Seu primeiro veículo

Muito antes de você sonhar que um dia poderia ter um carro próprio, você já dirigia isto:
Um triciclo, ou motoca, como chamam alguns. E não negue, você achava muito foda. Até que um belo dia (provavelmente numa manhã de natal) você vai até a sala e a vê: Uma bicicleta. Novinha, brilhando, com aqueles adesivos incríveis. É uma emoção sem tamanho. Sério mesmo, você fica mais emocionado quando ganha sua primeira bicicleta do que com seu primeiro carro.
Obviamente sua primeira bicicleta é pequena e tem rodinhas. Mas você não liga pra isso e já monta e sai pedalando por aí que nem um bobo alegre que você é.

Com o tempo, seu pai diz que está na hora de tirar as rodinhas. Você resiste. Ele então tira apenas uma, para você ir gradativamente se acostumando com a idéia. Então, pouco tempo depois, seu pai tira a outra rodinha. Você fica tenso. Está prestes a andar de bicicleta sem rodinhas pela primeira vez, na frente de seus pais. Alguém dá o empurrão inicial... e solta. Você começa a pedalar, livre, equilibrando-se em apenas duas rodas pela primeira vez. Você fica emocionado. Começa a gritar: "Olha pai! Olha mãe! Eu tô andando sem rodin..." e cai de cara no chão. Você chora igual um bebê. Sente que fracassou perante sua família. Eles, compreensivos, incentivam você a continuar tentando. E você faz o possível para deixá-los orgulhosos.

Com o tempo, você eventualmente acaba conseguindo. Depois de alguns anos com a bicicleta minúscula, você então ganha uma tamanho médio. Ainda simples, mas dessa vez com uma cara um pouco mais séria. Os tombos aqui já são menos freqüentes, embora você ainda caia quando resolve andar no meio da lama e fica atolado.


Chega então o grande momento. Você, já com uns 10, 11 anos, ganha sua primeira bicicleta grande. Você mal pode acreditar. Se sente praticamente um adulto. E ri daquele seu vizinho que ainda anda de bicicleta média. "Fracassado", você pensa. Sim, o mundo é seu agora.
Na escola, comparar bicicletas com os colegas é quase como comparar carros:

-Minha bicicleta tem 18 marchas.
-A minha tem só 16... Mas dá pra andar tranqüilo. Antes eu tinha uma de 12 e achava pouco.
-Ah... Minha bicicleta não tem marcha...
-Aveee, sério, cara? Pede pro seu pai uma de marcha, tá barato hoje, ow.
Então chega o riquinho na conversa:
-Minha bicicleta tem 24 marchas.
-Aveeeeeeeee!! - todos dizem.

Na verdade, nenhum moleque precisa de uma bicicleta de 24 marchas, comprar uma é puro exibicionismo.
Então, você continuará com sua bicicleta por um bom tempo. Vai aprender a andar sem colocar as mãos no guidão, eventualmente vai aprender a empiná-la também, numa tentativa de impressionar as garotas da sua sala (que vão te achar patético, pois elas estarão de olho nos caras mais velhos que andam de Biz).

Uma das desvantagens das bicicletas com certeza são os freios, que normalmente não são lá essas coisas. As pastilhas gastam com facilidade e às vezes não têm aderência suficiente. E bicicleta sem freio, rapaz, é um perigo. Principalmente se você pega rabeira nas scooters de seus colegas mais ricos pra voltar pra casa da escola. Quando você solta, sai numa velocidade imensa, e deve rezar pra não passar nenhum carro na sua frente.

Enfim... é uma tristeza aposentar sua bicicleta. Ela carrega todas as lembrança de uma infância feliz sobre duas rodas. Depois de uns anos você vai poder dirigir e ter um carro, eventualmente impressionar as garotas com ele, andar distâncias maiores. Mas não é a mesma coisa.
Não é a mesma coisa...

Comentários

Thiago Borges disse…
bicicleta sem freio...quente, huehuehueh
Guilherme disse…
é... essa parte da bicicleta sem freio... tem que ser meio doente.

Mas sem dúvida, andar de bicicleta é uma emoção indescrítivel. E se quando a gente cai dela era terrível, imagine o que é cair de moto.
maíra matos disse…
a primeira caloi a gente nunca esquece... a minha era rosa choque com cestinha branca! e foi a única! depois de uns anos eu troquei por um par de patins roller!
thyago disse…
AAAhh....Eu lembro como se fosse ontem, eu ganhando minha primeira motoca. era do batman...um dia eu saí, quando cheguei em casa, ela estava completamente quebrada. Um primo meu, mais velho e que não tinha uma MOTOCA, montou na minha e ela não aguentou o peso. Eu joguei um Vidro de maionese na cabeça dele.


Depois disso, o meu próximo meio de locomoção foi um patins ROller, que eu comprei com o dinheiro que tinha juntado quando cuidava de carros...ow..fiquei conhecendo cuiabá inteiro. Pegava beirão em ônibus, em caminhão, em carroça..e só depois de muito tempo fui ter minha primeira bicicleta, que eu comprei por 50 reias, de segunda mão de um grande amigo meu, viciado em cocaína...mas foi realmente emocionante.
Sayonara Diniz disse…
A minha primeira bicicleta foi a que era do meu irmão =/ ele ganhou uma maior e eu fiquei com a dele era uma caloi verde, ai com o tempo meu pai vendeu ela e eu era louca pra ganhar outra e meu pai não podeia comprar, então eu começei a juntar dinheiro pra dar a ele KKK só consegui juntar 4,00 reais ai um certo dia eu cheguei em casa e quando eu abri a porta, Bum! lá estava a minha nova bicicleta era roxa e sem rodinhas, eu montei logo nela e pedalei durante horas sem prarar...