Analisando ditos populares (e nem tanto) ao pé da letra

Acabar em pizza: Quando amigos, colegas de trabalho, família etc. degustam pizza após uma reunião ou expediente.
Advogado do Diabo: Sujeito com formação em direito (registrado pela Ordem dos Advogados do Brasil) contratado para defender Belzebu no tribunal.
Afogar o ganso: Matar uma ave aquática enfiando sua cabeça em seu habitat natural. É contra as normas do Ibama e da Associação Protetora dos Animais.
Amarrar o bode: Ato de prender uma das extreidades de uma corda ao caprino em questão e a outra extremidade em um muro, pedaço de pau, cerca, ou semelhante. Bodes não costumam ser animais amigáveis, portanto é uma prática que exige cuidado.
Armar um barraco: Construir habitação precária.
Arroz de festa: Costuma vir com farofa ou outro tipo de guarnição. Pode ser boliviano, carreteiro, etc.
Bater na mesma tecla: aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa
Cara de pau: Pinóquio.
Chutar o pau da barraca: atitude de vandalismo e rebeldia que tem por objetivo acabar com a graça dos outros campistas. Pode resultar em linchamento dentro do camping.
De barraca armada: Estar pronto para o acampamento.
Encher lingüiça: Prática comum entre açougueiros para vender menos lingüiça por um preço maior.
Enfiar o pé na jaca: Atitude aparentemente sem propósito, pois não se trata de uma coisa agradável de se fazer.
Ir para o espaço: Astronauta.
João sem-braço: Sujeito deficiente físico de nome comum.
Molhar o biscoito: Tornar a iguaria em questão mais tenra molhando-a em leite ou café a fim de facilitar o processo de mastigação.
Motherfucker: Indivíduo que tem complexo de édipo.
Mudar da água pro vinho: Milagre realizado por Jesus Cristo.
Pagar o mico: Remunerar o mamífero símio.
Sem pé nem cabeça: Indivíduo com a cabeça e as extremidades dos membros inferiores decepados.
Soltar a franga: Libertar a fêmea do galo de seu cativeiro. É uma atitude nobre para com as aves domésticas.
Tirar o cavalinho da chuva: Dar abrigo ao eqüino de pequeno porte a fim de que este não entre em contato com o fenômeno pluvial.
"Vamos quebrar tudo": Torcida do Corinthians após perder mais uma disputa.

Comentários

Guilherme disse…
é, bater na mesma tecla, é foda
Carlo Gressana disse…
Hahahaha!!! Muito foda esse avatar novo do Guilherme!!
Lais disse…
Mas faz tempo que eu tinha colocado alí, huahuahau! XD E eu leio sempre que posso o blog de vocês. Eu morro de rir. Fico passando o link pra quem eu estiver conversando na hora mesmo que eu não comente aqui. XD

(e eu lembro de já ter aprendido a trocar pneus. mas é, eu preciso lembrar melhor! XD)
Moni disse…
Motherfucker! HAhhAHahAHhaHAHahAHahhAHahaHAHahaHAHahHhaH