Sua vida e a carteira de motorista

Sua vida muda quando você faz 18 anos. Com essa idade, você pode ir ao puteiro, comprar bebidas alcoólicas, entrar em sites pornográficos sem ter que mentir a idade. É obrigado a votar, e também pode ser preso. Além disso, você também pode dirigir.

Só que, todas as outras atividades são fáceis. Ser preso não é tão fácil, mas existem várias maneiras de que isso aconteça. Mas, tirar a carteira de motorista é difícil. Aliás, muito difícil. Uma verdadeira provação. Você terá que enfrentar aulas chatas, provas sinistras, e toda a máfia burocrática do DETRAN.

Sim, tudo pode ser mais fácil se você comprar sua habilitação. Mas, nós aqui no CH3, ainda, não incentivamos as contravenções desse tipo.

Para começar, você terá que ir ao DETRAN. E lá você irá pegar filas gigantes, atendentes dispostos, e irá pagar inúmeras taxas. Levará RG, CPF, certificado de bons antecedentes e oito códigos de barra de produtos Nestlé, para emitir um monte de papéis, pagar tudo aquilo, e então voltar na fila de novo para protocolar sua vida.

Depois disso é que vai começar as suas aulas e testes. Falemos das aulas, primeiro, e dos testes depois. Mesmo sem nenhuma seqüência.

Nas aulas teóricas você encontrará várias pessoas, digamos, diferentes. Você até duvida da existência delas. Sim, como eu vou dizer... Um pessoal tapado. Sim, sem preconceito. Mas vai ter um monte de gente levantando questões excêntricas. E o conteúdo das aulas também é algo sensacional.

Você aprenderá sobre como se proteger do cruel mundo das ruas nas aulas de direção defensiva. Nas aulas de primeiros socorros, você vai ver um monte de coisa que você nunca irá fazer. Furar a garganta de uma pessoa com uma caneta BIC, estancar sangramentos, fazer torniquetes com camisetas. E os professores também tem uma didática fantástica. Sabe aqueles professores que sempre ficam fazendo os alunos completarem as frases? Do tipo: “pra parar você pisa no f...” e todo mundo junto: “freio”. Então, os professores são assim. Você também vai ver vídeos fantásticos com bonecos sendo atropelados.

As aulas práticas também não são legais. Todos os instrutores de auto-escola são tarados. Você estará lá, andando a 20km/h, quase se cagando, não sabendo se olha pra frente, pro retrovisor ou pro cambio, e o seu instrutor ficará falando de todas as mulheres. Até aquelas gordas com roupas de puta. “Olha só, shhh. Com uma dessas em casa heim? Ah muleque. Vem aqui com o papai vem”.

E você irá sofrer por horas, fazendo balizas. E derrubando cones, deixando o carro morrer em situações ridículas. E há muitas chances de o seu instrutor ainda ficar falando “olha, você não vai passar desse jeito”. Como se você não soubesse disso.

Fora as aulas, temos as provas e exames.

O exame médico é bem complexo. Serve pra comprovar que você não tem alguma degeneração grave. Irão jogar luzes na sua cara e perguntar:
- Qual é a mais próxima, a da esquerda ou a da direita?
- A da esquerda.
- Tem certeza???
- Ahn, não, é a da direita.
- Certo.

Já o exame psicotécnico é ainda pior. Você vai responder um questionário perguntando se você tem tendências ao alcoolismo, tendências suicidas, ou homicidas. Depois irá fazer uma prova, onde fará vários riscos numa folha de papel. E ainda responderá um questionário de lógica. Que no começo é bem fácil, mas no final não tem lógica nenhuma. Esse exame basicamente serve pra avaliar se você não é um total retardado. Se você for apenas meio demente, irá passar.

Depois, vem a prova teórica. Essa sim. Essa sim é a coisa mais ridícula que você ira fazer em sua vida. Exemplos de questões.

1 – Seu carro está sem freios, o que você faz?
a) Chama um guincho para que o carro seja levado a oficina, e tenha o problema solucionado.
b) Sai com o carro assim mesmo, e grita com a cabeça fora do carro para avisar que está sem freio na hora de passar no sinal.
c) Vai com o carro para uma rua de colégio, onde você possa atropelar todas as crianças.
d) Utiliza o freio de mão. Como consolo sexual.

2 – Você está na estrada, e percebe que a vitima de um acidente teve uma fratura exposta. O que deve ser feito?
a) Pede para que a pessoa fique em pé, e ande em círculos imitando uma galinha para medir a gravidade da lesão.
b) Aperta o local para ver se a fratura realmente existiu.
c) Imobiliza o local com uma tala, e chama o resgate.
d) estupra a pessoa.

Você irá passar nessa prova. Aliás, é vergonhoso que você erre mais do que três questões. Desde, é claro, que essas questões sejam de sinalização.

