Grandes nomes da história (12)

Lonesome George

As ilhas Galápagos são um pequeno pedaço de terra, uma espécie de amostra grátis de filme de ficção científica. Um arquipélago esquecido pelo tempo, imortalizado pelos estudos de Charles Darwin. Um lugar com tartarugas gigantes, iguanas gigantes e totens macabros, feitos pelos nativos do local que achavam que eles seriam capazes de assustar os invasores.

Justamente uma dessas tartarugas ganhou as notícias hoje. Trata-se de George, falecido aos 100 anos. Sua morte pegou de surpresa os seus cuidadores, já que ele aparentava estar bem de saúde. Seus contemporâneos, como Oscar Niemeyer, lamentaram a perda de um símbolo de sua geração. "Era um garoto, lamentou". Dizem que tartarugas como George poderiam viver até 200 anos.

A foto de George ganhou os jornais e os sites na internet. Poderíamos ver aquela tartaruga imponente, com um olhar fixo ao horizonte. Um olhar melancólico, que fica ainda mais triste quando sabemos que George era o último de sua espécie. Sim, com a morte de George, o Solitário, sua espécie chega ao fim.

Dizem que tentativas para que ele se reproduzisse não faltaram. Em 1993, duas tartarugas de subespécies diferentes foram colocadas em suas jaulas. Dois anos depois, descobriram que nada aconteceu. Elas não faziam o tipo do Solitário. Uma vez, ele tentou procriar com uma companheira sua, com quem ele vivia há 30 anos. Mas, não deu certo. Foi um caso de incompatibilidade genética.

Frustrado, George nunca mais tentou nada com ninguém. Imagine que se já seria um peso enorme ser o último de sua família, pense então no que é ser o último da espécie. Não há ninguém igual a você. Só lhe resta o fato de ser diferente. Só lhe resta a solidão. Só lhe resta esperar que os dias passem e que a sua morte chegue, enterrando você e todo a história de sua espécie, dizimada por marinheiros e caçadores que gostavam de um filé de tartaruga.

Agora, George deixa a vida e entra para a história ao lado do Dodô, do Pato de Cabeça Rosa, o Lobo da Tasmânia, a Raposa Voadora de Guam, o Aie-aie gigante, o golfinho-lacustre-chinês, e tantos outros animais que hoje integram apenas a lista de animais extintos.


Comentários