Os Mamíferos da Parmalat

Nas últimas semanas nosso país ficou chocado com as fraudes do leite. A população brasileira, já acostumada com a adulteração de combustíveis, escaldados do Choppão e refeições do RU da UFMT, descobriu que o leite que abastecia suas mesas também estava adulterado. Até me recordo de conversar com Marcão sexta passada, este me relatava seu alívio por só tomar leite de ornitorrincas albinas, me perguntei então, como posso me referir à fêmea do ornitorrinco? Seria mesmo ornitorrinca? Bom, voltando ao assunto, em meio a todo esse escândalo que fez com que boa parte dos brasileiros passasse a tomar leite de saco, estava envolvida Parmalat. A velha Parmalat, que por tantos anos fez a alegria dos torcedores do Palmeiras, a Parmalat intocável, pois quem ousaria se intrometer com a marca que lançou os Mamíferos? A Parmalat foi acusada de comprar e distribuir leite com água oxigenada, soda cáustica, kryptonita e outras substâncias supostamente prejudiciais à saúde. Mas como mega empresa que é, e contando com sua excepcional equipe de marketing, a Parmalat combate essas críticas infames com a VOLTA DOS MAMÍFEROS. As crianças que encantavam corações femininos e enchiam os sacos masculinos tiveram todo seu cachê (de 50 mil reais por cirança) pagos em Leite Parmalat, e desde aquela primeira campanha deixaram de beber qualquer outro líquido que não fosse Leite Parmalat. As crianças cresceram, e graças ao consumo exagerado de Parmalat se tornaram lindos adolescentes. Veja a campanha e comprove:




Beba Parmalat!

Comentários

Guilherme disse…
chocante, chocante não, o que fazem com as nossas crianças.

Mas o que mais me estranha é que a parmalat já faliu e continua comprando leite com mais substancias ainda.

E esses dias me deparei com uma padaria que usava leite parmalat no preparo de suas vitaminas e bolos.
Carlo Gressana disse…
Hahahaahah, parece que Parmalat tinha era ácido na composição, olha o que aconteceu com as crianças, vôte!!!
Ainda bem que eu só tomo Lacbom, porque leite de saco eu não tomo não.