Frotteurismo- o fetiche por encoxadinhas!

É isso aí, CHnautas! Depois de um bocado de tempo, voltamos a falar daquele assunto que todo mundo adora: os fetiches! Confessa, vocês estavam esperando muito tempo por isso.

Pois é. Hoje o fetiche em questão é o frotteurismo, a tara por encoxadinhas. Sim, daquelas que rolam em ônibus lotado, quando você aproveita pra roçar na coxa daquela morena gostosa e quando ela olha, finge que não fez nada. Ninguém imaginava que isso era um fetiche. Mas é.
Você pode pensar "pô, mas todo mundo gosta disso". Então o que faz disso um fetiche?
Começa na adolescência, com aqueles moleques cheios de espinhas no busão pra ir pra escola. Isso é uma fase que passa para a maioria. A maioria de nós evolui e procura então praticar o ato sexual em si. Já os frotteuristas ficaram presos nessa fase. Pra eles, é mais do que a simples fricção das genitálias no corpo de uma pessoa completamente vestida. É a lembrança de uma adolescência feliz, é a sensação do desafio de encoxar uma mulher, é a adrenalina causada pela possibilidade de ser pego.
Frotteuristas até se envolvem em relacionamentos amorosos. Mas quando o namoro chega ao nível sexual as coisas podem complicar. Não há penetração. Não há preliminares. Normalmente o casal nem mesmo se despe. O frotteurista no meio dos amassos, começa a praticar o ato da encoxada. A parceira então começa a sentir-se estimulada, mas quando ela está prestes a fazer alguma coisa, ela ouve: "foi bom pra você?". Sem entender o que aconteceu, ela pede explicações para o parceiro, que procura explicar a situação. Na maioria das vezes, ela entende no começo, mas depois sente a falta do sexo convencional, que provoca desagrado ao parceiro fetichista. Então o casal briga e rompe o namoro. Mesmo assim ele ainda procurará uma oportunidade para encoxar a ex-parceira, seja no ônibus, no elevador ou no metrô.

Enfim, mais uma descoberta sobre o bizarro mundo dos fetiches.Encerramos com alguns versos da nossa cultura musical:
"No coletivo o que manda é a lei do pau
Quem tem, esfrega nos outros
Quem não tem só se dá mal"
Esporrei na manivela
Raimundos

Comentários

Lali disse…
Não sei bem a razão... eu só lí as primeiras linhas e já sabia quem tinha sido o autor. XD
Guilherme disse…
existe uma questão de fonte, além de tudo.

Mas ahn... eu acho que fetiche por encoxar é uma das coisas mais ridiculas existentes po. É quase que nem falar 'fetiche por masturbação'

Aposto que aquela tarada de santa catarina vai aparecer aqui, e dar uma lição para a gente. Dizer que nós precisamos nos liberar dos nossos preconceitos, e que sem dúvida nenhuma ela vai experimentar as encoxadas.
MANGABEIRA disse…
A postagem do CH3 "Quem Somos Nós" já disse, ao apresentar o Vinícius Gressana, que ele é o “... responsável pelos fetiches bizarros e as buscas do Google que caem nesse blog". Claro que quem o conhece ou convive quase que diariamente com o Vini na faculdade como a Laís ou eu sabe quão bizarro é este ser. Daí o fato de, por apenas algumas linhas ou somente pelo título, ela reconhecê-lo como o autor do texto. No entanto, ele é gente boa.