Depois dessa só restara a prova prática. Ou, as provas práticas. Sim, porque você irá reprovar. Se você não reprovar pelo menos uma vez, é sinal de que os(as) avaliadores(as) tinham interesses sexuais por você.

Sim, porque você estará todo nervoso, suando frio, tremendo. E terá que fazer tudo sem cometer nenhum erro. Aliás, pode cometer três pontos. Mas, entre as coisas estranhas está o fato de que esquecer, ou errar uma seta, seja a punição mais grave existente. Se você subir no meio fio e atropelar um gato, perde dois pontos. Mas, se não tiver dado a seta para subir no meio fio, perde três. Existe ainda a clara possibilidade de você ser sacaneado. Portanto, não pareça rico quando for fazer a prova. Se não eles vão querer seu dinheiro.

Mas, um dia você vai acabar passando, de alguma maneira. E ai, lhe restará pegar sua carteira. O que também não é fácil. Vai demorar, o DETRAN vai te enrolar, falar que faltou sua foto ou algo parecido. No dia em que finalmente estiver pronto, o DETRAN vai te passar um vídeo com cenas de pessoas deformadas por conta de acidentes de transito. E você tomará a decisão de nunca mais sair no transito.


--
Pedimos agora sua contribuição, CHnauta. O que aconteceu com você durante essa saga?

Comentários

Guilherme disse…
bem, meu professor teórico tinha presenciado oitenta mil acidentes na vida dele. E utilizava "multidões" como se fosse o coletivo de qualquer coisa. "Multidões de acidentes acontecem todos os dias". "você vão pras ruas onde existem multidões de carros".

E no dia da prova prática, o instrutor recebeu um telefonema, e começou a combinar uma tarde de sexo selvagem com sua amante.
Gressana disse…
Um professor de legislação na escola teórica era engraçado. Ele tinha esse método de que os alunos completavam a frase que ele dizia. Mas ele fazia a gente completar tudo!! "Bom, agora vamos tomar um... café". "Essa placa diz que tem animais na pista, então pode aparecer uma éguinha poco...tóóóó". Era bizarro.
E eu reprovei no teste prático duas vezes. Levei uma sucessão de golpes psicológicos antes dos testes. Foi foda.
Laïse disse…
eu já reprovi 23 vezes na prova prática e estou traumatizada. prefiro não comentar mais nada.
Andreza disse…
Eu tenho um depoimento!

( A roda diz: - Olá Andreza)

. Meu instrutor ficava bravo comigo, me chamava de minha filha e balançava a cabeça quando eu errava uma marcha.

. Eú só consegui fazer a prova depois de estudar os movimentos da baliza no caderno. Pedia pro meus instrutor parar pra eu ir anotando.

.Eu reprovei no primeiro teste e ainda tive que pegar ônius de volta pra casa. Eu chorei no ponto. Foi triste.

.Eu só passei na baliza depois de treinar semanas a fio com cabos de vassoura em garrafas peti.

-Até hoje evito balizas.
Lali disse…
Eu também reprovei no primeiro teste prático. No segundo, passei pela boa vontade dos avaliadores.

... Até hoje evito balizas, também. E percebi que me torno cada vez mais barbeira com o tempo.
Thiago Borges disse…
Eu reprovei uma vez na prova prática, até hoje evito dar seta
Scummy disse…
hahahahaha mto bom!!!

putz meu instrutor era muito tarado igualzinho esse ae
as gordas eram mto gostosas pra ele
marcy disse…
Bom entrei na auto escola muito empolgada, com grande expectativa de passar de primeira em tudo e passei, até o exame teórico. Quando começaram as aulas práticas, foi realmente muito difícil, pois não tinha noção nenhuma de direção, bom, aí tive que aprender tudinho desde ligar o carro até fazer garagem( aqui em Brasília fazemos garagem, e não baliza), fiz as 15 aulas e,até que aprendí tudinho e sabia fazer, mas o nervozismo não me deixava realizar uma manobra direito.Aí meu instrutor falou que eu ainda não estava pronta para fazer o exame me recomendou pegar mais 10 aulas nesse intervalo de aulas se passou um mês, o que já fez com que eu perdesse um pouco da " habilidade" adquirida,retornei as aulas fiz as 10, e meu exame foi marcado, daí não tinha mas para onde correr, chegado o dia do exame,tive a infeliz sorte de pegar um examinador carrasco, o cara era super ignorante, sem falar que parecia que tava com muita pressa para chegar em casa, fiquei muito nervosa com aquilo tudo e resultado: reprovada. Foi enclível, fiz tudo erado, fiz tudo o que não era para fazer e não fiz o que era para fazer, me sentí uma inútil, pois fiz 25 aulas e no dia do exame, simplesmente não conseguí...,fique quase que traumatizada!Mas não desistí, vou pegar mais aulas e refazer o exame e dessa vez espero não pegar um examinador que sirva apenas para fazer o DETRAN lucrar.