Dons Especiais

Um conhecido deste blog costuma a contar a história de um tio seu. Este nosso amigo já deve ter comentado aqui um par de vezes, mas não vamos revelar seu nome, porque, sei lá se ele quer ser identificado. Se quiser, basta ele levantar a mão. Pois, este tio seu tem um dom especial. Ele consegue colocar um pote de sorvete de dois litros em um copo de requeijão. Ele vai, colherada a colherada, compactando o sorvete dentro do copo.

Este mesmo conhecido, também diz ter o seu próprio dom especial. Ele consegue sempre, e ele diz que sempre, adivinhar a pessoa que esta telefonando para ele. Faz isso sem consultar o identificar de chamadas. Basta o telefone tocar para que ele saiba “é fulano!”. E é, assim diz ele.

Todo mundo costuma a ter um dom especial. E esse dom nada diz com acertar os números da Mega-Sena ou pegar a bola no meio de campo, driblar meio time adversário e marcar o gol de calcanhar. São coisas simples, coisas bobas, que jamais poderão fazer com que você ganhe dinheiro ou com que você seja reconhecido. Ao chegar numa roda, ninguém irá lhe apontar e te admirar como o cara que coloca dois litros de sorvete num copo de geléia.

Sim, você jamais poderá colocar tal fato num currículo. Pessoas dificilmente te contratarão por conta disso. Mas sempre que você se olhar diante de um espelho, você sentirá aquele orgulho íntimo, se sentira um vencedor por conta do seu pequeno dom.

Eu mesmo, tenho o dom de sempre cumprir meus objetivos no período de carência de estacionamentos pagos. Ontem mesmo, eu fui pagar uma conta no DETRAN e consegui fazer isso no período de 20 minutos que o shopping lhe dá antes de cobrar expansivos três reais. O que talvez contrarie minha tese de que os dons especiais não lhe dão dinheiro. Nesse caso, eu economizo dinheiro.

Pense, qual é a chance de conseguir fazer qualquer coisa no DETRAN em um período inferior a 20 minutos? Contando o tempo de sair do carro e atravessar a rua? As chances são mínimas, mas eu consegui isso em exatos 19 minutos. Se tenho que trocar uma camisa, comprar um desodorante, passar na banca de jornal e sacar dinheiro, consigo fazer isso em 20 minutos. A reação de todas as pessoas para quem eu conto isso é a da negação. Dizem que é impossível. Mas eu posso. É como se o tempo parasse no período em que realizo minhas atividades, por mais complexas que elas sejam.

Tal qual o sorvete se compacta e o copo se alarga para o tio. Tal qual meu pai sempre sabe o time que fez o gol quando a bolinha pisca na tela da Globo.

Todo mundo tem um dom especial. Pare um pouco e descubra o seu. E então, nos conte. Vamos descobrir do que somos capazes.

Comentários

Chaiane disse…
Eu sempre sei quando um goleiro vai pegar um penalti!! o/

Gosto blog! ^^
Adérito Schneider disse…
I see dead people.
Anônimo disse…
dons especiais são pessoas que assistem a novela do Mutantes só pra ver o olho piscar...
Eu acordo sempre 5 min antes do despertador tocar.. Isto é muito útil porque assim posso adiantar a hora do alarme e ficar a dormir mais um pouco!