segunda-feira, 13 de abril de 2015

Canções infantis trágicas

Músicas infantis geralmente são animadas, trazem alguma mensagem positiva e alegre para divertir as crianças. Bem, nem sempre. Algumas canções infantis são bem trágicas. Vocês já pararam pra pensar em “O Cravo e a Rosa”?

O cravo brigou com a rosa
Debaixo de uma sacada
O cravo saiu ferido
E a rosa despedaçada

Que clima down, não é? Uma briga conjugal de graves proporções. Temos “Escravos de Jó” – uma música que fala sobre escravidão, um tema denso e aquela “Marcha Soldado”?

Marcha Soldado
Cabeça de Papel
Se não marchar direito
Vai preso no quartel
O quartel pegou fogo
A polícia deu sinal

O cidadão vai, obviamente, morrer queimado no quartel. Sem contar que o soldado deve ter sido torturado e humilhado pelo seu erro. E a música da canoa que virou?

A Canoa virou
Quem deixou ela virar?
Foi por causa da Maria
Que não soube remar
Se eu fosse um peixinho
E soubesse nadar
Eu tirava a Maria
Do Fundo do Mar

Percebam que a Maria morreu gente. Não soube remar, a canoa virou e ela parou no fundo do mar. Que triste.

Outras músicas infantis são mais alegres. Mas, me baseando no clima dessas primeiras citadas, criei algumas adaptações que servem para mostrar para as crianças que o mundo é triste e cruel e não há espaço para a felicidade. Cantem junto.

Começamos com esse clássico da Xuxa, estragando o seu final feliz.

Cinco patinhos foram passear
Além da montanha, para brincar
A mamãe fez quá quá quá
Mas, nenhum patinho voltou de lá
A mamãe subiu as montanhas para procurar
E encontrou os patinhos mortos por lá
A mamãe chorou quá quá quá
E foi denunciada no conselho tutelar

Triste não?

A dona aranha subiu pela parede
Veio a chuva forte e a matou
Já passou a chuva e o sol já vai saindo
E seu corpo já se decompõe

O recado é: crianças, não lutem contra a natureza.

Um, dois, três indiozinhos
Quatro cinco, seis indiozinhos
Sete oito nove indiozinhos
Dez na pequena cova
Vinham vindo estrada adentro
Quando um fazendeiro se aproximou
E os indiozinhos ele matou

Precisamos deixar de lado a visão romântica dos índios e lembrar que eles se envolvem em constantes conflitos rurais.

O Velho McDonald tinha uma fazenda
Ia ia ô
Nessa fazenda tinha gasolina
Ia ia ô
Era fósforo riscado pra lá
Era explosão para cá
Era gente pegando fogo pra todo lado
Ia Ia ô

Pobre seu Lobato. Para terminar, uma música divertida e que convoca todos para cantar.

Um elefante incomoda muita gente
Dois elefantes matam, eles matam muito mais
Dois elefantes matam muita gente
Três elefantes já fazem, já fazem, já fazem, um estrago do caralho
Três elefantes fazem um estrago do caralho
Quatro elefantes eles podem, eles podem, eles podem, eles podem te destroçar
Quatro elefantes destroçam muita gente
Cinco elefantes você precisa, você precisa, você precisa, você precisa, você precisa se armar
Para matá-los com tiros de fuzil
E o seu marfim revender no mercado negro

Um comentário :

Gressana disse...

Hahahahahahahahahahahahahahahah!!!
Essa dos elefantes, sempre tive vontade de fazer isso e legalizar a venda de marfim.
E a dos patinhos... é uma das músicas infantis mais macabras já criadas.