamos que um dia chegaríamos a completar dois anos? Não sabemos. Talvez o Pai Jorginho de Ogum soubesse, mas ele tirou uns dias de folga em Paranatinga, e nós não tivemos oportunidade de perguntar para ele.

Se houve um momento em que nós acreditávamos que poderíamos enriquecer com um blog na internet foi nessa época. Éramos uma equipe e postávamos com frequência, conseguíamos alguns comentários, as visitas aumentavam e enfim, o Kibe Loco que se cuidasse. O post foi publicado durante a primeira Semana CH3 da história e no geral nos fazíamos exatamente o que fizemos no primeiro aniversário: lembrar o que fizemos ao longo daquele ano. De bônus um Top 10 com os piores posts do blog até então. Acho que não conseguimos fazer nada pior mesmo.


3 3 Anos de CH3
No dia em que o Tackleberry criou o CH3, eu não tinha a menor idéia do que fazer com isso. Aliás, ninguém sabia direito o que devia ser feito com um blog. Acho que pretendíamos postar as piadas e besteiras que pensávamos no cotidiano. Os pictogramas personalizados para o tira-teima da globo, a sátira sobre as análises táticas, os Chimbinhas Facts, o Zequias World Cup.

Aqui a coisa começa a ficar difícil. No dia anterior Tackleberry fez seu último post por essas bandas e o post do terceiro aniversário do blog foi um retrospectiva geral do que fizemos até então. Resolvi assumir um ar de que estava impressionado com esse aniversário e creio que de fato eu estava. Eu sempre fico.

4 CH3 é 4
Parece até que foi ontem o dia em que Tackleberry, por MSN, avisou que havia criado um blog. Que ele ia ver com a Laís como fazia para adicionar outros membros. Eram tempos parecidos com os de hoje, estávamos no meio de uma Copa do Mundo. Tempos de campanha eleitoral e o noticiário é sempre parecido. Eram tempos diferentes também, era uma época em que o Twitter não existia. Muitas pessoas não devem se lembrar dessa época.

No nosso quarto aniversário outra lembrança sobre o dia em que Tackleberry criou o blog e mais lembranças nostálgicas sobre o mundo. No dia seguinte Vinícius Gressana se despediria do blog para sempre e o texto é quase um desabafo sobre as dificuldades de manter o blog vivo e já demonstrava ali que sabíamos que o sucesso jamais viria. 2010 não foi um ano fácil, pelo menos para mim. Mal sabia eu que eu não havia chegado até a metade do caminho.

5 5 Anos de CH3
Poderia aqui descrever o dia. Citar os horários. Falar que exatamente às 19h35m do dia 21/06/2006 nosso primeiro post foi ao ar. Sim, você pode ver a postagem e argumentar que não era esse o horário. Mas eu te digo que era sim, porque na época nós usávamos o horário de Brasília. Não por outro motivo que não fosse o desconhecimento. Poderia citar o primeiro comentário, feito pela Laís as 11h42m do dia seguinte. E poderia perguntar: porque você matou aula nesse dia Laís? Ah, deve ser porque era aula de português e elas sempre acabavam cedo - quando aconteciam.

Percebam que eu já havia esgotado minhas possibilidades de posts de aniversários. É algo frequente na carreira de jornalista quando você tem que, por exemplo, cobrir uma série de eventos iguais em cidades diferentes. O desafio é aceitar que você já escreveu esse texto, mas que os leitores não o leram. Algo mais difícil de se fazer em um blog. Solitário, desabafo sobre o milagre de que assuntos continuem existindo e digo que esse foi o momento em que o blog esteve mais próximo de seu fim. No final, um convite para comer pizza em comemoração ao aniversário do CH3. Apenas eu e Vinícius fomos.

Uma breve consulta na Wikipedia, fonte universal e inequívoca de conhecimento, revela que o dia 21 de junho é um dia historicamente movimentado. Não apenas pelo nascimento do CH3. Claro que nós consideramos que este é o mais importante evento, tanto que iremos trabalhar para que o Congresso transforme esta data em feriado nacional. Não por outro motivo que não seja o de que nós gostamos de feriados. Aliás, ninguém pode se opor a criação de um  feriado. Jamais. Seria um belo presente neste dia em que completamos seis anos.

Aproveitei o sexto post de aniversário para citar os outros acontecimentos do dia 21 de junho e tenho dizer que estou orgulhoso disso agora. Foi uma bela escapatória para o texto maçante. Talvez seja o único post de aniversário atemporal. Termina com um agradecimento aqueles que não nos abandonaram até então e seguem sem nos abandonar até hoje: os servidores do blogger.

Pesquisando em textos anteriores, percebi que eu já havia me utilizado de todas as maneiras possíveis para começar um texto comemorativo, inclusive esta. Por isso, desta vez resolvi fazer algo diferente. Confiram agora os 7 anos do CH3.

Percebo agora que a ideia desse post já foi utilizada há dois anos atrás, mas que está tarde demais para eu desistir. Bem, na verdade, nem tanto assim. Ali eu analisava os anos como um todo e não os posts de aniversário.


Quem seria capaz de dizer, lá em 2006 quando esse blog foi criado, que oito anos depois ainda estaríamos aqui? Com três post semanais, abordando assuntos variados das mais diversas formas? Acredito que ninguém apostaria nisso, mas isso não significa muita coisa. Duvido que, quando o primeiro ser humano levantou e começou a andar, alguém apostaria que aquilo iria longe. Devem ter dito que seria uma perda de tempo.

Perceberam que esse post é uma adaptação de posts anteriores? Perceberam o inferno? Uma constatação: a crise era braba, esse foi o primeiro post de aniversário do CH3 em que ninguém se dignou a nos parabenizar. Forever alone.

21 de junho. Data cabalística que marca o aniversário do CH3. Sim, nós estamos fazendo nove anos e aceitamos todas as congratulações pelo feito heroico e histórico. Hora de relembrar como foram os outros posts de aniversário do blog, essa tarefa sempre árdua.

Se vocês não perceberam é exatamente deste post que eu estou falando. Nove anos. Muitas histórias, muitos textos, muitas tretas, muitas coisa ruim, alguma coisa boa, algumas amizades, alguns elogios, pessoas que vieram, viram e desapareceram para todo o sempre. Valeu mundo.

Comentários

Luan disse…
Parabéns pelos 9 anos, devo acompanhar a uns 2, mas esse blog influenciou bastante minha vida desde q o conheci.
Edinho Cidral disse…
Feliz Aniversário! Acompanho à alguns meses essa bagaça que checo todo dia (apesar de ser uma decisão meio idiota, já que nem tem post todo dia). Enfim, esta merda é excelente.