Como fazer do planeta, um lugar mais sustentável?

Sustentabilidade. Afinal, o que significa essa palavra? De acordo com a Wikipédia, ela é um conceito sistêmico, relacionado com a continuidade dos aspectos econômicos, sociais, culturais e ambientais da sociedade humana.

No nosso mundo atual, pressionado por seu eminente fim, sustentabilidade virou uma questão de honra. Você anda na rua e é cobrado a ser sustentável. Pessoas com garrafas de água chegam a apanhar na rua. Todo mundo fala dela, inclusive o CH3.

Nesse caso, é bom alertar os nossos leitores que, apesar de já termos falado sobre o fim do mundo recentemente, nós não estamos nos transformando em blogueiros naturebas, vegetarianos ou Hare Krishnas. Não tomamos chá de ayahuasca também.

A seguir, você poderá conferir algumas dicas sobre como levar uma vida mais sustentável.

Uso de água
Toda a água potável do planeta deve terminar nos próximos 20 anos. É o que os especialistas falam há mais de 30 anos. Se a água do planeta terminar, não vai ser legal. Mas você pode evitar isso.

Escovar os dentes consome cerca de 8 litros de água. Você pode evitar esse desperdício tomando a decisão de não mais escovar os dentes. Parar de tomar banho também economiza outros tantos litros. Fazer xixi no banho? Que nada. A maneira mais sustentável de fazer as suas necessidades é em meio da natureza. Inclusive o número 2.

Você também pode tomar a decisão de parar de lavar as suas roupas. Quando elas apodrecerem, não se preocupe. Uma calça jeans consome cerca de mil litros de água para ser fabricada. Fora o carbono que ela libera na atmosfera com o seu transporte. Quando suas roupas acabarem passe a andar nu.

Boa parte da energia elétrica consumida hoje no planeta vem de usinas termoelétricas que queimam carvão e poluem o meio-ambiente. E até mesmo as usinas hidroelétricas trazem danos aos rios e produzem toneladas de pequenas plantas aquáticas, que apodrecem e poluem os rios. É simples acabar com isso. Apague as luzes da sua casa. Mas apague em definitivo. Corte os fios. E nem pense em acender tochas de fogo. Já imaginou na fumaça que isso vai fazer?

Também é hora de abandonar os carros e passar a se locomover a pé. Deixe de lado todo e qualquer objetivo fabricado a base de petróleo. Chega de construir casas, que gastam tijolos e diminuem a quantidade de árvores no ambiente. É hora de procurar abrigos que a própria natureza proporciona.

Boa parte do metano liberado no planeta e proveniente dos arrotos bovinos. Vamos matar as vacas! Matemos todas e não deixemo-las se reproduzirem. Estoquemos a carne proveniente da matança com sal, para que fiquem conservadas.

Também é hora de acabar com as plantações! Chega de desmatar longas áreas pra produzir comida. Devemos viver de hoje em diante a base da coleta de frutos que a natureza proporciona. E também da caça. Mas devemos caçar animais apenas com pedaços de galho caídos de árvores, para preservar ao máximo a natureza.

Abaixo temos uma foto ilustração, de como essa sociedade evoluída, que preserva a natureza, poderia ser.

E é claro. Pode acontecer que um dia as futuras gerações abdiquem dessa vida e rejeitem as nobres atitudes que nós tomamos para salvar o planeta. Pode ser que elas reativem os registros de água, liguem os interruptores e dêem partida nos automóveis. Para evitar isso, devemos agora, aproveitar os últimos dias da energia elétrica e nos submetermos a castrações coletivas. É claro que você pode escolher ser castrado depois, mas é capaz de que doa mais.

E assim sendo, creio eu que o mundo possa sobreviver por toda a eternidade.

Comentários

Gressana disse…
Sustentabilidade hardcore!
Dimius disse…
Não gostei...