Coisas que eu não consigo entender

Vale ressaltar que esse post não tem nenhuma ligação com a música do Jota Quest.

Sem dúvida existem coisas que você não entende. Não falo de entender o funcionamento do sistema digestivo de um babuíno, ou do processo de montagem de um grampeador. E sim aquelas coisas que você vê vez por outra. Que de vez em quando aparece na sua vida e você diz “não entendo isso”.

Eu, por exemplo, não entendo o jogo de baseball. De vez em quando passa na TV sobre um jogo de beisebol. São várias entradas. Um cara joga a bola. Outro rebate. E um outro fica agachado com uma roupa ridícula. Se o cara consegue rebater, todos começam a correr de um lado para o outro de maneira louca. Agora, como se pontua... não sei. Além disso o jogo tem umas estatísticas bizarras, que são impossíveis de entender. “Ele é o cara que mais vezes fechou jogos na história” “mais rebatidas nesse campo” e etc.

Nos tempos de colégio, eu nunca entendi direito trigonometria. Sério, até hoje eu não entendo. E não sei qual é a importância de crianças da oitava série saberem isso! Porque alguém com 14 anos precisa saber fazer esses cálculos? Isso era pra ser coisa de engenheiro!

Eu também não entendo... a existência dos pepinos do mar! Os bichos parecem uns cagalhões bizarros. Não é possível que no meu mundo essas aberrações existam. E digo o mesmo sobre os peixes abissais, as estrelas do mar e outros bichos escrotos.

Eu também não entendo as pizzas de estrogonofe. Oras, se você quiser comer estrogonofe que vá comer estrogonofe. É o mesmo que pedir uma pizza de feijoada, uma pizza de picanha ou uma pizza de macarrão.

Assim como eu não entendo o rodízio de sopas. Sim, isso existe nos lugares mais frios. Quem é que sai de casa pra tomar sopa? Sopa só se toma em casa ou quando se está doente. Agora... sair de casa pra tomar vários tipos de sopa? Sopa é tudo igual.

Eu não entendo, e nem sequer consigo imaginar, o momento em que um pai resolver chamar o filho de Keirrison, Wonarllevyston, Óleude, Adalgamir.

Eu não entendo como é que o Eduardo Costa é titular no time do São Paulo.

Não sei por que é que o feijão nunca esquenta o suficiente no micro-ondas.

E porque é que as pessoas vão ao rodízio de pizza e tomam refrigerante light? Vão na churrascaria e tomam suco com adoçante.

Eu não entendo o cravo no beijinho! Pra que dar o trabalho de ter que tirar ele! E ele deixa seu gosto impregnado no doce.

Sim, eu também não entendo outras coisas. Mas eu não me lembro de todas elas. Agora, digam. O que vocês também não entendem? Ou por um acaso vocês entendem alguns desses itens que eu não entendo?

Comentários

em teste disse…
Eu tomo refrigerante light no rodízio. Aprendi com Ana L.

Bom, eu não entendo a implicância do jornalismo com palavras que você tenha que olhar no dicionário, não entendo a música "vai buscar Dalila" da Ivete, não entendo muito bem qual é a função do maestro se todos já têm a sua partitura e sabem quando vão tocar e nunca entendi porque as miss mais bonitas nunca ganham.

Andreza
Maíra Matos disse…
Eu ja vi pizza de cachorro quente.. é, com salsicha, queijo e batata palha...
Eu não entendo como é que tem gente que toma Guaraná Jesus.
Gressana disse…
Eu não entendo como a Marvel insiste em contratar o Jeph Loeb pra escrever histórias.

Eu não entendo como as pessoas podem gostar de frango teriyaki.
Mariana. disse…
eu não entendo porque um novo genero musical (gospel + forro + pagode ou rock) anda fazendo sucesso.

Também não entendo o motivo da existencia das baratas no mundo. Ok, elas tem uma função ecologica (sem elas, uma camada de gordura e sujeira de um metro e meio de altura faria parte da superfície, dizem), mas podiam ser bichos menos nojentos.

Não entendo porque algumas pessoas saem com bobes na cabeça.