Como escolher o seu candidato

Pois é, caros CHnautas. As eleições estão chegando. Estamos a pouco mais de dois meses dessa data. A festa da democracia! A escolha do futuro do seu país! Uma pinóia. A eleição é a coisa mais maçante a qual somos submetidos a cada dois anos. Logo começará a interminável campanha eleitoral com os seus gastos babilônicos de dinheiro. Candidatos desfilarão o seu discurso enfadonho por debates maçantes. As propostas são sempre iguais.

Neste cenário, é normal que você tenha dúvidas. Por isso e para isso, apresentamos as 5 melhores maneiras de escolher o seu candidato.

1) Vá na escolha do Polvo (Salvo, amado mestre)¹: É batata. Coloque uma foto dos candidatos dentro do aquário do Sea Life e veja a escolha de Paul. A decisão mais segura é colocar nosso país nas mãos, ou, nos tentáculos de um molusco. Pessoas poderiam criticar sua escolha alegando um possível corporativismo, ou uma possível rixa molusca. Mas Paul já fez escolhas que foram contra o seu país natal e contra o seu país atual, mas que logo se mostraram certeiras. Uma escolha isenta. Infelizmente, dizem que ele se aposentou e em todo caso nos temos Pai Jorginho de Ogum.

2) Farmville: Ou mesmo a Colheita Feliz. Todos os candidatos deveriam administrar sua pequena fazenda virtual. Veríamos aquele que melhor consegue aumentar a sua produção de tomates. Os que conseguem incrementar sua fazenda. Aqueles que roubam beterrabas da horta vizinha. A fazendinha é uma pequena representação da vida, afinal. E seu resultado poderá ser acompanhado por todos, em tempo real.

3) Bolão: Os candidatos deveriam participar de algum bolão de futebol. O que conseguisse somar mais pontos mostraria que entende de futebol, e entendendo o futebol, entende os problemas e anseios da nação. E assim, seria o candidato mais preparado.

4) Soletrando: Para ser sincero, não teria a menor função na escolha de um candidato. Tal qual o programa não serve para nada. Mas seria divertido. Poderíamos chamar os candidatos de burro, quando eles soletrassem Papibaquígrafo de maneira incorreta. Ficaríamos admirados quando eles acertasses Recôndito. Participação no Show do Milhão também seria interessante. “Não voto nesse cara, ele não sabe qual é a capital da Estônia!”.

5) Saber se eles lêem o CH3: É lógico. Entre nossas 4 mil visitas mensais, há de existir algum político. Uma a cada 50mil pessoas no Brasil lê o CH3. Em Cuiabá essa proporção é de uma em mil. Temos alguma proporção parecida entre os políticos, acredito eu. Aquele que ler o CH3, sem dúvida será o mais bem informado, o mais divertido, enfim, o cara certo para levar nosso país por rumos certos. Um candidato de mão forte o suficiente para abrir um lata de óleo para besuntação.

E, concluindo. Se você for para a festa da democracia, leve camisinha.

¹ Como vocês sabem, o CH3 é favorável de que se utilize Polvo com P maiúsculo, quando alguma referência a Paul for feita. A partir de agora, nós também somos favoráveis a uma louvação especial, sempre que o seu nome for pronunciado. Tal louvação deverá ser acompanhada de movimentos rítmicos sincronizados que denotem toda a felicidade do momento.

Comentários

Adérito Schneider disse…
Por que não colocar os candidatos num reality show em que eles tivessem que controlar distribuição de pouca comida, água e espaços para dormir? Depois poderíamos levar à sério aquela história de paredão...
em teste disse…
Eu ia falar a mesma coisa. Tipo câmeras escondidas pra saber como eles tratam o garçom e se fazem barulho depois das 10 da noite. Porque pra mim ver como a pessoa trata o garçom é essencial na vida. E achei a idéia do colheita feliz, bem digna tb.
J. Tomaz disse…
Adorei as sugestoes!