A farsa do sorvete napolitano

Sei que minha opinião já não será das mais polêmicas. Nos últimos anos, muitas pessoas já têm alertado para a farsa que é o sorvete napolitano. Mesmo assim, acho importante escrever este manifesto. Porque todo alerta é pouco. Porque talvez possamos aqui juntar os descontentes, aqueles que estejam se rebelando e queiram lutar contra este mal que assola a humanidade.

Teoricamente, o sorvete napolitano é a união do melhor de três mundos. Juntos dentro de um pote estão três dos sabores mais populares do planeta, capaz de agradar o paladar médio de vários cidadãos. Lá está o sorvete de morango – com seu rosa chamativo, lá está o sorvete de chocolate – preferência nacional, e lá está o sorvete de creme – aquele que combina com tudo.

Esta bola também é uma farsa. Impossível
obter tanta simetria em um pote comum
Era para ser perfeito. A paz mundial poderia ser selada ao redor de um pote de sorvete napolitano. Católicos e protestantes poderiam deixar as diferenças de lado, ou celebrá-las juntos, porque uns preferem chocolate, outros preferem morango, não importa: o napolitano dá oportunidades iguais para todos. Uma metáfora para a vida.

Mas não é perfeito. O pote de sorvete napolitano não apresenta todo o equilíbrio que ele sugestiona, por uma razão simples: o sorvete de morango é horrível e acaba sendo descartado pelas pessoas. Faça o teste. Vá até a casa de diversas famílias brasileiras e você encontrará sorvete napolitano em várias geladeiras. Abra o pote e perceba como o mesmo foi cavado desigualmente. Muito provável que você encontre uma ladeira, com a parte do morango mais alta. Em casos mais extremos, você encontrará apenas o sorvete de morango milimetricamente deixado de lado.

Há ainda outro fato inconveniente: mesmo o sorvete de chocolate do napolitano é pavoroso. Prove um sorvete apenas de chocolate e compare com o chocolate napolitano. A diferença é enorme. O mesmo acontece com o creme. A minha teoria é de que o napolitano é apenas uma massa de sorvete sem sabor colorido artificialmente. Ele nunca entrou em contato com nenhum vestígio de morango ou chocolate.

Mesmo assim, porque as pessoas insistem em continuar comprando o napolitano? Porque insistem em continuar comprando esse sorvete que não traz sorrisos ao rosto de ninguém?

Acredito que é o resultado de uma sociedade consumista que quer levar vantagem em tudo. Da mesma maneira que você compra coisas que jamais vai usar apenas porque estão em promoção, você compra o napolitano por acreditar que vai levar vantagem. Afinal, são três em um, tem para todos os gostos. O sabor da vantagem acaba sendo melhor do que o sabor do sorvete.

Comentários