quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

Sorte e Azar em dobro

Um jovem de 17 anos e morador do interior de São Paulo é provavelmente o grande personagem deste ano. Por mais que o ano ainda esteja tecnicamente em seu começo que muita coisa ainda possa acontecer pela frente, dificilmente alguém irá repetir sua façanha. No período de uma semana, este cidadão foi atingido por dois raios. E sobreviveu. Dois Raios. Uma Semana. Sobreviveu.
Jovem é atingido por dois raios ao mesmo tempo. Seu nome é Vinícius Gressana

A história deste highlander brasileiro já suficientemente interessante. Mas, é possível pensar em uma série de desdobramentos que a torna ainda mais fascinante. Paulo Pereira, que é como ele se chama, reúne um caso incrível de sorte e azar em dobro.

A chance de qualquer cidadão brasileiro ser atingido por um raio é relativamente baixa, de uma em um milhão. Não sei se isso significa que a cada um milhão de pessoas, uma será atingida por um raio, ou se a cada um milhão de raios, um irá atingir uma pessoa. Uma chance baixa, mas bem superior a possibilidade de ganhar na Mega Sena, que é de uma em 50 milhões. Pensando assim, diria até que é grande a chance de você ser atingido por um raio. Diria até que é uma certeza que isso vá acontecer com você um dia.

Mas, as chances são baixas. Pense que você não deve conhecer ninguém que sobreviveu a um raio, muito provavelmente porque ele morreu. E aí é que está: mais difícil do que ser atingido por um raio, é sobreviver a descarga elétrica provocada por ele. Um choque tão forte que pode fritar todos os seus órgãos internos, tostar sua pele, acelerar seu coração até que ele exploda, provocando hemorragias e uma morte horrível.

Isso é o que torna a história de Paulo Pereira sensacional. Ser atingido por um raio é um azar tremendo. Sobreviver ao raio pode ser considerado uma sorte. Ser atingido por dois raios no período de uma semana é um azar improvável, mas sobreviver aos dois pode ser considerado um milagre.

Paulo habita uma zona cinzenta do espectro humano. Não é possível olhar para ele e garantir que ali esta um sortudo ou que ali está um azarado. Ele é os dois ao mesmo tempo. Um cara capaz de perder o bilhete premiado da Mega Sena por duas vezes. Um cara que você não sabe se é bom ou ruim andar do lado dele. O cara do ano.

Um comentário :

Gressana disse...

Paulo Pereira na verdade é um inimigo do Thor. Isso explicaria os raios e o fato de ter sobrevivido.