Domingo

Domingo é o dia da semana que você pode dormir até o meio dia sem se sentir culpado.
É dia de fazer churrasco. Se você mora no interior, é dia de ir no clube e depois na sorveteria perto da praça. Mesmo assim, como todos sabem, domingo é um saco. Por dois motivos principais.

Primeiro, porque sua cabeça sabe que é o último dia antes da sua rotina recomeçar. É o dia que acaba a farra e sua vida monótona reinicia. Essa sensação aparece desde que você é criança, quando você volta da sorveteria cabisbaixo, porque no dia seguinte vai ter que ir pra escola, aguentar os professores, ir nas aulas de inglês, fazer educação física e tarefa todo dia.
Quando se é universitário você procura disfarçar essa sensação com festas e bebedeiras, mas isso pode ser pior, porque a ressaca da segunda-feira pode ser mortal. Quando se está trabalhando, é como se você fosse criança. Acabou a farra, e a semana vai recomeçar com chefe, trabalho atrasado, horário de almoço enforcado, contas, etc.
Enfim, aproveitar o domingo é quase como aproveitar a última refeição antes de ir pra cadeira elétrica.

O segundo motivo para os domingos serem uma bosta: A programação da tv.
Começa com o Auto Esporte, vai para o Esporte Espetacular... Até aí tudo bem. Mas não esqueça, você só acorda perto do meio dia. Quando você acorda está passando a Turma do Didi. Um dos programas mais sofríveis da tv brasileira, ficando atrás apenas do Zorra Total. Aliás, não há um consenso sobre os dois estarem no mesmo patamar ou não.

Sem falar nos programas da tarde. Gugu e Faustão são os maiores representantes do espírito de domingo. Isso atualmente, pois sim, houve uma época em que valia a pena ver alguns minutos do Domingo Legal e do Domingão do Faustão. Quem não se lembra com uma certa dor no coração das Olimpíadas do Faustão? Era um deleite ver aqueles fracassados em trajes cômicos gritando seus codinomes escrotos, antes de serem massacrados por bolas gigantes, caírem em uma piscina, bombardeados pelo Renatão ou agarrados por um anão fantasiado. Você torcia para que eles não conseguissem vencer a prova. Assim o domingo não era uma agonia no fim das contas.
O que temos hoje? Dança dos Famosos? Se Vira nos 30? Pra onde foi a Banheira do Gugu? Francamente...

E os fins de noite então? Você já está no final do corredor da morte. Liga a tv, tenta aproveitar um pouco o Fantástico. Mas só de ouvir a música dos créditos finais, sua espinha gela. Eles bem que podiam terminar o programa de forma mais animada. Como o Topa Tudo por Dinheiro. Você terminava o domingo com um sorrisão na cara. Vendo aquelas câmeras escondidas repetidas e rindo em todas as vezes. E o melhor, vendo aquelas senhoras sorridentes pagarem o maior bafão do mundo no palco. Tempos áureos. Infelizmente se foram.

Como não há outra opção, contentemo-nos com os domingos como eles são. Se você gosta de futebol, ao menos pode aproveitar o jogo do seu timão do coração na tv. Não se deixe abater se ele perder, nem por goleada.
Tenha uma feliz segunda-feira.

Comentários

Emily Carvalho disse…
o esquema do carro de som é bom! principalmente se for em um domingo como esses!!
ahahaha
Guilherme disse…
domingos são uma merda. Antigamente ainda tinha Olímpiadas do Faustão e Topa Tudo por dinheiro.

Hoje em dia... pizza dos famosos... sei lá mais o que. Se não fosse os jogos de futebol, o domingo podia desaparecer.
Thiago Borges disse…
mas há salvação nos domingos de formula 1 e de futebol, infelizmente não são todos...

mas os tempos da banheira do gugu, pegadinhas e olimpíadas...a gente era feliz e não sabia