Lendas que não fazem sentido

Bem-te-vi, o pássaro X9
Quando eu era criança, ouvi uma história de que um bem-te-vi teria denunciado Jesus Cristo de alguma maneira e que, como resultado disso, Jesus foi parar na cruz e a humanidade foi amaldiçoada. Por algum motivo essa história voltou a minha memória nessa semana, com aquela dúvida se eu realmente escutei isso ou se foi apenas uma alucinação infantil. Joguei no Google e encontrei o seguinte resultado.

Diz uma lenda que o bem-te-vi foi quem denunciou Jesus Cristo, quando procurado pelos Judeus. Outra versão da lenda diz que a denúncia foi feita quando Jesus era menino e seus pais fugiam com ele para o Egito, para evitar ser morto. Por conta disso é tido em alguns lugares como pássaro amaldiçoado e há relatos de que chega a ser perseguido por isto.

Essa lenda me parece muito interessante porque ela é um tanto quanto surreal. Chamamos o bem-te-vi assim, porque o seu canto parece estar dizendo “bem-te-vi” e dizem que ele sempre canta quando a chuva está chegando. O problema, é que bem-te-vis não falam português. Então, ele não está dizendo que viu nada, está apenas expressando seus sentimentos mais profundos com o seu canto.

Aliás, tampouco os romanos, os judeus ou os egípcios falavam português (O bem-te-vi não se chama, well-I-saw-you em inglês). Assim sendo, se um pássaro se postou na frente de Jesus Cristo e disse ‘bem-te-vi’, isso não significou nada para o pássaro, para a família de Jesus ou para os seus perseguidores. Parece-me mais uma desculpa para quem quer fazer um guisado de passarinho.

A incompatibilidade entre óculos e água
Também na minha infância eu fazia aula de natação e uma parte da turma ficou espantada com o fato de que uma professora entrou na piscina usando óculos de grau. “Ela vai perder os óculos”, disse alguém. “Porque?” perguntei eu. “O óculos perde o grau se entra na piscina”, respondeu alguém, fatalista.

Essa lógica sugere que existe uma misteriosa combinação física entre a água e o cloro que seria capaz de acabar o grau da lente, transformando-a apenas em um pedaço de vidro liso. Acredito que o cloro faça parte da equação, porque a lenda jamais falou em lentes estragadas com água do chuveiro, da pia ou da chuva.

Bem, é claro que isso não é verdade. A água da piscina talvez acabe com a armação do óculos, mas não há a menor possibilidade de as lentes serem estragadas por isso. Mais do que um complô internacional das fabricantes de óculos, acredito que é coisa de mãe, para impedir que seus rebentos quatro-olhos entrem com os óculos na piscina. Sabe como é, criança se joga na água, mergulha, o negócio ia cair no chão e ser sugado pelo ralo, no mínimo.

Não sei se essa história persiste até hoje, ou se o advento das lentes de policarboneto mudou o cenário.

Bônus: Histórias mais antigas
Causa Mortis: leite com manga
Um dos mitos mais populares da humanidade é o de que tomar leite com manga mata. Felizmente, essa história foi desmistificada com o tempo, apesar de que alguns setores mais crédulos da sociedade continuam acreditando nisso. Por isso, vale a pena lembrar: leite mata se for tomado com arsênico, chumbo, veneno de rato ou estricnina, absolutamente não com manga. Mangas por sua vez, só matam se caírem na sua cabeça.

Uma outra coisa bem estranha, mas que está no passado: masturbação faz com que pelos nasçam na palma da mão.

Comentários