quarta-feira, 12 de novembro de 2014

Revolução Nudista, parte 2

O telefone apitou mostrando que uma mensagem havia chegado. Olhei e uma fonte me confidenciou “vai por mim, isso tudo está sendo arquitetado a anos e a sede fica em Porto Alegre e filiais em Pelotas”. Minha fonte se referia a onda nudista que tem assolado o país.

Dias atrás pensava em você o CH3 publicou um texto alertando para o silencioso movimento nudista que provavelmente visava um golpe de Estado. Alerta que passou em branco em todos os veículos de comunicação. Desde então, mais duas mulheres andaram nuas em Porto Alegre e um homem nu danificou automóveis no interior de Santa Catarina.
Descendo o morro da vó Salvelina

Os sites ainda tratam isso como uma curiosidade, lembrando apenas dos casos em Porto Alegre. Não percebem que festas nudistas estão sendo organizadas no Rio de Janeiro, que passeatas nudistas são arquitetadas em todo o país. Que os sem roupa estão colocando a cabeça para fora, literalmente.

A revolução nudista começou a ser arquitetada em 2006, depois de uma confusa história que envolvia um parque de diversões. Os golpistas escolheram Porto Alegre como cidade sede por razões geográficas estratégicas. Localizada ao sul do país, a capital gaúcha tem grande população que pode ser mobilizada, mas as ações chamam menos a atenção do que outras cidades centrais. Além disso, os gaúchos são adeptos de revoluções, nutrem um sentimento separatista. Ainda haveria sempre a possibilidade de escapar para o liberal Uruguai, caso as intenções fossem descobertas.

Hoje a organização conta com membros em 27 estados e organiza aparições nudistas temporárias, para manter a causa em evidência. Com a proximidade das eleições e o clima de insatisfação geral, os Nudistas intensificaram as ações. Eles também buscam maneiras de participar mais ativamente da política, investindo na criação de um novo partido liberal.

“A ideia é buscar alternativas. Podemos chegar lá pela via democrática, mas não descartamos o uso da força. Os nudistas estão crescendo e ninguém vai nos segurar”, afirmou um dos altos dirigentes da agremiação, que afirma que ninguém luta com nudistas “por medo de esfregar no nosso pinto”.

Depois de concentrar esforços na sua sede em Porto Alegre, os Nudistas agora devem reforçar as ações em outros estados. Os sem roupa também devem aparecer executando outras ações, além de correr em vias públicas. Visitas em supermercados devem ser programadas e, dependendo do número de adeptos, rolezinhos nudistas podem ser a moda do próximo verão.

Perguntado sobre o que fará quando assumir o poder, o dirigente nudista afirma que vai tornar facultativo o uso de roupas em qualquer lugar do país. “Irei despachar do Palácio do Planalto sem roupa”. O Nudismo também estará na grade de todos os colégios brasileiros substituindo o Ensino Religioso. “Falam que vamos instalar uma ditadura, mas isso não é verdade. Não há como abrigar que pessoas andem peladas aqui em Porto Alegre no inverno. Também ia desaquecer a economia e causar muito transtorno nas partidas de futebol. Como saber que time é cada qual?”, questionou.

A verdade é apenas uma: a revolução nudista está apenas começando, não sabe quando vai acabar, mas sabe onde vai acabar.

Nenhum comentário :