Por onde andam: os ganhadores do BBB

Este foi o post mais difícil da história do CH3. Só o trabalho de lembrar o nome dos ganhadores do Big Brother já é demasiadamente complicado. Saber o que eles estão fazendo da vida é ainda mais complicado. E desinteressante. Ou talvez interessante, dependendo das suas áreas de interesse.

Kléber Bambam – O homem que emocionou o Brasil ao ter uma crise de choro por conta de uma boneca feita com uma vassoura. Ao sair do programa ele virou coadjuvante do programa da turma do Didi. Como miséria pouca não é bobagem ele virou garoto propaganda do Guaraná Dolly. Recentemente se separou da boneca Maria Eugênia e passou a viver foragido. E procurado pela Interpol, acusado de terrorismo e de ser co-autor do crime da propaganda do Dollynho. Foi visto recentemente em uma boate de Ibiza.

Rodrigo Caubói – O homem que emocionou o Brasil por usar chapéu de caubói. Ao sair do programa virou empreendedor e perdeu todo o seu dinheiro. Atualmente participa de filmes pornôs e é microempresário do ramo agropecuário. Já foi preso por estelionato.

Dhomini – O homem que emocionou o Brasil por pegar a Sabrina Sato. Fundou o “Fundo de Amparo as Celebridades com Nome Escroto” (FACNE), da qual ele logo foi excluído por não ser uma celebridade. Amargurado e abandonado por Sabrina, seguiu o caminho que um goiano segue: fundou uma dupla sertaneja. Ainda hoje ele é um corno profissional.

Cida – O homem que... digo, a mulher que emocionou o Brasil porque o Brasil se emociona com qualquer coisa. Depois de sair do programa levou a vida sendo espancada pelo marido. Cogitou-se mudar o nome da Lei Maria da Penha para “Lei Cida do BBB”. Separou-se do marido, engravidou dele e voltou a se casar. Enquanto você lê esse post, ela pode estar apanhando.

Jean Willys – O primeiro professor gay a ganhar o programa. Ao sair do programa tentou ser jornalista e escritor. Atualmente ele é professor de publicidade em uma faculdade famosa de São Paulo.

Mara – Uma verdadeira incógnita. Dizem que entrou na faculdade e viveu feliz para sempre. Ganhou recentemente o troféu de ganhadora do BBB mais insignificante da história.

Diego Alemão – O homem que emocionou o Brasil por brigar sem camisa e comer todas as mulheres da casa. Depois de sair da casa se tornou produtor e agente de celebridades. Seja lá o que alguém faz com isso. Arrumou bicos no canal Multishow, que em geral contrata qualquer global fracassado, onde cumpre o papel de entrevistador ruim.

Rafinha – Ganha a vida como vocalista de banda emo e cover do atacante Raúl do Real Madrid. Sempre que saí de casa tem que informar para a mãe o telefone do lugar para onde ele vai.

Max – Depois de sair da casa terminou de se relacionar com mulheres e se assumiu homossexual, mantendo uma sólida relação com o também ex-bbb Flávio. Foi destaque do último Gala Gay e desfilou no último carnaval, a Mangueira entrou logo atrás (há!).

E o futuro?

Pai Jorginho de Ogum nos informou que o campeão da atual edição do BBB será atropelado assim que sair da casa. Ano que vem ele será o ex-bbb mais fácil de se lembrar aonde está. Dentro de um caixão e enterrado a sete palmos.

Comentários

Valdeck disse…
Jean Wyllys: Feliz Aniversário

Por: Valdeck Almeida de Jesus

O jornalista e escritor Jean Wyllys completa 36 anos de idade no dia 10 de março. Ele tem muito a comemorar. Desde 2005 alçou grandes vôos na sua carreira de escritor, professor e jornalista e virou o novo namoradinho do Brasil. Jean mudou-se para o Rio de Janeiro, onde passou a trabalhar em programas de rádio e TV, além de escrever para revistas, e continuar um projeto de um documentário sobre transformistas.
Fontes:
http://www.galinhapulando.com/visualizar.php?idt=2101174